Venâncio Aires e Instituto Crescer Legal firmam acordo de cooperação

Município: Venâncio Aires

Iniciativa visa oferecer subsídios para que o jovem permaneça e se desenvolva no meio rural CRÉDITO: ROSANA WESSLING/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Iniciativa visa oferecer subsídios para que o jovem permaneça e se desenvolva no meio rural CRÉDITO: ROSANA WESSLING/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Aconteceu, na tarde da última segunda-feira, dia 23, o ato de assinatura do acordo de cooperação entre o município e o Instituto Crescer Legal. A entidade será responsável pela contratação e manutenção da parte pedagógica, como planejamento, realização das aulas e contratação de profissionais; e a prefeitura será disponibilizada pelo transporte escolar dos alunos, bem como alimentação dos mesmos.
Entre os presentes no ato estavam a secretária de Educação Joice Gassen e sua equipe; o presidente do Instituto Crescer Legal, Iro Schünke, acompanhado dos coordenadores do projeto; o prefeito Giovane Wickert; alunos do instituto; e professores da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Dom Pedro II, que recebeu o projeto e onde o mesmo é realizado.
A secretária de Educação enfatizou a luta para conseguir a consolidação do projeto perante as mudanças nas leis recentemente. “O Crescer Legal agrega informação e conhecimento retornando à propriedade. Precisamos mostrar para o jovem a riqueza do interior”, disse Joice, ao finalizar. “Aproveitem ao máximo a aprendizagem adquirida ao longo do programa.”
O dia 23 de abril não foi só para comemorar o ato de assinatura; foi também o aniversário de três anos de instituto. “Em tão pouco tempo, conseguimos tantos resultados”, é o que afirma o presidente Schünke. “Conquistamos bastantes resultados positivos, atendemos a cinco municípios na primeira edição, hoje são sete. Estamos formando líderes no meio rural”, destacou.
Wickert demonstrou a felicidade de assinar a etapa no dia do aniversário do projeto. “Acompanhamos o processo na turma anterior, e sabemos dos bons frutos deste projeto.” O prefeito também salientou o orgulho pelo tabaco e a diversificação de culturas. “O mais importante do Crescer Legal é que ele não trabalha o tabaco, e sim evita o êxodo rural”, finalizou Wickert.
Iniciativa do SindiTabaco e suas empresas associadas, a entidade do Instituo Crescer Legal tomou forma com o apoio e adesão de pessoas envolvidas com a educação e com o combate ao trabalho infantil, em especial em áreas com plantio de tabaco, na Região Sul do País. A meta é oferecer subsídios para que o jovem permaneça e se desenvolva no meio rural, e, ao mesmo tempo, combater o trabalho infantil no campo. Hoje, são sete turmas e, entre uma delas, em Venâncio Aires, na escola Dom Pedro II, onde 20 alunos são atendidos.

Sarau reúne comunidade e artistas nos 46 anos da biblioteca de Venâncio Aires

Município: Venâncio Aires

Espaço, que visa criar e fortalecer o hábito da leitura, completou 46 anos CRÉDITO: CRISTIANO SILVA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Espaço, que visa criar e fortalecer o hábito da leitura, completou 46 anos CRÉDITO: CRISTIANO SILVA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A noite da última quinta-feira, 12 de abril, ficou marcada na história da Biblioteca Pública Municipal Caá Yari com o sarau cultural alusivo ao aniversário do local, que reuniu pessoas de várias idades na plateia. O evento levou encanto e magia aos presentes, que prestigiaram a apresentação do Coral Mateando Canções, do artista teatral e contador de história Sérgio Rosa e as apresentações musicais da Orquestra de Violões e Flautas com o professor Renato Ruwer, além da pequena música Betina Bencke, que cantou músicas como Vitória Régia, Roda essa cuia, Pássaro de fogo, Alelluia, Vira-virou, Vento negro, A amizade, O sol e Asa branca, que prenderam as atenções dos presentes durante o sarau.
A Biblioteca Pública Municipal completou na data 46 anos de serviços prestado à comunidade. Criada pela Lei nº 728 de 12 de abril de 1972, a biblioteca tem por objetivo criar e fortalecer o hábito da leitura, promover o conhecimento cultural e garantir acesso dos cidadãos a todos os tipos de informações de interesse da comunidade. Oferecendo à comunidade serviços de empréstimo de livros, CDs e revistas – além de assessoria para a realização de estudos, pesquisas e elaboração de trabalhos -, a biblioteca ainda dispõe de quatro computadores disponíveis para localização de obras e de assuntos em livros on-line, bem como acesso à internet.
A biblioteca possui hoje 12,5 mil associados cadastrados e todo morador do município pode tornar-se sócio. Para isso, é preciso comparecer na própria biblioteca com documento de identidade e um comprovante de residência e efetuar o pagamento de uma taxa de R$ 5,00. Associando-se, o usuário pode levar como empréstimo até quatro livros por mês, devendo devolver o mesmo a cada 15 dias. Em caso de atraso na devolução, é cobrado o valor de
R$ 0,50 por dia. Após se associar, o usuário contribui anualmente com o valor de R$ 1,00. Todo o valor arrecadado com taxas de associados, anuidades e multas por atraso são destinadas exclusivamente para aquisição de novos livros para a comunidade.

