3ª Mostra de Dança Viamonense dá ritmo à cidade

Município: Viamão

Evento foi realizado nos dias 4 e 5 de maio no município CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE VIAMÃO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Evento foi realizado nos dias 4 e 5 de maio no município CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE VIAMÃO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Muitos movimentos e cores, com a participação de pessoas de todas as idades, marcaram a terceira edição da Mostra de Dança Viamonense. Os grupos de danças levaram emoção e atitude ao palco da Paróquia Santa Isabel e à Praça Júlio de Castilhos, executando performances dignas de grandes companhias. O evento foi realizado nos últimos dias 4 e 5 de maio e, nos dias 2 e 3, ainda houve oficinas gratuitas de dança do ventre, danças urbanas e stiletto, no Balady Centro de Danças.
A mostra foi marcada pela liberdade de ideias artísticas, como, por exemplo, do grupo Dança e Teatro Movimento Cênico, do Centro Social Marista (Cesmar), que apresentou uma grande diversidade de propostas, combinando dramaturgia em uma encenação de batalha Grenal, em meio aos passos de dança. Além disso, o tradicionalismo marcou presença, com grupos que desempenharam danças típicas gaúchas com imponência e desenvoltura a cada compasso do xote e do bugio gaúchos.
Outra atração da Mostra de Dança foi o Trio Florescer, que, inspirado pelas nuances do mar com a calmaria e a violência com que ele se comporta, realizaram uma performance com leveza e subjetividade. Ainda, com o street dance, as vertentes da Cultura Black também integraram o evento, fazendo o público presente dançar com o hip-hop, além do stiletto, que também empolgou os espectadores.
Por fim, o Grupo Teatral Leva Eu apresentou uma performance intimista, em que interpretou a mulher com suas mazelas e a violência que sofre no cotidiano. A apresentação comoveu o público que estava presente na Praça Júlio de Castilhos, que pode se identificar com as situações que o grupo expôs no espetáculo.

Equipe apresenta a campanha Cidade Limpa nas escolas

Município: Viamão

Estudantes recebem uma cartilha e são convidados a ser um protagonista da causa na sua rua CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE VIAMÃO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Estudantes recebem uma cartilha e são convidados a ser um protagonista da causa na sua rua CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE VIAMÃO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A equipe de governo da prefeitura de Viamão está visitando todas as escolas da rede municipal de ensino para convidar os alunos a se engajarem na campanha Cidade Limpa. A iniciativa visa a uma cidade mais limpa e livre de doenças ocasionadas pelo descarte irregular e pelo acúmulo de lixo. Além disso, incentiva a separação correta e a reciclagem como alternativa para a geração de emprego e renda no município.
Cada estudante recebe uma cartilha e é convidado a ser um protagonista na sua rua e a denunciar quando vir alguém contribuindo para focos de lixo. “Temos a coleta domiciliar regularmente, contamos com mais de 200 pontos de descarte de lixo seco em prédios públicos, escolas e unidades de saúde. Hoje, limpamos, mas, amanhã, o lixo volta para as ruas. Precisamos da colaboração de todos para que nossa cidade permaneça limpa”, explica o vice-prefeito e secretário de Obras e Serviços Públicos, Valdir Elias, na visita que fez à Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Evaldo Maia dos Santos, no dia 5 de abril.
“Uma cidade limpa é responsabilidade de todos, é uma cidade saudável, livre de doenças causadas por insetos e animais que procuram estas áreas para procriarem. No lugar onde existem focos de lixo, a prefeitura está intervindo, retirando os resíduos e fazendo o plantio de mudas de árvores nativas e placas de conscientização”, destaca o secretário de Meio Ambiente Gilberto Fraga, em visita à Emef Acrísio Prates (São Brás), no dia 4.
Recentemente, também visitaram as escolas os secretários de Esporte e Lazer, Miro Braga (Emefs Jardim Viamar e Dom Diogo de Souza, no Valença); de Cultura, Luciano Alves (Emefs São Tomé e Brasília, na Planalto); de Agricultura e Abastecimento, Carlos Remi Pacheco (Emef Cristiano Vieira da Silva, na Boa Vista); de Planejamento, Urbanismo e Habitação, Karine Moura (Emef Presidente João Goulart, na Paraíso); de Transportes, Marcelo Bittencourt (Emefs Dr. Glênio Perez, na São Lucas, e Frederico Dihl, no Krahe); além do diretor-geral de Meio Ambiente, Vladimir Bandeira (Emef Frei Pacífico, em Itapuã). A Lei Municipal de Limpeza Urbana em Viamão (Lei nº 4.384/2015) foi criada para determinar o grau de responsabilidade do cidadão pelo destino correto do lixo gerado, além de ampliar a atuação da fiscalização ambiental, que, agora, pode multar os infratores que descartam lixo e entulhos em áreas públicas ou terrenos baldios.

