Tavares recebe Festival Brasileiro das Aves Migratórias

Município: Tavares

Evento possibilita observar espécies únicas e conta com vasta programação para adultos e crianças CRÉDITO: JOÃO BASTISTA CARDOZO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Evento possibilita observar espécies únicas e conta com vasta programação para adultos e crianças CRÉDITO: JOÃO BASTISTA CARDOZO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Especialistas de diversas partes do Brasil e do mundo estarão reunidos no município de Tavares para contemplar e estudar o rico universo das aves migratórias. Trata-se do 13º Festival Brasileiro das Aves Migratórias, que acontece de 26 a 28 de outubro, quando toda a comunidade e turistas poderão celebrar, observar e conhecer essas diversas espécies de aves e a conservação da biodiversidade.
O principal local de realização do evento é o Parque Nacional da Lagoa do Peixe – unidade de conservação ambiental localizada na península da Lagoa dos Patos, que abrange os municípios de Tavares e Mostardas. Reconhecido internacionalmente, o parque tem mais de 270 espécies de aves registradas, como cisne de pescoço preto, coscoroba, talha-mar, maçarico, entre outras. A ave símbolo do parque, o flamingo, vem do Chile todos os anos, no inverno, em busca de descanso e alimento. Migratórias ou residentes na região, as aves alimentam-se dos diversos micro-organismos que vivem na lagoa e encantam a população local e turistas com sua beleza e hábitos de vida. Esse precioso ambiente contido dentro do parque é protegido por lei, que proíbe práticas de exploração comercial no local.
O festival apresentará uma vasta programação dentro do parque e na cidade de Tavares, com destaque para as saídas guiadas para observação de aves, uma chance para a comunidade local e turistas conhecerem mais sobre a importante avifauna no Parque Nacional da Lagoa do Peixe. Além disso, o festival inclui diversas opções de entretenimento, oficinas para adultos e crianças, atividade de ecoturismo, apresentações artísticas – como um baile de encerramento no dia 28 – e contará com a presença de cientistas (da área de meio ambiente e biologia) que vão compartilhar o seu conhecimento por meio de palestras abertas ao público visitante. A programação completa do Festival Brasileiro de Aves Migratórias pode ser conferida no site da prefeitura (www.tavares.rs.gov.br/site) e no blog do Parque Nacional Lagoa do Peixe (parnalagoadopeixe.blogspot.com.br/2017/10/programacao-do-xiii-festival-brasileiro.html).
O evento, que conta com a promoção da Sociedade para a Conservação das Aves do Brasil (Save Brasil) – organização sem fins lucrativos para a conservação das aves brasileiras, é organizado pela prefeitura e pelo Parque Nacional da Lagoa do Peixe/Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), e conta com o apoio do Roteiro Lagoa do Peixe e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Mostardas e Tavares receberão Festival das Aves Migratórias

Município: Mostardas, Tavares

Além da programação científica, evento é oportunidade para fotografar espécies únicas e para a prática do ecoturismo CRÉDITO: ROTEIRO LAGOA DO PEIXE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Especialistas de diversas partes Brasil e do mundo estarão reunidos no município de Mostardas para contemplar e estudar o rico universo das aves migratórias. É o 11º Festival Brasileiro das Aves Migratórias, que entre os próximos dias 13 e 16.

O principal local de realização do evento é o Parque Nacional da Lagoa do Peixe, cuja maior porção de área fica na cidade vizinha, Tavares. O parque tem mais de 270 espécies de aves registradas, como sua ave símbolo, o flamingo, que vem de países mais ao norte, além do cisne de pescoço preto, maçarico, talha-mar, cisne branco, entre outras. De origem externa ou residentes na região, as aves se alimentam dos diversos animais e microorganismos que vivem na lagoa e encantam a população local e os turistas com sua beleza e hábitos de vida.

Com uma vasta programação de palestras, oficinas e expedições de observação, o festival tornou-se uma oportunidade única que congrega turismo, ciência e educação. Não só cientistas ligados ao estudo dessas aves (como pesquisadores, estudantes de biologia, veterinária e meio ambiente) participam para trocar conhecimentos, mas também adeptos do turismo rural e do ecoturismo, além de fotógrafos renomados do registro da natureza.

O público tem a oportunidade de conhecer as diversas atrações à volta do parque, que é protegido de práticas de exploração comercial e de pesca predatória. Mostardas e Tavares têm o maior patrimônio de faróis históricos do litoral gaúcho, com construções que datam dos séculos XIX e XX e que ainda guiam e servem de base de serviços para viajantes por terra e mar, além de uma culinária baseada no cultivo e pesca do camarão. A própria Lagoa dos Patos, que margeia as duas cidades, é também uma opção para relaxamento, banho e a prática de esportes náuticos.

Sobre o Roteiro Lagoa do Peixe

As riquezas naturais do município de Tavares, situado entre o Oceano Atlântico e a Lagoa dos Patos, no litoral, são a grande atração do roteiro que exalta as belezas do Parque Nacional da Lagoa do Peixe. A presença constante de pássaros e aves que se alimentam das espécies da lagoa transformou o destino em um dos dois principais locais do Brasil para a observação de aves residentes e migratórias. O visitante contemplativo é ainda amparado por serviços como restaurantes, pousadas e comércio, que fazem da Lagoa do Peixe um roteiro completo.

O roteiro Lagoa do Peixe (www.roteirolagoadopeixe.com.br) faz parte de um programa de qualificação do turismo gaúcho realizado pelo Sebrae desde 2012 e que compreende também outros quatro destinos regionais.