Emater realiza festival de pratos a base de leite na 4ª Expoterneira em Três de Maio

Município: Três de Maio

Evento aconteceu no dia 28 de maio e contou com a participação de 11 agricultoras CRÉDITO: ALINHE GEHM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Evento aconteceu no dia 28 de maio e contou com a participação de 11 agricultoras CRÉDITO: ALINHE GEHM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

No dia 28 de maio, dentro da programação da 4ª Expoterneira, foi realizado o 2º Festival de Pratos de Leite e Derivados, organizado pelo escritório municipal da Emater, com a participação de 11 agricultoras. O evento evidenciou o produto principal da feira, o leite, já que Três de Maio é considerada a Cidade Industrial do Leite. Entre os objetivos do festival, estão incentivar o consumo de leite nas famílias, estimular a criatividade utilizando o leite de forma saudável na elaboração de receitas cotidianas, resgatar o uso de leite em receitas tradicionais que fazem parte da cultura e identidade alimentar das famílias, ampliar conhecimento do valor nutritivo do leite e valorizar o alimento, que está presente quase em todas as propriedades rurais do município.
A solenidade contou com a presença do prefeito Olívio José Casali; da primeira-dama Elisabeth Caraffa; do presidente da 4ª Expoterneira Clóvis Eduardo Tomasi; do presidente da câmara de vereadores, Luiz José Lena; da supervisora da Emater, Ancila Altmann; do chefe do escritório municipal da Emater, Leonardo Rafael Rustick; de representantes do Sicredi, Funcap e demais entidades; autoridades e lideranças locais e regionais.
O chefe da Emater, Rustick, falou da gratidão pela parceria com o Executivo municipal e a participação deste em todos os eventos que a Emater realizou na Expoterneira. Ele também agradeceu a participação das agricultoras e ressaltou que a Expoterneira é uma feira de confraternização e voltada ao conhecimento e capacitação técnica.
A supervisora Ancila parabenizou as agricultoras que aceitaram o desafio de produzir seus pratos utilizando um produto que está disponível na propriedade. “Três de Maio é um ícone na industrialização do leite, colocando o produto, inclusive, no mercado internacional, indo muito além das nossas fronteiras. Através do festival, também incentivamos para que cada vez mais, o leite esteja na mesa das nossas famílias”, ressaltou.
O presidente da 4ª Expoterneira, Clóvis Tomasi, reconheceu o trabalho da Emater voltado à orientação dos produtores, mas especialmente, às famílias dos agricultores familiares. “Precisamos fazer um agradecimento, em nome da 4ª Expoterneira, a essa entidade. A Emater entendeu que o nosso foco é a produção leiteira do município e região, porque queremos uma feira educativa e instrutiva para o nosso produtor, e conseguimos este objetivo”, afirmou.
Em seu pronunciamento, o prefeito Casali citou que o Brasil consome apenas 160 litros de leite ao ano, enquanto alguns países chegam a quase 300 litros. “Precisamos aumentar o consumo de leite, e, para isso, temos a 4ª Expoterneira e a Emater, que desenvolvem um trabalho que visa melhorar a tecnologia, e principalmente, aumentar o entusiasmo na produção, na qualidade e na produtividade do setor lácteo, e da grande cadeia produtiva do leite em Três de Maio e região”, declarou.
Ao final da solenidade, a Emater concedeu certificado de participação às agricultoras, que também receberam um kit de chimarrão e faqueiro patrocinado pela Sicredi e troféu patrocinado pela 4ª Expoterneira. A Emater salienta que o festival não foi competitivo, mas sim, teve objetivo de valorizar todas as participantes.

