A força que constrói a tua história é o tema do IX Concurso Fotográfico de Westfália

Município: Westfália

Fotografia, intitulada de Com o trabalho o progresso se faz, venceu edição anterior do concurso CRÉDITO: CARLOS ANDRÉ ROANI/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Fotografia, intitulada de Com o trabalho o progresso se faz, venceu edição anterior do concurso CRÉDITO: CARLOS ANDRÉ ROANI/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Preservar e valorizar a história de Westfália e daqueles que aqui vivem, sem deixar de lado as paisagens encantadoras e os momentos marcantes desta terra, tem sido o objetivo do concurso de fotografias Westfália em foco. Na última semana, a secretaria municipal de Educação, Cultura, Turismo e Desporto (Smec) divulgou a temática da 9ª edição da atividade: A força que constrói a tua história.
Podem participar do concurso fotógrafos profissionais ou amadores, residentes em Westfália ou qualquer outra cidade, sem limite de idade. No entanto, as fotografias devem ser inéditas e originais, dentro do tema proposto e acompanhadas da ficha de inscrição devidamente preenchida. Não há limite de trabalhos inscritos.
As inscrições e entrega das fotografias ocorrerá entre os dias 16 e 25 de agosto, na Smec (rua Leopoldo Fiegenbaum, nº 488, Centro). Já a seleção final dos trabalhos será do dia 4 ao dia 6 de setembro, durante a IX Feira do Conhecimento, quando as fotografias ficarão expostas para apreciação do público. Serão premiados os 1º, 2º e 3º lugares, escolhidos pela comissão organizadora, sendo o 4º colocado eleito pela comunidade, através de voto secreto. O IX Concurso de Fotografias de Westfália é uma organização da administração municipal, através da Smec.
A força que constrói a tua história tem o objetivo de, sob o olhar do fotógrafo, revelar momentos, ambientes e riquezas que fazem parte da história de Westfália – uma cidade e um povo que possui características peculiares na cultura, na educação, no campo e no seu jeito de ser. A temática abre caminho para registros que demonstrem o crescimento e desenvolvimento do município, traçados pelo seu povo ordeiro e trabalhador.

 

