Equipe de Vigilância e Fiscalização de Taquari realiza blitz

Município: Taquari

Foram vistoriadas a documentação e as cargas de diversos veículos CRÉDITO: MURILO DANNENBERG/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Foram vistoriadas a documentação e as cargas de diversos veículos CRÉDITO: MURILO DANNENBERG/DIVULGAÇÃO/CIDADES

O setor de Fiscalização, em conjunto com o departamento de Vigilância Sanitária, efetuou uma blitz de verificação de cargas e transportes na Polícia Rodoviária Estadual (PRE), na localidade de Amoras. A ação ocorreu ao longo da última quinta-feira, dia 19, e na manhã da sexta-feira, dia 20. O objetivo da ação foi controlar e fiscalizar o fluxo de transporte de produtos numa das vias de acesso e saída do município, a RSC-287. O serviço contou com auxílio do efetivo policial na sinalização aos motoristas.
A ação contou com participação das fiscais municipais Simone Pereira e Tânia dos Santos e da chefe do departamento de Vigilância Sanitária Maria Izabel Appel. Foram vistoriadas a documentação e as cargas de diversos veículos, que transportavam produtos que iam de pneus a gêneros alimentícios perecíveis. Os motoristas que estavam fazendo o transporte com alguma irregularidade na documentação ou no compartimento de carga foram devidamente notificados. Estes serviços têm sido realizados desde a implementação da turma Volante Municipal, que faz parte das ações do Programa de Integração Tributária (PIT), parceria entre Estado e município.
Conforme a fiscal Simone Pereira, o serviço é importante para o devido controle da regulação dos produtos transportados. “Os dados que coletamos aqui vão imediatamente para o banco de dados do Estado. Com isso, já conseguimos verificar se o transporte das mercadorias está regular ou não”, salientou Simone. Outro ponto levantado pela fiscal foi o retorno que a atividade resulta para o município. “Cada veículo que vistoriamos se transforma em pontos para o município no Sistema Estadual, que indica o cumprimento das metas. Essa pontuação varia de acordo com a origem e destino da carga, valendo mais as que envolvem diretamente Taquari”, finalizou. Ambos os setores participantes planejam realizar novas vistorias nos próximos dias.