 

Nutrição adequada é fundamental para a recuperação de pacientes dentro do HSVP de Três de Maio

Município: Três de Maio

Nutricionista do Hospital São Vicente de Paulo, Doris Cassol, explica a importância de tratamento nutricional durante as enfermidades CRÉDITO: EDUARDO ERTHAL/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Na hospitalização, é necessário que o paciente consuma alimentos adequadamente. Mas quando o seu estado de saúde, na presença de uma doença, impossibilita-o de ingerir alimentos, podem ocorrer outras complicações, como por exemplo, a desnutrição. Para que isso não aconteça, são indicados o acompanhamento e a introdução de um tratamento nutricional especializado. Como a principal via de alimentação é a boca, quando há impossibilidade e o organismo já está debilitado, existe a necessidade de nutrientes, e a alternativa é a nutrição enteral, ou seja, aquela realizada através de sonda. “A sonda é posicionada ou implantada no estômago, no duodeno ou no jejuno. Os alimentos estão disponíveis na fórmula líquida ou em pó e contém o mesmo valor nutricional que uma alimentação normal e equilibrada proporciona”, explica a nutricionista do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), de Três de Maio, Doris Cassol.

Esta forma de nutrição foi um dos temas da 7ª Jornada de Nutrição Enteral e Parenteral do Planalto Médio, realizada em Passo Fundo, em agosto, da qual participou a nutricionista do HSVP. No evento, os profissionais conheceram as formas de tratamento utilizadas atualmente, além de estudos e pesquisas específicas para determinados tipos de doenças, com a finalidade de nutrir e auxiliar na recuperação de pacientes. “A nutrição é um dos fatores responsáveis pelo bem-estar do organismo e a função do nutricionista é garantir uma alimentação equilibrada e o aporte de nutrientes necessários ao bom estado nutricional”, afirma Doris.

Dada a importância deste profissional, em 31 de agosto é comemorado o Dia do Nutricionista. “A assistência nutricional no tratamento aos pacientes, como é o nosso caso, é de fundamental importância para a sua recuperação, pois o profissional tem o desafio de avaliar as necessidades de cada paciente, escolher produtos saudáveis e prepará-los com qualidade”, resume a diretora geral do HSVP, Irmã Denise Miranda.

Número de nascimentos aumenta 20% em dois anos no Hospital São Vicente de Paulo, de Três de Maio

Município: Três de Maio

Casal Edson e Vanessa Stumm, de Tucunduva, festejam a chegada do filho Gabriel, nascido no dia 7 de janeiro com 3,290 kg CRÉDITO: ASSESSORIA DE IMPRENSA DO HOSPITAL SÃO VICENTE D/DIVULGAÇÃO/CIDADES

O Serviço de Obstetrícia do Hospital São Vicente de Paulo – HSVP -, integrante da Rede Verzeri, atende a gestantes de toda a região, principalmente dos municípios de Boa Vista do Buricá, Nova Candelária, Independência, Alegria e São José do Inhacorá, além de outros municípios vizinhos. Para oferecer o serviço, a instituição dispõe de uma estrutura física adequada e de profissionais qualificados, com atualização constante. Em 2011, foram registrados 477 nascimentos. Já em 2012, o HSVP registrou 545 partos, sendo 274 meninas e 271 meninos. O número de nascimentos cresceu cerca de 10% em 2013 em relação ao ano anterior, e 20% se comparado a 2011. Conforme o serviço de obstetrícia, no ano passado foram 602 nascimentos. Destes, 303 meninas e 299 meninos. Destaca-se, ainda, o aumento considerável de nascimentos de gêmeos – um casal em fevereiro, duas situações de gemelares em abril, duas meninas em maio e mais duas em setembro, quatro nascimentos de gemelares em outubro (cinco masculinos e três femininos), e mais dois meninos em novembro.

Segundo os registros da instituição, a faixa etária das gestantes variou de 13 a 42 anos. Para 2014, a perspectiva da direção do hospital é de aumento do número de nascimentos. Essa projeção se justifica em função de que cada vez mais há mais gestantes de municípios da região procurando o Serviço de Obstetrícia do HSVP.

De acordo com o casal Edson e Vanessa Stumm, de Tucunduva, o parto do filho Gabriel, nascido no dia 7 de janeiro com 3,290 kg, a escolha pelo HSVP aconteceu devido ao fato de ser referência para a microrregião. Eles fizeram questão de salientar a qualidade do atendimento e dos serviços prestados. Vanessa Stumm teve o acompanhamento gestacional feito pelo médico Danilo Motta.

