Futuro do trânsito em Teutônia é debatido em painel

Município: Teutônia

Prefeito falou sobre a preocupação com índices de acidentes da cidade CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE TEUTÔNIA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Prefeito falou sobre a preocupação com índices de acidentes da cidade CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE TEUTÔNIA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A noite de 4 de outubro serviu para discutir ações que possam reduzir o número de acidentes de trânsito em Teutônia. No Vale do Taquari, a cidade, com pouco mais de 30 mil habitantes, ocupa uma das primeiras posições do ranking de acidentes de trânsito. O painel Por um trânsito mais seguro em Teutônia foi promovido pela administração municipal em parceria com a Câmara de Indústria e Comércio (CIC), centros de formação de condutores (CFCs), Brigada Militar e Bombeiros Voluntários. Para o prefeito Jonatan Brönstrup, o momento foi fundamental para dialogar, trocar experiências e criar estratégias efetivas que possam diminuir o número de acidentes na cidade. “Que Teutônia possa ser referência em segurança no trânsito e motivo de orgulho quando, futuramente, falarmos que nossa cidade é a com menos acidentes no Vale do Taquari”, destacou.
O painel teve a participação da capitã da Brigada Militar Carmine Brescovit, do presidente dos Bombeiros Voluntários Markyson Marques, do sargento do Batalhão Rodoviário Estadual de Teutônia Mário Eckhardt, da diretora de ensino do CFC Schneider Magali Schneider, da instrutora do CFC Reichert Lirian Lagemann, do diretor do departamento de Trânsito de Teutônia Carlos da Silva e do estudante de Engenharia Civil Bruno Tiggemann. Na plateia, estavam empresários teutonienses, estudantes e comunidade em geral.
A capitã Carmine  lembrou que a principal causa de acidentes no município é a conduta imprudente do motorista. “Não parar em cruzamentos, passar o sinal amarelo… Segundos ganhos que podem resultar em horas perdidas na delegacia ou no hospital”, destacou. O presidente dos Bombeiros Voluntários Marques ressaltou que, entre as 45 corporações voluntárias no Estado, a equipe teutoniense é a que mais atende acidentes de trânsito no Rio Grande do Sul. “Nós somos preparados para atender a ocorrências de incêndio, resgate ou afogamento, mas essa situação muda em Teutônia a medida em que tantos acidentes acontecem”, enalteceu.
Um levamento dos Bombeiros Voluntários mostrou que, de outubro de 2016 a agosto de 2017, 278 acidentes foram atendidos pela corporação. Os meses com maior fiscalização, através do uso de radares móveis na RS-128, foram os períodos com menos registros de acidentes. “A população reclama, mas a fiscalização é importante”, atestou o presidente dos bombeiros. Entre as alternativas destacadas na noite e que possam colaborar para a diminuição do número de acidentes na cidade, está a construção de rótulas fechadas em dois trevos na RS-128. A medida já havia sido anunciada em setembro, após encontro com o secretário estadual dos Transportes. As obras da primeira rótula, no trevo de Canabarro, devem se iniciar em breve.

