Reformulação da Feira Sem Fronteiras estreia em outubro em Caxias do Sul

Município: Caxias do Sul

Evento será integrado à feira ecológica e expositores terão mais autonomia CRÉDITO: MATEUS ARGENTA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Evento será integrado à feira ecológica e expositores terão mais autonomia CRÉDITO: MATEUS ARGENTA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Uma reunião entre expositores e representantes de secretarias municipais definiu o novo formato da Feira Sem Fronteiras, que passará a funcionar aos sábados. A estreia será no dia 6 de outubro, das 8h às 16h, na Praça das Feiras. A decisão foi tomada em conjunto com os participantes, de forma a tornar a reformulação democrática. A partir de agora, o evento será integrado à feira ecológica, que ocorre no mesmo local, e será das 7h às 11h, todas as semanas. A ideia é que o novo formato receba outro nome, ainda a ser definido pelos expositores.
Conforme a secretária de Urbanismo, Mirangela Rossi, a intenção da prefeitura é despertar a autonomia dos feirantes, que vendem produtos artesanais e alimentícios. “A expectativa é que eles se entusiasmem e evoluam como empreendedores. A prefeitura tem dado inúmeras palestras e formações gratuitas nesse sentido. Queremos que eles andem com as próprias pernas e que conquistem seu espaço no mercado”, aponta.
A reunião foi motivada para buscar soluções quanto à queda tanto no número de expositores quanto de visitantes. A partir de agora, os feirantes deverão providenciar as estruturas necessárias para as bancas. “A prefeitura emprestava gazebos, tinha custos com som, recolhimento de resíduos, equipe de manutenção, trânsito e segurança. Tornou-se inviável manter essa logística, com valores e sempre dependendo do tempo. A feira ecológica já tem estrutura e público fiel. Aliar essas duas iniciativas é uma chance de conquistar mais espaço para o comércio dos nossos expositores”, salienta Mirangela.
Por meio de votação, ficou definido que os comerciantes devem se organizar entre 7h e 7h45min, por ordem de chegada, ao longo da praça. Entre 7h45min e 8h, deverão se instalar os que vendem produtos alimentícios. A venda será fixa até as 16h. A meta da prefeitura é que pelo menos 40 bancas ofereçam seus produtos a cada sábado. As definições também poderão ser repensadas pelo grupo, conforme o andamento das edições. “É muito bom que tenhamos nos organizado. Era preciso definir uma ordem diferente. Agora, acredito que vá melhorar o fluxo de clientes”, comemorou Carlos Martins, de 78 anos, expositor da feira.
A Feira Sem Fronteiras foi inaugurada em maio de 2017 e era realizada sempre no segundo domingo do mês, na Praça das Feiras. Na primeira edição, 180 expositores participaram, movimentando R$ 60 mil. A iniciativa é da secretaria municipal do Urbanismo (SMU) e do gabinete da primeira-dama, com apoio da secretaria municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, secretaria municipal do Meio Ambiente, secretaria municipal do Turismo e secretaria municipal da Cultura.
Novos expositores podem se inscrever na SMU. Para isso, é preciso comparecer entre 10h e 16h no terceiro andar da prefeitura e apresentar documento de identidade e CPF. Carteira de Artesão ou registro de Microempreendedor Individual (MEI) aceleram o processo de autorização da pasta.