Centro de Educação Profissional da Univates completa 20 anos em Lajeado

Município: Lajeado

Cursos técnicos se apresentam como uma alternativa diferente para quem busca ir além da Educação Básica CRÉDITO: ELISE BOZZETTO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Cursos técnicos se apresentam como uma alternativa diferente para quem busca ir além da Educação Básica CRÉDITO: ELISE BOZZETTO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Sob a incerteza do sucesso, a Universidade do Vale do Taquari (Univates) iniciava, há 20 anos, uma nova oferta de ensino. Em 1998, o Centro de Educação Profissional (CEP) recebia os primeiros alunos, com o objetivo de atender a uma demanda ainda inexplorada no mercado de trabalho. De início, os cerca de 300 a 400 estudantes tinham entre as opções de matrículas o curso de Auxiliar de Enfermagem (qualificação) e, posteriormente, os técnicos em Química, Enfermagem e Telemática.
Hoje, duas décadas depois, já são aproximadamente 1,7 mil alunos em sala de aula e mais de 3 mil diplomados. No entanto, Edi Fassini, diretora do CEP há mais de 15 anos, garante que o número de diplomados poderia ser muito maior, pois, em algumas áreas, os profissionais nem concluem o curso em função da alta empregabilidade e aceitação do mercado. “O aluno inicia como estagiário e é absorvido inteiramente pela empresa, crescendo para funções de grande responsabilidade e demora para se formar”, explica.
Com uma formação rápida, prática e objetiva, os cursos técnicos se apresentam como uma alternativa diferente para quem busca ir além da Educação Básica – objetivo que vem mexendo cada vez mais com a cabeça dos jovens estudantes. Atualmente, 24,5% dos alunos matriculados nos cursos técnicos da Univates ainda não concluíram o Ensino Médio e cursam concomitantemente o Médio e o Técnico.
Questões políticas de governo, demandas de mercado, alterações de legislação e modernização de processos produtivos têm determinado maior procura por um ou outro curso. Entre os mais buscados, atualmente, estão os técnicos em Enfermagem, em Manutenção Automotiva e em Administração. Mas, durante os 20 anos, não apenas o campus de Lajeado sediou o ensino profissionalizante. Por tempos, ele esteve presente também nos municípios de Encantado e Taquari, e, agora, conta com uma sede na cidade de Guaporé. A abrangência se reflete nos números: hoje, o centro atrai estudantes de 53 cidades do Estado.
“O que mais me gratifica são os depoimentos de quem já passou por aqui. O relato do quão importante é e da diferença que esse aprendizado fez na vida das pessoas – o que nos é retratado em tom de agradecimento, como uma marca na vida deles. Para muitos, a Univates foi a segunda escola na vida, então sempre existiu uma expectativa muito grande”, afirma Edi.
Dois eventos estão sendo programados para a noite do dia 6 e a manhã do dia 7 de abril para comemorar os 20 anos de Ensino Técnico da Univates. Na primeira data, deve ocorrer um show, com atração a ser confirmada. Já no sábado pela manhã, a programação fica por conta da palestra com Gabriel Carneiro. As duas atividades acontecem no Teatro Univates e serão abertas à participação de alunos, de diplomados e da comunidade. Além disso, uma série de atividades deve ser realizada durante o ano dentro de cada curso integrante do CEP.
Os 17 cursos técnicos da Univates ainda recebem inscrições para o primeiro semestre de 2018. A duração média é de dois a três anos, dependendo do número de disciplinas que o estudante cursar. As aulas se iniciam no dia 15 de fevereiro, e as matrículas podem ser feitas até o início do semestre letivo no Atendimento Univates, localizado no Prédio 9 (rua Avelino Talini, nº 171, Lajeado). Mais informações podem ser obtidas no site univates.br/tecnicos.