Museu sobre rodas retorna à Teutônia no próximo mês

Município: Teutônia

Mais de 500 veículos antigos devem atrair cerca de 15 mil visitantes durante evento CRÉDITO: LEANDRO AUGUSTO HAMESTER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Mais de 500 veículos antigos devem atrair cerca de 15 mil visitantes durante evento CRÉDITO: LEANDRO AUGUSTO HAMESTER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Em março, a cidade volta a receber o museu sobre rodas, com o 10º Encontro Nacional de Veículos Antigos. Nos dias 11 e 12 de março, o centro administrativo municipal será invadido pela nostalgia, com a presença de mais de 500 veículos antigos, devendo atrair cerca de 15 mil visitantes. O encontro, que integra o calendário de eventos da cidade, é uma realização da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC), com apoio da prefeitura e patrocínio de Cooperativa Languiru e Poolseg Corretora de Seguros.
O evento é aberto a todas as categorias de veículos antigos e afins (automóveis, motocicletas, utilitários, caminhões e ônibus) com mais de 25 anos de fabricação, nacionais e importados, com exceção de veículos considerados clássicos. Os participantes poderão expor seus veículos fornecendo na ficha de inscrição o ano, o modelo e a marca do veículo. O local também terá espaços especiais para o 4º Encontro Sul-Brasileiro de Viaturas Militares Antigas, além de offroad e outros, assim como área específica para veículos à venda.
O Encontro Nacional de Veículos Antigos de Teutônia é considerado um dos mais importantes do Estado e tem chamado a atenção de antigomobilistas e apaixonados por veículos antigos de todo Brasil e inclusive de países vizinhos. O encontro teutoniense possui características festivas voltadas para toda família, realizado em um local de beleza única, um dos pontos turísticos da região. A infraestrutura do local terá praça de alimentação, com recepção especial para os expositores com café da manhã, palco para shows, exposições comerciais e artesanato. A programação também terá shows de bandas e artistas locais. Para os visitantes, também haverá a possibilidade de conhecerem um pouco mais das belezas teutonienses, entre elas visitação ao Museu Henrique Uebel.
Destaque também para a área coberta do Pavilhão Multiuso, com 3.600 metros quadrados, que abriga a área comercial, como o setor de venda de peças e acessórios – o Mercado das Pulgas – e propicia cobertura do sol para veículos e visitantes, além dos jardins do centro administrativo, em seus quadrantes arborizados, e a infraestrutura disponibilizada pela CIC, com o restaurante climatizado. Na edição anterior, realizada em março de 2015, a programação reuniu cerca de 600 relíquias do milênio passado e atraiu público de aproximadamente 12 mil pessoas.
Saiba mais sobre a programação e as inscrições
O 10º Encontro Nacional de Veículos Antigos se inicia na manhã do dia 11, a partir das 8h, com credenciamento e recepção dos antigomobilistas. Das 8h às 10h, será servido café da manhã, no auditório da CIC. Às 12h, o almoço é livre, com o prato típico de Teutônia. Às 14h, acontece a abertura oficial do encontro e, à noite, o palco recebe shows e apresentações artísticas.Na praça de alimentação, também haverá a comercialização de chope Hopy Beer. Ainda na noite de sábado, haverá confraternização com petiscos e chope. A premiação aos veículos destaque ocorre domingo, a partir das 14h, seguido de show, às 16h, e encerramento, às 18h.
As inscrições antecipadas podem ser feitas no site www.carrosantigosteutonia.com.br e na secretaria da CIC, pelo telefone (0xx51) 3762-1233, pelo e-mail carrosantigos@cicteutonia.com.br ou via WattsApp, no 98142-3742. A inscrição será confirmada mediante apresentação do comprovante de depósito da taxa de R$ 50,00 por participante. O valor também dá direito a um exemplar da Revista Classic Show, um vale para café da manhã, entrada franca para o motorista e um acompanhante, camisa polo oficial do evento, erva-mate, um vale-chope, entre outros.
Haverá área especial para motorhomes e acampamento. A rede hoteleira de Teutônia e região está sendo preparada e deverá receber hóspedes de diferentes regiões gaúchas e de outros estados, inclusive de países vizinhos, repetindo o que ocorreu nas edições anteriores, quando o evento contou com a participação de antigomobilistas vindos da Argentina e do Uruguai. O translado de participantes e acompanhantes inscritos no evento e hospedados nos hotéis de Teutônia será gratuito. Outras novidades ainda estão sendo planejadas. Patrocinadores interessados em participar do plano de mídia do 10º Encontro Nacional de Veículos Antigos devem procurar a comissão organizadora na CIC Teutônia.

 

