Curso da Unijuí apresenta diagnóstico de sistemas agrários em Santa Rosa

Município: Santa Rosa

Dados foram apresentados na última segunda-feira, na prefeitura CRÉDITO: UNIJUÍ/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Dados foram apresentados na última segunda-feira, na prefeitura CRÉDITO: UNIJUÍ/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Os estudantes do curso de Agronomia da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí) realizaram, sob orientação dos professores do curso, um trabalho de análise e diagnóstico de sistemas agrários em propriedades do município de Santa Rosa. Na manhã da última segunda-feira, dia 20, foi realizada a apresentação desses dados na prefeitura, para os agricultores envolvidos, secretaria da Agricultura, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e demais convidados.
As informações foram geradas por meio de observações e de entrevistas realizadas junto aos agricultores, pelos estudantes das disciplinas de Estágio I – Diagnóstico de Sistemas Agrários e de Estágio II – Análise Técnica Econômica de Sistemas de Produção do curso de Agronomia, segundo semestre de 2016 e primeiro semestre de 2017. O objetivo do diagnóstico foi ampliar a aquisição de conhecimentos e métodos necessários para a compreensão da dinâmica e complexidade da agricultura visando à elaboração de linhas estratégicas de desenvolvimento local.
As atividades que foram realizadas para a análise e o diagnóstico compreenderam leitura da paisagem e zoneamento agroecológico; história agrária e trajetórias de acumulação; classificação (tipologia) das unidades de produção; caracterização técnica dos sistemas de produção; avaliação econômica dos sistemas de produção; análise/diagnóstico da agricultura, linhas estratégicas de desenvolvimento rural; confecção do relatório; e restituição às entidades e agricultores. O diagnóstico forneceu subsídios para o município que engloba planejamento, gestão estratégica da agricultura local, proposições de políticas e projetos estratégicos.
Para o pró-reitor do campus Santa Rosa, professor Ariosto Sparemberger, o diagnóstico e as propostas apresentadas são importantes para o desenvolvimento econômico e social do município. “Há muitas informações que podem auxiliar este processo. Por exemplo, o estudo analisou e identificou 12 tipos básicos de unidades de produção e na sua maioria os resultados econômicos asseguram a reprodução sócio econômica. O município possui 1.964 estabelecimentos agropecuários, dos quais 93,6% possuem menos de 50 hectares, e ocupam 65,80% da área”, ressaltou.
A equipe técnica da Unijuí que esteve envolvida no diagnóstico foi composta pelos professores Nilvo Basso, Felipe Esteves Oliveski, Roberto Carbonera e Angélica de Oliveira Henriques. O termo de cooperação técnica foi firmado entre a Unijuí, prefeitura – através da secretaria da Agricultura – e Emater.