A condição básica é o tema da formação continuada em artes em Viamão

Município: Viamão

Primeiro encontro do curso foi realizado no último sábado, dia 7 de abril CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE VIAMÃO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Primeiro encontro do curso foi realizado no último sábado, dia 7 de abril CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE VIAMÃO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

No último sábado, dia 7, aconteceu o primeiro encontro do Curso de Formação Continuada em Artes, do Programa Educativo da Fundação Vera Chaves Barcellos (FVCB), realizado em parceria com a secretaria municipal de Educação. O encontro aconteceu na Sala dos Pomares, antecedendo o lançamento oficial da exposição, e reuniu cerca de 30 professores da rede, interessados em conhecer mais sobre o universo das artes visuais.
Durante o curso, são proporcionados encontros paralelos com artistas, teóricos, curadores e arte-educadores, qualificando e estimulando o debate em torno da produção artística contemporânea e das questões por ela suscitadas. O tema deste semestre, A condição básica, reúne trabalhos de mais de 30 artistas, entre brasileiros e estrangeiros, pertencentes ao acervo artístico da FVCB. A artista visual, arte-educadora e coordenadora do Programa Educativo da FVCB, Margarita Kremer, conta que este é o 15º semestre de formação continuada. “Trabalhar com arte é um verdadeiro desafio. É mostrar que tudo pode ser transformado em arte ou feito releituras.”
Para a coordenadora pedagógica da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Stella Virgínia Konrad, Salete Martins Silva, há 17 anos na rede, as formações são uma nova forma de trabalhar a liberdade de expressão em sala de aula. “É muito boa essa interação dos professores com os artistas, repassando isso para os alunos. É muito inspiradora e nos mostra uma nova forma de trabalhar, de experimentar com o cotidiano e com os materiais que temos disponíveis. Isso faz com que a arte não fique distante”, explica Salete, que, neste semestre, completa 10 formações continuadas em artes. Como resultado disso, a coordenadora aposta em estudantes mais críticos e expressivos.
A professora Neusa Janete Rocha, da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Amador Nunes da Rocha (Espigão), participou de todas as formações, desde o primeiro encontro. “É um grande aprendizado. Sempre aprendemos algo novo, mas o mais gratificante é proporcionar essa visita, essa interação aos nossos alunos. Eles adoram vir aqui por ser um ambiente onde a área externa é bastante familiar a eles. Mas, quando entram na sala de exposição, tudo é diferente. É como se eles se deparassem com um novo mundo”, expressa.
A mostra conta também com obras dos artistas Elida Tessler e Guilherme Dable, especialmente convidados para a exposição. Fotografias, vídeos, serigrafias, livros de artista, obras gráficas e objetos, além de pinturas, esculturas e colagens, integram a nova mostra, com organização da FVCB, que problematiza a questão da apropriação no universo das artes visuais na contemporaneidade. Reunindo um diverso conjunto de trabalhos formados a partir de diferentes elementos, alguns alheios ao campo das artes visuais, a exposição apresenta a apropriação como procedimento criativo, reconhecendo o hibridismo e a contaminação como fundamentos integrantes da arte e da cultura.

Educação de Viamão realiza primeira formação para as equipes diretivas

Município: Viamão

Encontro, que teve por objetivo planejar as ações para o ano letivo, reuniu cerca de 200 profissionais CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE VIAMÃO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Encontro, que teve por objetivo planejar as ações para o ano letivo, reuniu cerca de 200 profissionais CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE VIAMÃO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

 

