Arquitetura da URI Santo Ângelo abre a 7ª Mostra de Plástica e Expressão Gráfica

Município: Santo Ângelo

Aberta para visitação até 5 de agosto, a exposição buscou inspiração em obra de arquiteta alemã CRÉDITO: URI SANTO ÂNGELO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Aberta para visitação até 5 de agosto, a exposição buscou inspiração em obra de arquiteta alemã CRÉDITO: URI SANTO ÂNGELO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Foi aberta, na tarde do dia 5 de julho, a 7ª Mostra das disciplinas de Expressão Gráfica I e Plástica do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI) Santo Ângelo, ministradas pelas professoras mestres Claudete Boff e Roberta Doleys Soares, respectivamente. A mostra, com o tema Arte e arquitetura: novas afinidades, que permanece no Atelier Livre (Prédio 20) até o dia 5 agosto, buscou inspiração na obra da arquiteta alemã Julia Schulz Domburg, que trata do diálogo entre a arte e a arquitetura, destacando a correspondência que existe entre ambas e como se pode interpretar sua volumetria e o espaço onde está inserida. Na mostra, as maquetes representam conceitos vindos de edificações ou pinturas e os desenhos são interpretações do motivo tridimensional com aplicação de diferentes técnicas. Procurou-se dar ênfase aos aspectos que sintetizam o diálogo entre elas.
Segundo as professoras Claudete e Roberta, “a 7ª Mostra de Expressão Gráfica I e Plástica tem por objetivo fazer as relações entre o desenho e o objeto edificado, neste caso, a arte gráfica e a maquete”. Escolhido o tema para construir plasticamente um objeto, partiu-se para executar graficamente a síntese do mesmo. A proposta foi explorar, por mais simples que fosse a forma, todos os recursos de desenho exercitados em aula. Quanto ao volume elaborado, buscou-se a retratação plástica das sensações provocadas pela obra referência (edificação, escultura ou pintura) a partir da percepção dos acadêmicos e a aplicação dos conhecimentos adquiridos na disciplina. Criatividade, originalidade e eficiente aplicação técnica foram buscadas durante a execução do trabalho. O resultado deveria ressaltar o grau de correspondência entre arte e arquitetura, a linguagem particular de cada desenho e, consequentemente, a fruição estética.
A coordenadora do Curso de Arquitetura e Urbanismo, Thaís Faccin de Brum, parabenizou professoras e estudantes pelo trabalho, observando o valor de atividades práticas desde o primeiro semestre do curso. As titulares das disciplinas, Claudete e Roberta, igualmente se manifestaram enfatizando que Expressão Gráfica e Plástica são bases importantes para os conhecimentos a serem construídos nos próximos semestres e que o tema escolhido para a mostra foi desafiador, exigindo pesquisas e estudos preliminares. Prestigiando a mostra, esteve o engenheiro eletricista e de Segurança do Trabalho Rubilar Ferreira, pai da acadêmica e expositora da mostra Rubianne Bottega Ferreira. Ao parabenizar o grupo pelas atividades, Ferreira observou a importância de unir em uma obra, a rigidez de cálculo da engenharia com a beleza e a arte da arquitetura.