Conjunto Instrumental do Colégio Teutônia lota auditório

Município: Teutônia

Programação especial apresentou o repertório do grupo antes da viagem à Europa CRÉDITO: LEANDRO AUGUSTO HAMESTER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Programação especial apresentou o repertório do grupo antes da viagem à Europa CRÉDITO: LEANDRO AUGUSTO HAMESTER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A despedida do Conjunto Instrumental do Colégio Teutônia (CT) antes da Turnê Europa 2017 foi em grande estilo. O auditório central do educandário esteve lotado na noite do dia 10, no Sommerkonzert (Concerto de Verão), programação especial que apresentou o repertório do grupo antes da viagem ao Velho Continente, que se iniciou em 12 de janeiro e segue até 3 de fevereiro. O evento, gratuito, reuniu familiares, comunidade, amigos e convidados. “Esta é uma noite muito alegre, quando apresentamos pela primeira vez o repertório preparado com muito carinho para a nossa segunda turnê pela Europa. Agradecemos o apoio incondicional de todos os familiares”, frisou o maestro Lucas Eduardo Grave.
A programação da noite ainda contou com vídeos enviados pelos hospedeiros e prefeitos das cidades que recebem os instrumentistas, além do lançamento de revista especial levada pelo grupo na viagem, contendo informações sobre o Colégio Teutônia, o Conjunto Instrumental, o repertório a ser apresentado, os instrumentistas e o roteiro por Alemanha, França e Áustria. Destaque também para apresentação do projeto de música do educandário, o município de Teutônia e os patrocinadores.
O diretor do Colégio Teutônia, Jonas Rückert, que acompanha o grupo e participa das apresentações com seu violino, se disse honrado em poder vivenciar este momento. “A Turnê Europa, além de uma atividade musical, é uma oportunidade diferenciada de olhar para o mundo para além dos nossos muros. É sem dúvida uma possibilidade de viver inúmeras e diferentes realidades, cultura, língua e convivências. Com certeza é algo para a vida toda”, destacou. A Turnê Europa 2017 é o primeiro evento oficial do calendário de festejos pelos 65 anos da Fundação Agrícola Teutônia, mantenedora do Colégio Teutônia, comemorados no próximo dia 17 de julho.
O pastor Irineu Boetcher, pai do instrumentista e professor Pedro Boetcher, também conduziu momento ecumênico de bênção aos instrumentistas. “O som desses instrumentos aquece o coração e traz vida. Vão, vivam e voltem muito alegres e agradecidos pela oportunidade”, disse Boetcher. O prefeito de Teutônia, Jônatan Brönstrup, falou em nome da administração municipal e parabenizou o CT pela iniciativa. “O Conjunto Instrumental do Colégio Teutônia orgulha o nosso município, representa a nossa cultura, e o faz com excelência”, afirmou. O repertório do Sommerkonzert contemplou música brasileira, música regional do Rio Grande do Sul, música latino-americana, folclore alemão e peças internacionais. Ao final os instrumentistas foram ovacionados e aplaudidos de pé, momento de muita emoção, marcado por algumas lágrimas.
Durante a Turnê Europa 2017, os jovens instrumentistas vão levar a arte teutoniense, gaúcha e brasileira à Europa. Serão nove apresentações, passando por cidades como Rottenbuch, Mörschbach, Hettenrodt, Paris, Boppard e Reutte in Tirol, algumas delas que, inclusive, já integraram a Turnê Europa 2015, quando o Conjunto Instrumental realizou apresentações na Alemanha e na Suíça. Entre os instrumentos que integram o grupo, estão oito violinos, um violoncelo, três flautas, três saxofones alto, um saxofone tenor, dois trompetes, dois trombones, um teclado, uma guitarra, um baixo elétrico, uma percussão e uma bateria.

 

Jovem de Teutônia vence concurso literário estadual

Município: Teutônia

Alessandra Wünsch, de 16 anos, foi destaque na categoria Verso  CRÉDITO: COLÉGIO TEUTÔNIA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Alessandra Wünsch, de 16 anos, foi destaque na categoria Verso CRÉDITO: COLÉGIO TEUTÔNIA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

“Foi uma grande experiência pessoal, especialmente de superação dos meus limites e dos meus medos.” Assim resume seus sentimentos a jovem teutoniense Alessandra Laís Wünsch, 16 anos, estudante do Programa Aprendiz Cooperativo do Campo, desenvolvido numa parceria entre o Colégio Teutônia, a Cooperativa Languiru e a Ocergs-Sescoop/RS. Ela venceu Concurso Literário para Aprendizes na categoria Verso, promovido pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio Grande do Sul (SRTE), juntamente com o Fórum Gaúcho de Aprendizagem Profissional (FOGAP). Os trabalhos selecionados deram origem ao livro “Aprendizagem em Prosa e Verso”, lançado em sessão de autógrafos no dia 13 de novembro, durante a 62ª Feira do Livro de Porto Alegre.
A obra literária é uma coletânea de versos e prosas escritas por jovens aprendizes de diferentes educandários gaúchos. O projeto visa à participação da juventude na criação de uma literatura urbana, com histórias de reflexão, que trazem lições de vida inspiradas no seu cotidiano.
Quatro aprendizes do Colégio Teutônia tiveram seus versos e prosas selecionados para a publicação. Além de Alessandra, os textos de Dienifer Morgana Closs dos Santos, Ketelyn Veloso de Parodes e Adriani de Souza Rodrigues também integram o livro.
“Escrever sobre aprendizagem, no início, me assustou. Eu já havia parado para refletir sobre isso, mas nunca fora algo muito profundo. Escolhi usar o verso como forma de expressão, pois já estava mais familiarizada, é comum eu tentar expor o que sinto em forma de poema”, comenta Alessandra, revelando que a produção e premiação lhe auxilia a superar a timidez.
“Lembro de ter procurado me expressar, e não de ter me preocupado em escrever algo para vencer o concurso. Acredito que isso tenha influenciado algum aspecto do próprio verso”, revela Alessandra.
A jovem esteve acompanhada dos pais, Ernani e Olésia Wünsch, e das professoras do Colégio Teutônia, Maria de Fátima Fuzer da Silva, Maitê Luize Schuhmann e Soeli Claudete Klein, na sessão de autógrafos de lançamento do livro.
Via Verso – (Alessandra Laís Wünsch)
Sempre percorri com pressa e de pés descalços
Uma rua esburacada
Um descaso que armou o meu destino
Meus pés criaram cascos e como um cavalo
Cavalguei até o sol que brilhava escasso
Um amigo.
Me vi cercada de vielas
Alegorias afáveis ao meu intelecto
Sonhos se impregnavam em meu ser
A presença constante de um amigo
Me fez crescer
Abraçou o meu transtorno
Criou um mirante para o meu abandono
E me tirou do orfanato de anônimos.
Me resgatou de um poço sem fundo
Me conferiu renovo
A lástima de um passado laureou
A sabedoria que me foi dada
O raciocínio me incentivou a andar sobre a rua alagada.
Dissuadiu a rua esburacada
Içou a minha esperteza amedrontada
Bifurcou as impossibilidades
E enfadou as possibilidades.
Meu melhor amigo não é um ser
É um substantivo
Saturou o meu sol interior
Um aprendiz me tornou.