Equipes diretivas de todas as escolas municipais foram reunidas na manhã da última quarta-feira, dia 21, na Fazenda Pedagógica Quinta da Estância, para a primeira formação do ano. Participaram do encontro cerca de 200 profissionais, e a formação teve por objetivo planejar as ações para o ano letivo que se inicia hoje. O secretário de Educação Carlos Bennech anunciou que muitas novidades estão por vir, como a inserção de mais três escolas no Projeto Aurora (Dom Diogo de Souza, Frederico Dihl e Guerreiro Lima); educação de jovens e adultos (EJA) diurno em três escolas (Monte Alegre Caic, Dom Diogo de Souza – Valença – e Vinte de Setembro – Cecília; parceria com a Fundação Telefônica Vivo para a Jornada Pedagógica; projeto-piloto de turno integral a três turmas de 5º ano da Monte Alegre Caic; e Aula Digital, projeto que também será desenvolvido em parceria com a Fundação Telefônica.
“Tudo isso tem o propósito de melhorar o aprendizado do aluno e aumentar os índices do Ideb e diminuir as repetências do Fundamental II. Vamos continuar avançando para uma educação de qualidade. É a equipe que faz a diferença na escola. Temos os melhores profissionais para fazermos esta transformação das vidas. O futuro se faz no presente”, ressalta Bennech. O prefeito André Pacheco destaca que é através da educação que serão minimizados os problemas sociais. “Neste ano, vamos trabalhar com foco no meio ambiente. Precisamos que todos colaborem para que tenhamos uma cidade limpa, o que reduz risco de doenças, colabora com o meio ambiente e gera economia para quem trabalha com lixo seco. Agora, todos podem denunciar através do aplicativo CidadeMob, que pode ser baixado na Play Store ou na Apple Store, ou ainda através do Fala Cidadão, pelo telefone 156 e pelo e-mail falacidadao156@gmail.com”, explica o prefeito. Os pontos que antes eram de descarte irregular, agora são verdes, com o plantio de mudas de árvores. “Queremos não só limpar a cidade, mas transformar conceitos. Isso se faz através da educação, inserindo as crianças no processo de plantio para levar bons exemplos às famílias e à comunidade onde vivem”, finaliza Pacheco.
O gerente de Educação da Fundação Telefônica Vivo, Rubem Paulo Saldanha, fez uma apresentação de sensibilização do Projeto Aula Digital, que se iniciou no Brasil no ano passado, em Manaus (Amazonas) e no estado do Sergipe, e, agora, virá para 56 escolas em Viamão. O projeto será destinado para estudantes do 1º ao 3º ano e abrangerá 560 educadores, 20 assessores pedagógicos e cerca de 7,1 mil estudantes. “O propósito é valorizar experiências e saberes locais, por isso o projeto será construído em conjunto. Cada escola receberá uma maleta com equipamentos para serem utilizados como ferramentas em sala de aula. O objetivo é oportunizar o mesmo aprendizado a todos os alunos”, explica Saldanha.
O jornalista e educador Caio Dib falou sobre Inovação humana: como envolver as pessoas em iniciativas educacionais transformadoras. Para ele, a educação acontece a partir das relações entre as pessoas e de como todas interagem com o espaço que compartilham. Dib percorreu vários municípios do País em busca de boas práticas de educação. Ele ressalta que 69% das escolas municipais de Viamão já executam alguma prática inovadora, sendo que 43% delas trabalham com ações em prol do meio ambiente, sustentabilidade e alimentação saudável. À tarde, os diretores, vices-diretores e coordenadores pedagógicos realizaram atividades integradoras e cooperativas. Na quinta e na sexta-feira, dias 22 e 23 de fevereiro, cada escola recepcionou seus professores para atualização e preparação das atividades que serão desenvolvidas neste ano letivo.

Corte e colheita de feno é novidade em Viamão

Município: Viamão

Compra de segadeira, enfardadeira e ancinho possibilita a realização dos serviços CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE VIAMÃO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Compra de segadeira, enfardadeira e ancinho possibilita a realização dos serviços CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE VIAMÃO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

O setor de agricultura possui uma novidade para este ano: os serviços de corte e colheita de feno, que, agora podem ser realizados graças à compra de uma segadeira, enfardadeira e ancinho, que são acoplados no trator, adquiridos através de emenda parlamentar. Recentemente, o agricultor Mauro Rogerio de Fraga Ramos, morador da Pimenta, recebeu o primeiro serviço com os novos equipamentos agrícolas. Ele a sua esposa tiram o sustento do tambo de leite, com uma produção diária de 350 litros. Para garantir o alimento das 18 cabeças de gado, durante o inverno, Ramos solicitou o serviço da prefeitura para o corte e colheita de aproximadamente 3 mil quilos de pastagem (tifton e aruana) neste primeiro momento.
Agricultor desde que nasceu, ele garante que o trabalho, realizado através das máquinas da prefeitura, sai muito mais em conta para o bolso. E, como a colheita do feno acontece apenas uma vez no ano, a compra do maquinário acaba sendo um investimento desnecessário, pois, além de caro, o mesmo ficaria parado o restante dos meses. A colheita no momento certo, a secagem rápida e uniforme do feno, assim como o recolhimento e armazenamento com a umidade adequada, são condições fundamentais para a produção de feno de boa qualidade, e, conforme colaboração climática, pode ser efetuado novamente 60 dias após o corte.
A agricultura é uma das principais economias do município de Viamão e sua bacia leiteira é uma das maiores do Estado. Para fomentar ainda mais o setor, a prefeitura, através da Patrulha Agrícola, da secretaria de Agricultura e Abastecimento, presta serviço aos agricultores, atuando de forma efetiva realizando serviços de arado, carreta, distribuidor, ensiladeira, grade e subsolador, com preço bem abaixo do mercado.
O secretário municipal de Agricultura, Carlos Remi Pacheco, destaca ainda que, a partir do próximo dia 15, também terão início os trabalhos para a produção de silagem – este que já vem sendo efetuado pela prefeitura e que, em 2017, realizou atendimento em aproximadamente 27 propriedades. Para solicitar o trabalho da Patrulha Agrícola, o contribuinte deve possuir talão de produtor e procurar a secretaria de Agricultura.