Piquenique integra programação de aniversário de Westfália

Município: Westfália

Atividade foi organizada pela Smec e contou com opções de lazer para todas as idades CRÉDITO: PALOMA DRIEMEYER VALANDRO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Atividade foi organizada pela Smec e contou com opções de lazer para todas as idades CRÉDITO: PALOMA DRIEMEYER VALANDRO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Estudantes da rede municipal de ensino, acompanhados de pais e familiares, tiveram uma programação diferenciada no sábado, dia 1 de abril, repleta de alegria, diversão e confraternização. O Piquenique de Integração, promovido pela secretaria de Educação, Cultura, Turismo e Desporto (Smec), foi realizado no Parque Municipal de Eventos, situado nas proximidades da prefeitura. Também celebrando os 21 anos de emancipação política e 17 anos de instalação do município, o Piquenique de Integração teve o propósito de fortalecer a união e as amizades na comunidade escolar. Além de momento cívico, a programação contou com brinquedos infláveis, tendas divertidas e etapa final da Gincana Germânica.
Durante o momento cívico, a secretária de Educação, Cultura, Turismo e Desporto Elisangela Schneider Wiethölter observou que é preciso valorizar a história e a cultura do município. “O Piquenique de Integração também comemora o aniversário de Westfália. Que daqui a 21 anos, continuemos tendo muitos motivos para celebrar, assim como estamos tendo hoje. Para isso, a valorização da educação e da cultura é de suma importância”, destacou, agradecendo a todos os envolvidos na realização do evento.
O presidente da câmara de vereadores Jucimar Oneide Docena falou sobre a realização da sessão solene de aniversário, também em comemoração aos 21 anos de emancipação política e 17 anos de instalação de Westfália. “Para também marcarmos o nosso aniversário, homenageamos mais quatro pessoas que são importantes para a valorização da história do nosso município. Em uma próxima oportunidade, homenagearemos outros líderes, pois julgamos importante esse reconhecimento”, ponderou Docena.
A vice-prefeita Evanete Inez Horst Grave ressaltou a importância da realização de eventos como o Piquenique de Integração, envolvendo pais e filhos. “É preciso parabenizar a Smec pela realização do evento, porque é importante envolvermos pais e filhos, ainda mais quando tratamos de educação e cultura”, salientou, ainda convidando para a Oustefest Westfália (Festa de Páscoa), que ocorre no dia 15 de abril, na prefeitura. Por fim, o prefeito Otávio Landmeier enalteceu a estrutura do Parque Municipal de Eventos. “O nosso parque de eventos será referência no Vale do Taquari. Ainda falta muito para que ele esteja concluído, mas estamos fazendo aos poucos, uma vez que temos também outros projetos em andamento. Aproveitem a partir de agora essa estrutura, porque é de vocês”, pontuou Landmeier.
Após o pronunciamento das autoridades, deu-se início às apresentações das quatro escolas municipais. A Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Rio Branco, de Linha Paissandu, foi a primeira, com a apresentação Westfália, tua história nos enche de orgulho. Depois, foi a vez da Emef Bandeirantes, de Linha Frank, que apresentou a música Esperança. Na sequência, a apresentação Integração das Culturas ficou a cargo da Emef Olavo Bilac, de Linha Berlim. E, por fim, a mensagem, através da música O Dia do Bem, foi deixada pelos estudantes da Emef Vila Schmidt, do Centro.
Ainda antes do encerramento do momento cívico, as seis equipes que integraram a Gincana Germânica apresentaram suas flâmulas contendo o brasão. A atividade cultural foi encerrada no sábado, dia 1 de abril, durante o Piquenique de Integração, com a realização dos jogos germânicos com sapato de pau. Brinquedos infláveis atraíram o público infantil durante todo o dia. Enquanto isso, os pais e familiares puderam confraternizar sob a sombra do Parque Municipal de Eventos. À tarde, as escolas municipais promoveram tendas divertidas, oportunidade em que as crianças puderam vestir fantasias; pintar o cabelo, o rosto e as unhas; e participar de atividades diferenciadas. Durante todo o evento, o Conselho Tutelar também prestou serviços à comunidade.
O Piquenique de Integração foi uma realização da Smec e contou com o apoio da prefeitura; do Centro de Referência de Assistência Social (Cras); da secretaria de Saúde, Trabalho, Habitação e Assistência Social; e Conselho Tutelar. Ao final do Piquenique de Integração, foram conhecidas as equipes campeã e vice-campeã da Gincana Germânica. A atividade cultural envolveu alunos do 6º ao 9º Ano da Emef Vila Schmidt e contou com seis equipes: Azul – Alles Blau; Preta – Die Holzschue; Amarela – Gelbe Westfalia; Verde – Westfäler immer grün; Branca – Rote Rose; e Vermelha – Westfälischer Freund.
Saiba mais sobre a Gincana Germânica
A Gincana Germânica teve início no dia 14 de março. A partir de então, diversas tarefas tiveram de ser executadas pelas equipes, todas elas remetendo à história e cultura westfalianas. Durante o Piquenique de Integração, foi realizada a etapa final da gincana, quando foram promovidos os jogos germânicos com sapato de pau. Na oportunidade, foram diversas tarefas: revezamento 4×4 (masculino e feminino), circuito de carrinho de mão (masculino e feminino), revezamento do ovo na colher (masculino e feminino), batalha germânica (masculino e feminino) e circuito germânico (masculino e feminino).
Ao final do evento, foram divulgados os vencedores da Gincana Germânica, sendo que a equipe campeã recebeu como prêmio um troféu e um rodízio de pizzas, e a equipe vice-campeã, recebeu um troféu. Os ganhadores foram a Equipe Branca, com 890 pontos (1º lugar), e a Equipe Verde, com 760 pontos (2º lugar).

 

Projeto de calçadas na avenida Henrique Uebel é aprovado em Westfália

Município: Westfália

Proposta foi elaborada pelo setor de Arquitetura e Engenharia e visa calçar a via dos dois lados CRÉDITO: PALOMA DRIEMEYER VALANDRO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Proposta foi elaborada pelo setor de Arquitetura e Engenharia e visa calçar a via dos dois lados CRÉDITO: PALOMA DRIEMEYER VALANDRO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

