Servidores de Sapucaia do Sul participam de capacitação do Família Acolhedora

Município: Sapucaia do Sul

Programa visa incluir, em famílias, crianças e jovens em situação de risco CRÉDITO: VIRGÍNIA DO ERRE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Programa visa incluir, em famílias, crianças e jovens em situação de risco CRÉDITO: VIRGÍNIA DO ERRE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Servidores da prefeitura e integrantes da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente participaram, na tarde da última segunda-feira, de uma capacitação para o Programa Família Acolhedora. A atividade ocorreu no Auditório do Instituto Federal Sul-rio-grandense (Ifsul) e contou com a presença da assistente social e coordenadora do Família Acolhedora em Cascavel, no Paraná, Neusa Cerutti. Ela, que é especialista em violência doméstica contra a criança e o adolescente, e em acolhimento familiar, contextualizou o público presente sobre o acolhimento de crianças no Brasil e sua estrutura atual e funcionamento para que o programa se efetive corretamente no município. Sapucaia do Sul é pioneira na Região Metropolitana a implantar o programa.
O secretário municipal de Desenvolvimento Social, Selvino Scheibel, falou sobre a importância da capacitação que visa dar subsídios para que estes profissionais envolvidos possam estar cientes e receptivos para tocar o programa da melhor forma possível. “Queremos que todos abracem este novo serviço da nossa rede sabendo com propriedade da sua importância. A política social é feita com a participação de todos, não é restrita a apenas uma secretaria, então ter os envolvidos em um mesmo espaço trocando experiências e tirando dúvidas, é fundamental”, disse Scheibel.
A capacitação desta tarde contou com as presenças de servidores das secretarias municipais de Desenvolvimento Social, Educação e Saúde, além de representantes do Conselho Tutelar, do Conselho Municipal de Assistência Social (Comas) e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica). Entidades como a Associação Casa de Passagem de Sapucaia do Sul (Acapass), a Casa Lar Abrigo Meu Refúgio, o Comitê da Cidadania e a Parceiros Voluntários também participaram da atividade, além da promotora da Infância e Juventude de Sapucaia do Sul, Maria Alice
Sanchotene, e da assistente social do judiciário sapucaiense, Claudia Letícia Bartos. Ainda na segunda-feira, às 19h30min, aconteceu outra capacitação, para as famílias que já se cadastraram e têm interesse em fazer parte do Família Acolhedora.