 

Mostra Científica do Colégio Teutônia destaca um mundo em transformação

Município: Teutônia

Foram apresentados 51 trabalhos, envolvendo desde a Educação Infantil até o Ensino Médio CRÉDITO: LEANDRO AUGUSTO HAMESTER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Foram apresentados 51 trabalhos, envolvendo desde a Educação Infantil até o Ensino Médio CRÉDITO: LEANDRO AUGUSTO HAMESTER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

As novas relações sociais, econômicas e culturais, o avanço das tecnologias e as facilidades da comunicação, com o surgimento da internet, proporcionaram uma teia de relações que se aproximam em alta velocidade. Com isso, a visão de mundo, família, qualidade de vida e perspectiva de futuro automaticamente também se modificaram, e percebe-se a emergência de se discutir a importância do conhecimento e o seu papel relevante na formação sociocultural desta sociedade em transformação.
Pensando nisso, nos dias 6 e 7 de outubro, o Colégio Teutônia (CT) realizou a Mostra Científica 2016, com o tema Num mundo em transformação. Na abertura, no pátio do CT em frente ao auditório central, os estudantes da 3ª série do Ensino Médio apresentaram a peça Num mundo em transformação, você precisa ser uma metamorfose ambulante, com a coordenação da professora Creise Steffens Baukat.
“O mundo é o nosso lar e ele está em constante transformação, precisamos garantir que ele seja um bom lugar para se viver, para nós e para as futuras gerações. Mas, para isso, é preciso ter uma maior consciência ambiental, é preciso viver em comunidade. Enfim, é preciso mudar. Quem fará a maior diferença para essa mudança somos nós”, deixaram os alunos como mensagem ao final da peça. Em seguida, a comunidade prestigiou a apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelos estudantes do CT. Ao todo, foram 51 trabalhos de iniciação científica, envolvendo desde a Educação Infantil à 2ª série do Ensino Médio, com temáticas diversas voltadas à compreensão das transformações pelas quais passamos na atualidade.
“A pesquisa científica estimula a observação, a reflexão e a ressignificação do mundo pelos estudantes, desenvolvendo a autonomia, o trabalho em equipe e a capacidade de aprender. Compreender o mundo na perspectiva da ciência não garante respostas definitivas às nossas angústias e necessidades, no entanto, pode apontar caminhos e possíveis soluções para problemas com os quais lidamos no cotidiano”, destacou a coordenadora pedagógica do Ensino Fundamental, Andrea Wallauer.
A programação da Mostra Científica foi aberta à comunidade, inclusive com visitação de outras escolas. Entre os destaques, ainda estiveram o Vale dos Dinossauros, com a utilização de materiais reciclados na confecção dos animais; e competição de pontes de espaguete criadas pelos estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental do CT, com a parceria da Univates. Também chamou bastante atenção a exposição de impressora e scanner 3D. Inclusive, os estudantes do 3º, 5º e 8º ano do Ensino Fundamental participaram de oficina de impressão 3D, quando tiveram a oportunidade de conhecer o trabalho do arquiteto Waldo Costa, da empresa Fab Lab, de Porto Alegre, que apresentou o aparelho. Trata-se de um novo conceito em impressão, com a utilização de diferentes fios plásticos para confecção de diferentes objetos. “Os estudantes compreenderam que a tecnologia está no software que comanda a máquina, e que a construção da máquina é um simples conjunto de peças e parafusos, mas o que a comanda é a verdadeira tecnologia, que surge como aliada à saúde, à educação e ao entretenimento”, destacou a coordenadora do setor de Informática do CT, professora Ana Lúcia dos Santos Hamester.
A comissão organizadora da Mostra Científica 2016 do CT agradeceu a todos os visitantes, em especial aos estudantes pesquisadores e à comissão científica e orientadora. Os estudantes Rafaela Benini e Pedro Petry, do 4º ano do Ensino Fundamental, foram os responsáveis pela criação do slogan do evento.