No último dia 30 de janeiro, a administração municipal se reuniu com moradores da avenida Henrique Uebel, na Casa da Ordem Auxiliadora das Senhoras Evangélicas (Oase), para esclarecer detalhes da execução do projeto de calçadas de passeio. Elaborada pelo setor de Arquitetura e Engenharia, a proposta visa calçar a via dos dois lados, colocando calçadas onde não há e reformando aquelas que apresentam perigos à locomoção de pedestres.
O projeto, que teve sua execução aprovada pelos munícipes, será realizado no trecho compreendido entre a residência de Sônia Dörr e a moradia de Nelson von Mühlen, e os locais onde a calçada está em boas condições não serão modificados. Para o prefeito Otávio Landmeier, a obra é de suma importância para oferecer mais segurança aos pedestres. “Além disso, como esta é a principal via, nosso município ficará com uma aparência mais bonita para receber aos visitantes”, observou.
Aprovada a execução do projeto, a administração municipal procederá com a licitação da obra. Conforme Landmeier, a intenção é expandir o projeto das calçadas de passeio para outras ruas da cidade. “Vamos por etapas. Não dá para fazer tudo de vez. Mas, sem dúvidas, queremos expandir esse projeto para outras ruas também”, salientou.
A reunião ainda serviu para tratar da contribuição de melhoria de um trecho asfaltado recentemente na avenida Henrique Uebel. Na oportunidade, os munícipes também apresentaram sugestões de melhorias à administração, como, por exemplo, o encurtamento de trevos nas esquinas para facilitar o trânsito de caminhões e carretas.
Além dos munícipes convocados para a reunião, os quais serão atingidos pelo projeto, o encontro contou com a presença do prefeito Otávio Landmeier, da vice-prefeita Evanete Inez Horst Grave, de secretários municipais, vereadores, assessor jurídico, engenheiro e servidores municipais.
As calçadas de passeio serão custeadas através de contribuição de melhoria, onde os moradores participarão com 50% do valor da obra e os outros 50% serão suportados pelos cofres públicos municipais. No entanto, apenas proprietários de terrenos onde não há calçamento terão que arcar com a metade do valor referente à metragem em frente às suas residências. Nos locais onde são necessários apenas alguns reparos, não haverá cobrança.
Na reunião, os munícipes já puderam ter uma noção aproximada do valor a ser pago, tomando por base a última licitação feita. O valor poderá ser pago em parcela única, com um desconto de 10%, ou de forma parcelada, com parcelas mínimas de R$ 73,08. No entanto, o valor final será apresentado aos contribuintes em uma nova reunião, quando a obra estiver concluída.

 

Serviço de Convivência promove a autoestima de idosos em Westfália

Município: Westfália

Integrantes trabalham na confecção das lembranças para o Encontro de Danças CRÉDITO: PALOMA DRIEMEYER VALANDRO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Integrantes trabalham na confecção das lembranças para o Encontro de Danças CRÉDITO: PALOMA DRIEMEYER VALANDRO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Dançar faz bem para a mente e para o corpo, além de elevar a autoestima de qualquer pessoa. Nesse sentido, com o intuito de também promover a socialização entre as participantes, o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) realiza um trabalho diferenciado: o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) Idosos Dança. Voltada para idosos com mais de 60 anos de idade, a atividade é coordenada por Aline Sofia Schlieck há aproximadamente seis anos. O grupo passou a ser um dos serviços oferecidos pelo Cras justamente para que pudesse ser trabalhada a questão dos vínculos familiares e promovida uma maior socialização entre as participantes do grupo de danças, que também faz parte do Grupo de Idosos Vergissmeinnicht.
Atualmente, o SCFV Idosos Dança está mais presente no Cras, onde, além de dançar, acontece um trabalho que promove a autoestima das idosas, oportunizando momentos de lazer e amizade. Nas atividades, trabalha-se ainda a questão da inclusão, geronto ativação, raciocínio e neuróbica. Hoje, 17 mulheres integram o SCFV Idosos Dança, sendo que a usuária mais idosa tem 93 anos de idade. Elas se apresentam de duas formas: dança sênior em pé ou dança sentada. “É preciso sempre ter o cuidado com a limitação de cada uma, a dor é considerada o limite de cada pessoa na dança sênior. E, mesmo apesar das limitações, elas mostram que podem, o que aumenta a autoestima delas. Então, é um trabalho gratificante”, pondera Aline.
Atualmente, apenas mulheres integram o grupo. Entretanto, a coordenadora reforça que homens também podem participar da atividade. Para 2017, ainda não há dia definido para a realização dos encontros e ensaios. A equipe do Cras segue montando o cronograma de atividades, uma vez que quer envolver mais profissionais no SCFV Idosos Dança. Assim, quem tiver interesse em participar do grupo de danças pode fazer contato através do telefone (0xx51) 3762-4553 ou procurar o Cras.
Atividades desde ano já se iniciaram
As atividades do SCFV Idosos Dança acontecem na Casa da Ordem Auxiliadora das Senhoras Evangélicas (Oase) ou no Cras. Recentemente, as idosas estiveram reunidas pela primeira vez neste ano, sendo que os encontros terão continuidade durante o mês de fevereiro. Na oportunidade, iniciaram a confecção de lembranças para o seu Encontro de Danças, marcado para o dia 22 de março, dentro da semana do aniversário do município.
Na ocasião, a coordenadora propôs uma reflexão sobre o período de fim e começo de ano. Cada participante relatou momentos marcantes da época. Assim, Aline desejou que todas tenham energia para o ano e motivos bons para agradecer em 2017. “Que plantemos muitas energias boas no início deste ano, que tenhamos mais motivos para agradecer do que para criticar. A vida é bonita e precisa ser vivida a cada momento”, enalteceu.
Por ano, o SCFV Idosos Dança participa, em média, de 15 encontros. Além de grupos mais próximos, costuma visitar as cidades de Nova Petrópolis, Igrejinha, Santa Cruz do Sul, entre outras, representando Westfália em diversos eventos, principalmente os que contemplam danças sênior em nível estadual e municipal.