Protagonismo feminino é tema de projeto em escola em Venâncio Aires

Município: Venâncio Aires

Trabalho teve início no Dia Internacional da Mulher e propõe reflexões sobre o tema CRÉDITO: FERNANDA SALDANHA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Trabalho teve início no Dia Internacional da Mulher e propõe reflexões sobre o tema CRÉDITO: FERNANDA SALDANHA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

O município está sendo destaque no quesito de trabalhos escolares. A coordenadoria de Comunicação, em parceria com a secretaria de Educação, identificou, entre vários projetos, mais um trabalho com um importante papel social. A iniciativa está saindo da sala de aula, onde os alunos buscam fazer a diferença. Segundo a professora orientadora, Fernanda Saldanha, o envolvimento e o engajamento da turma são fascinantes. Trata-se do Projeto Protagonismo feminino em histórias reais, narradas para as crianças em um audiolivro, da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Alfredo Scherer, da turma do 9º ano.
O trabalho teve início no Dia Internacional da Mulher, 8 de março, em uma das aulas de arte ministrada pela professora Fernanda. Segundo uma das alunas, Kellen Hoffmann, na ocasião, foram feitas homenagens para as mulheres através de vídeos, com a música Ela encanta, de Marina Peralta. “Após gravarmos o vídeo, nós começamos a discutir sobre os contos de fada, sobre o papel da mulher na sociedade hoje em dia e sobre como as crianças veem as histórias das princesas que dependem do príncipe encantado para terem um final feliz”, relata. Kellen ainda conta que, depois desse bate-papo entre a turma, o 9º ano se mostrou preocupado com as referências que as crianças tinham e pensaram em uma forma de contribuir para mudar essa ideia, além de dar às crianças a oportunidade de conhecer histórias de mulheres reais, que foram protagonistas de sua própria vida.
Outra aluna participante do projeto, Kelli Guterres destaca que, depois disso, juntos, escolheram cinco mulheres com destaque na sua área de atuação para que elas fossem personagens de um audiolivro infantil. Escreveram com uma linguagem voltada ao público infantil, gravaram os áudios e editaram as narrações. Ao ser questionada a respeito do objetivo do projeto, Kelli enfatiza que a intenção é de espalhar esse audiolivro: “Nosso objetivo é distribuir uma cópia do audiolivro para cada Emef de Venâncio Aires, com a presença sempre de alguma das personagens junto contando alguma das histórias”.
As mulheres escolhidas foram Frida Kahlo (mulher que teve a vida marcada por tragédias), Carolina Maria de Jesus (catadora de lixo que foi encontrada por um jornalista e, assim, conseguiu publicar um livro), Malala (menina paquistanesa que luta pelo direito de as meninas irem à escola), Caá-Yari (índia que disseminou a erva-mate) e Anne Frank (menina judia, que foi morta pelos nazistas). Kelli, entusiasmada, relata o avanço do projeto. “Começamos escolhendo cinco mulheres com destaque em sua área de atuação, para que elas sejam as personagens do nosso audiolivro infantil, reescrevemos suas biografias usando uma linguagem mais infantil e então gravamos e editamos os áudios”, explica.
As turmas entre 1º e 5º ano das escolas do município estão recebendo esse audiolivro infantil; e as alunas, juntamente com a professora, e em parceria com a secretaria de Educação, estão oportunizando às crianças conhecerem histórias reais de mulheres fortes, que foram protagonistas de sua própria vida, através da contação das histórias. As escolas São Judas Tadeu, Dom Pedro I, Rosina e a própria Alfredo Scherer já receberam a contação do audiolivro.
Para a professora Fernanda, que ministra a disciplina de Arte, o projeto trouxe muitos avanços na educação dos alunos, segundo ela, o sucesso se dá devido ao projeto fazer sentido para os jovens, “os tocou, os inquietou na questão da referência que as crianças teriam. Não esperávamos todo esse resultado, falta muita coisa. Mas importante foi ver o quanto a visão deles em relação à arte se expandiu. Quando comecei a trabalhar com eles, a visão era mais limitada; hoje, não. Todos evoluíram”.
O projeto segue até o fim do ano. Nem todas as escolas vão receber a visita, mas a professora explica que todas as escolas municipais vão receber o material. Ela conta que, nos eventos em que participam, muitos querem comprar o CD, “mas a gente não vende, a proposta é só entregar nas escolas”. Ela destaca que, por esse motivo, recentemente criaram uma página no Facebook, onde pretendem divulgar os áudios para os interessados. A página pode ser acessada pelo endereço www.facebook.com/elasporelasaudiolivro.
O projeto participou da VII Mostra Municipal de Trabalhos Escolares, foi destaque na VI Mostra Venâncio-airense de Cultura e Inovação (Movaci), participou da Feira de Ciências da Universidade do Vale do Taquari (Univates), e agora segue rumo à Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec), juntamente com outros sete trabalhos que representam o município. Aproveitando o sucesso do projeto e o envolvimento de toda a turma para que ele se torne realidade, a assessoria de comunicação da prefeitura fará sua nova websérie com os alunos do 9º ano da Alfredo Scherer. A segunda edição dos vídeos já está sendo planejada e, em breve, os primeiros capítulos serão compartilhados.

