Projeto Biblioteca Aberta busca incentivar a leitura em Sapucaia do Sul

Município: Sapucaia do Sul

Iniciativa visa facilitar o acesso das pessoas a diferentes obras e autores CRÉDITO: PEDRO DE BRITO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Iniciativa visa facilitar o acesso das pessoas a diferentes obras e autores CRÉDITO: PEDRO DE BRITO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Os livros ganharam espaço no saguão da prefeitura. Foi lançado, no último dia 4, o projeto Biblioteca Aberta: uma estante com livros que servidores e comunidade podem levar para casa. A iniciativa é do gabinete do prefeito Luis Rogério Link e da secretaria-geral de Governo, e tem como objetivo incentivar a leitura e facilitar o acesso das pessoas a diferentes obras e autores.
O secretário-geral de Governo Ademir Pereira destacou que o acervo da Biblioteca Aberta é de mais de 250 livros, todos doados pelos servidores municipais. As obras de literatura nacional e estrangeira, para todas as idades, estão à disposição para empréstimo, sem prazo para entrega nem necessidade de preenchimento de ficha. “A ideia é que as pessoas levem para casa estas histórias e que chorem e riam com elas. Também propomos que estes leitores tragam de casa seus livros e doem para o projeto, para que o maior número possível de histórias circule”, disse Pereira.
Sentada confortavelmente junto à estante da Biblioteca Aberta, a pequena Suzana Toniello, de oito anos, leu algumas histórias enquanto aguardava a mães ser atendida na prefeitura. Ela também escolheu alguns livros para levar para casa e disse ter gostado do espaço.
A servidora Simone de Almeida, de 34 anos, disse que não tem o hábito de ler, mas que espera ler mais, agora que os livros estão mais próximos dela. “Não leio por falta de tempo. Acredito que o projeto vai ajudar as pessoas a lerem mais”, comentou.
Já Ana Paula Querubim, de 31 anos, que também trabalha na prefeitura, conta que lê bastante, mas no computador. Ela escolheu livros para ela e para o filho. “Por causa da internet, as pessoas vão menos às bibliotecas. Gosto de ler e achei o projeto muito bom”, disse.
O lançamento do projeto contou com apresentações culturais. O dançarino Jonas Restani, do Grupo de Dança RAD, fez uma intervenção artística, e o músico Paulo Camurça, da secretaria municipal de Cultura e Turismo, tocou violão e contou para o público presente. Qualquer pessoa ou empresa pode participar da iniciativa e estimular o hábito da leitura doando livros para a Biblioteca Aberta. Para participar, basta levar um livro ao saguão da prefeitura e fazer a doação na caixa de coleta que fica junto à estante do projeto.