Entre as ações desenvolvidas pelo HSVP em benefício das gestantes está o Projeto Amor de Mãe, desenvolvido desde 2012 e que tem início previsto para o mês de março deste ano. A iniciativa tem como objetivo oferecer informações e orientações às futuras mamães, diminuindo suas dúvidas, angústias e medos. O projeto possibilita também que as gestantes conheçam a equipe do HSVP que fará o atendimento no momento do parto, facilitando o processo da chegada do bebê até a sua alta, por meio de um trabalho assistencial que busca o acolhimento de forma humanizada.

Decoração natalina terá apenas material reciclável em Três de Maio

Município: Três de Maio

Devido à contenção de despesas, este ano a prefeitura terá orçamento de apenas R$ 8 mil para o Natal, e está recebendo doações de materiais CRÉDITO: RAMONE PACHECO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Uma comissão especial com representantes da prefeitura esteve reunida no final de outubro para decidir a decoração natalina deste ano. Na ocasião ficou determinado que os enfeites serão de material reciclável, com a restauração do acervo dos anos anteriores e com a confecção de novos adornos. Para isso, estão sendo aceitas doações de garrafas pet de 2 litros, CDs, cabos de vassoura e latas de tintas de 18 litros. Estes materiais podem ser entregues na sede da prefeitura municipal. Para o secretário municipal de Educação, Cultura e Desporto, Ernani Moreira Rehn, devido à contenção de despesas, a decoração natalina deste ano terá um orçamento de cerca de R$ 8 mil.

Mudanças na educação infantil

Conforme alteração realizada na LDB – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – na lei 12.796, de 4 de abril de 2013, fica oficializada a mudança feita na Constituição por meio da Emenda Constitucional 59, em 2009. Para se adequar e cumprir a lei federal, o município está tomando algumas medidas. Através da resolução 004/2013, aprovada pelo Conselho Municipal de Educação, a partir do ano letivo de 2014 as escolas municipais de educação infantil passarão a atender aos alunos de pré-escola de 4 anos, em turno parcial de cinco horas. As demais turmas de berçário, maternal A e maternal B, que incluem as crianças de zero a 3 anos e 11 meses, continuarão em regime integral.

Escola de Três de Maio amplia ações de valorização e proteção ambiental

Município: Três de Maio

Atividades envolvem os alunos da área de educação infantil ao quinto ano da escola municipal São Pedro CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS DE MAIO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A escola municipal São Pedro está desenvolvendo o Projeto Interdisciplinar Educando Para uma Consciência Ecológica. A atividade é realizada com alunos da educação infantil ao quinto ano e busca despertar reflexões de questões culturais e a transformação de atitudes que remetam à proteção e à valorização do meio ambiente.

Conforme a coordenadora do projeto, professora Lidiane Geist, mediante o grande crescimento desordenado das cidades, com o lixo espalhado poluindo o ar e a água, além da grande extinção de animais e plantas, os impactos ambientais preocupam autoridades governamentais e cidadãos. “Cabe à escola provocar a discussão dessa temática com os alunos e a comunidade local, valorizando e buscando através do conhecimento científico e do estudo da realidade, melhores formas de se relacionar com a natureza, fomentando no aluno uma visão crítica de suas ações perante a complexidade do meio em que está inserido, para que ele interfira nas mudanças que o envolve e busque um olhar não apenas para os problemas, mas também para suas soluções”, destaca.

Segundo Lidiane, o objetivo do projeto é estimular novos hábitos, atitudes e comportamentos que conduzam a um relacionamento mais harmonioso entre alunos e o meio ambiente por meio de ações práticas, para que ocorram mudanças de comportamento. Uma das ações é a construção de jardins e horta escolares. “Também realizamos trabalhos em sala de aula, como teatro, produção de textos, gincana, palestras, varal literário, confecção de murais, cartazes, e trabalhos realizados pelos professores, todos envolvidos em prol de um meio ambiente mais saudável”, salienta.