Programa tem como objetivo levar mais segurança às escolas de Passo Fundo

Município: Passo Fundo

Iniciativa foi apresentada à comunidade na última quinta-feira, na Escola Eloy Pinheiro Machado CRÉDITO: ALEX BORGMANN/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Iniciativa foi apresentada à comunidade na última quinta-feira, na Escola Eloy Pinheiro Machado CRÉDITO: ALEX BORGMANN/DIVULGAÇÃO/CIDADES

O Programa Minha Escola Mais Segura foi apresentado oficialmente pela prefeitura à comunidade na última quinta-feira, na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Eloy Pinheiro Machado. A iniciativa busca trabalhar a segurança dos alunos e professores e do espaço físico da escola, com impacto direto na comunidade escolar do local. Inicialmente, serão atendidas sete escolas municipais.
Para isso, o programa promove ações práticas para desenvolver o tema em questões como educação para o trânsito, segurança individual e coletiva e conciliação de problemas enfrentados na escola. Além das ações imediatas, também será feita a instalação de câmeras de videomonitoramento a partir de 2019. “O programa que lançamos hoje vem para agregar e, junto das escolas, trabalhar a segurança e preparar os alunos para um mundo mais seguro, de tolerância e compreensão das diferenças, além de uma coisa fundamental: respeito às regras para construir uma sociedade melhor”, afirmou o prefeito, Luciano Azevedo.
As sete escolas municipais de Ensino Fundamental atendidas neste primeiro momento serão Eloy Pinheiro Machado, no bairro Leonardo Ilha; Cohab Secchi (Caic), no bairro Secchi; Jardim América, no bairro Jardim América; Guaracy Barroso Marinho, no bairro Zachia; Irmã Maria Catarina, no bairro Integração; Coronel Sebastião Rocha, no bairro Valinhos; e Georgina Rosado, no bairro Lucas Araújo. No decorrer dos trabalhos, que serão progressivos, gradativamente as demais escolas da rede municipal de ensino serão incluídas.
Para a diretora da escola Eloy Pinheiro Machado, Marinilza de Farias Santos, “o programa é muito importante e vamos fazer de tudo para que ele aconteça da melhor forma aqui em nossa escola. Educação para o trânsito e segurança são temas que precisamos trabalham na comunidade. É pela educação que começamos”.
O Programa Minha Escola Mais Segura será coordenado pelas secretarias municipais de Segurança Pública e de Educação, tendo como coorganizadores as secretarias de Obras, Planejamento e Transportes e Serviços Gerais. Além disso, o desenvolvimento do conteúdo pragmático do programa terá parcerias da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), da Brigada Militar, da Polícia Civil e do Conselho Tutelar.
Segundo o secretário de Segurança Pública João Darci Gonçalves da Rosa, é somente pela educação que será possível alcançar as metas futuras no comportamento social e no trânsito. “Este trabalho reunirá uma série de informações básicas através de palestras e atividades específicas, como a sinalização de áreas escolares, visando proporcionar um espaço mais humano, com qualidade de vida, conforto, acessibilidade e, acima de tudo, segurança”, explicou.
Entre os objetivos específicos, estão implementar um espaço na região da escola que proporcione mais segurança na mobilidade, promover atividades de incentivo à cultura de hábitos seguros, incentivar o tema de mobilidade urbana e segurança no trânsito na transversalidade curricular e aumentar a sensação de segurança pública no ambiente escolar.