Homenagens marcam abertura do mês do idoso em Venâncio Aires

Município: Venâncio Aires

Atividades foram promovidas através do gabinete da primeira-dama e com a parceria do Sesc CRÉDITO: ROSANA WESSLING/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Atividades foram promovidas através do gabinete da primeira-dama e com a parceria do Sesc CRÉDITO: ROSANA WESSLING/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A tarde da última terça-feira, dia 3, foi um momento de celebrar o mês do idoso. Eles lotaram a câmara de vereadores para participar das atividades promovidas pela administração municipal, através do gabinete da primeira-dama e com a parceria do Serviço Social do Comércio (Sesc). A gerente interina da agência local do Sesc, Deise da Costa, acompanhada da coordenadora do grupo maturidade ativa, Joice Fortes, destacou a importância de o idoso se manter na ativa e de manter o corpo e a mente em movimento. Joice também lembrou que neste sábado, dia 7, acontecerá a caminhada do grupo da Maturidade Ativa, com saída às 8h30min da Praça Evangélica.
O vice-prefeito Celso Krämer salientou que uma das metas do governo é ter um orçamento dedicado para os idosos. “Com um orçamento mais avançado, vamos conseguir políticas melhores para a melhor idade e todos os munícipes”. Krämer ainda enfatizou que o município tem cerca de 10 mil idosos e destacou a importância dos serviços oferecidos a esse público.
As anfitriãs do evento, a primeira-dama Cristiane Wickert e a vice-primeira-dama Ivanir Krämer, recepcionaram os grupos da melhor idade e homenagearam os presidentes de cada grupo. Com o plenário lotado, aplausos, alegria, e satisfação fizeram parte do ato de homenagens, onde os idosos se sentiram reconhecidos e valorizados. Além de homenagens, os convidados puderam apreciar uma palestra com o secretário municipal da Saúde Ramon Schwengber, que falou sobre a rede de atenção ao idoso da secretaria municipal de Saúde.
O cantor, compositor e palestrante motivacional Samuel Sodré animou a tarde. Ele participou do evento com o objetivo de trabalhar a memória, a concentração, a socialização do grupo através de dinâmicas e brincadeiras cênico-musicais, promovendo a autoestima, a criatividade, a espiritualidade e a felicidade através de canções e reflexões que levam os participantes a uma viagem divertida e emocionante no tempo. Os idosos puderam cantar, brincar e celebrar a vida.

Evento na travessa São Sebastião, em Venâncio Aires, conta com exames gratuitos

Município: Venâncio Aires

Atividade foi realizada em uma parceria entre a Aapot e a secretaria de Saúde CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Atividade foi realizada em uma parceria entre a Aapot e a secretaria de Saúde CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES/DIVULGAÇÃO/CIDADES

No dia 8 de fevereiro, a cidade recebeu a visita de representantes da Associação de Assistência a Pacientes Oncológicos e Transplantados (Aapot), que promoveu em parceria com a secretaria de Saúde, um evento na travessa São Sebastião com a realização de exames rápidos gratuitamente e entrega de material informativo referente a prevenção de vários tipos de câncer, como de mama, próstata, colo e útero.
Foram realizados exames como a verificação do nível de glicose no sangue e também de monitoramento de pressão, e, através do resultado instantâneo, as profissionais indicavam medidas a serem adotadas pelos pacientes que estivessem com o algum dos exames alterados. Porém, o objetivo principal da visite da Aapot foi apresentar o trabalho feito pela associação instalada em Santa Cruz do Sul e que atua sem fins lucrativos, sendo mantida por doações da comunidade e de empresas que apoiam o trabalho assistencial.
Segundo a assessora de comunicação da associação Janaína Silva, a equipe conta hoje com cerca de 15 funcionários que atuam em prol de pacientes que passam por processo oncológico, que representam mais de 90% dos casos, e transplantados, que representam a minoria dos atendimentos. Atualmente, a associação possui cerca de 500 cadastrados.
Janaina disse, ainda, que a associação oferece Casa de Hospedagem, disponibilizando aos hóspedes ampla infraestrutura, alimentação, atividades ocupacionais, horta, atendimento psicológico e o direito de levar consigo um acompanhante. A equipe ainda dispõe de medicação, suplementos alimentares, fraldas, cesta básica, atendimento com assistente social, orientação jurídica e empréstimos de cadeiras de rodas. Interessados em colaborar com a Aapot, podem ajudar divulgando o trabalho, doando alimentos e utensílios domésticos ou fazendo doação espontânea através de depósito bancário.