Projeto Relógio Biológico é lançado pela prefeitura de Taquari

Município: Taquari

Iniciativa consiste na disponibilização de uma horta com diversas opções de plantas para chás CRÉDITO: MURILO DANNENBERG/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Iniciativa consiste na disponibilização de uma horta com diversas opções de plantas para chás CRÉDITO: MURILO DANNENBERG/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Em busca de aumentar o engajamento da comunidade no desenvolvimento de práticas saudáveis, a secretaria da Saúde e do Meio Ambiente, através da equipe da Estratégia de Saúde da Família (ESF) dos bairros Praia/Caieira, em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e moradores locais, inaugurou, na manhã da última quinta-feira, dia 7, o Projeto Relógio Biológico. A iniciativa consiste na disponibilização de uma horta, com diversas opções de plantas para chás, com indicações específicas para órgãos e sistemas do corpo, além do melhor horário para seu consumo. Além da equipe da ESF, estiveram presentes diversos voluntários e moradores do bairro, além de diversos representantes do poder público, como o prefeito Emanuel Hassen de Jesus e o vice-prefeito André Brito.
O plantio está em frente à unidade de saúde, organizado em forma de relógio com todas as informações relativas a cada chá. O Relógio Biológico foi planejado inicialmente pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), que realizou as medidas dos canteiros. São 12 espaços com terra preparada para o plantio, dispostos de forma circular e representando intervalos de duas horas em um relógio tradicional. Cada canteiro, que é demarcado e protegido por telhas de argila, possui duas plantas diferentes que beneficiam um órgão ou sistema específico. Foram colocadas placas com os nomes dos chás, comuns e científicos, além da melhor hora para o seu consumo. A iniciativa visa impactar positivamente os hábitos de saúde da população, além de estimular a participação e o cuidado coletivo.
A enfermeira Márcia Espíndola, responsável pela ESF e também pelo projeto, agradeceu a todos voluntários e entidades que participaram da construção do Relógio. “A equipe agradece ao apoio da secretaria da Saúde; dos voluntários; da Emater, através das medições e mudas; ao LaborVida, pela confecção das placas; ao Plano Costa; à Associação de Moradores do bairro Caieira; e a todos que auxiliaram na realização do projeto”, destacou. “O mais importante é que a comunidade participe da continuidade do projeto e que a ideia cresça e se desenvolva”, finalizou Márcia.
Um dos voluntários com maior participação foi o industriário João Ênio Pereira de Souza, de 51 anos. “Quando tomei conhecimento da iniciativa que o posto estava implantando, por envolver o cultivo de plantas, que é uma das áreas que me interesso, resolvi ajudar”, explicou ele. “Foram cerca de três meses de trabalho, participei da construção dos canteiros, colocação das telhas, limpeza do terreno, corte dos pneus que enfeitam jardim, e recuperei e chumbei um banco também”, continuou Souza. Além disso, o morador do bairro Caieira auxiliou na mobilização de outros residentes do local e conseguiu mudas para o plantio.
Para o prefeito, a iniciativa é uma grande conquista da comunidade. “Temos que parabenizar a todos vocês pelo envolvimento e trabalho desenvolvidos nesse projeto. É um símbolo do trabalho em conjunto e com certeza se transformará em benefícios para a saúde de todos vocês”, destacou, durante a inauguração. Logo após, em conjunto com o vice-prefeito, a enfermeira Márcia e o voluntário Souza, a fita foi simbolicamente aberta e, o espaço, inaugurado. O evento seguiu com o plantio de novas mudas de plantas e coquetel para os presentes.
O projeto foi nomeado pela relação como termo científico de mesmo nome, que é um mecanismo regido pela sequência das horas do dia, que está presente em todos os seres vivos, regulando todas as atividades do organismo. Baseando-se nesse conceito, o objetivo da iniciativa é identificar os chás que trazem os benefícios mais adequados ao momento e atividade corporal. Além disso, a iniciativa se enquadra dentro da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares inseridas no Sistema Único de Saúde (SUS), Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos e também na Resolução CIB/RS nº 695/2013, que institui a Política Estadual de Práticas Integrativas Complementares, e a Portaria nº 849, de 27 de março de 2017.

Prefeitura distribui alimentação saudável para mais de 1,8 mil alunos

Município: Taquari

Cardápios são criados para suprir as necessidades nutricionais dos estudantes CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE TAQUARI/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Cardápios são criados para suprir as necessidades nutricionais dos estudantes CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE TAQUARI/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A prefeitura, através da secretaria de Educação, garante refeições saudáveis a mais de 1,8 mil alunos da rede municipal de ensino, entre Educação Infantil e Fundamental. A nutricionista da pasta, Vanderleia Machado, que é responsável por formular a alimentação das crianças, monta cardápios de modo a suprir as necessidades nutricionais dos estudantes, dos macro aos micronutrientes entre todos os grupos alimentares. As refeições seguem também as normas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o qual destina valores suplementares às contrapartidas do município para a aquisição dos alimentos.
Uma das preocupações da administração, além de garantir toda a variedade de nutrientes necessária, é oferecer refeições adequadas de acordo com a faixa etária dos alunos. Para as Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emefs), é formulado um cardápio que prevê duas refeições diárias diferentes, uma por turno. Já para as Escolas Municipais de Educação Infantil (Emeis) são formulados dois cardápios, que incluem entre quatro a cinco refeições diárias, para o turno integral e que são distintos de acordo com o nível de desenvolvimento das crianças. Para os alunos que já possuem um sistema digestivo preparado, são oferecidos todos os tipos de alimentos, já para os mais novos, com apenas meses de vida, as refeições são especiais, com ênfase na sua consistência. Elas recebem papinha de frutas, salgadas, e os alimentos são introduzidos em sua alimentação de forma a auxiliar seu desenvolvimento.
De acordo com a nutricionista Vanderleia Machado, essa atenção é fundamental para a saúde infantil. “Preparamos os alimentos de acordo com o sistema digestivo da criança. Isso é muito importante, pois, se elas ingerirem algum alimento que ainda não estão preparadas para digerir adequadamente, podem ocorrer problemas de inchaço da barriga ou indigestão”, salientou.
A distribuição dos alimentos acontece de acordo com a sua perecibilidade, isto é, sua capacidade de conservação. Provisões como hortifruti são distribuídas semanalmente em todas as escolas municipais. Inclusive, dentro do campo dos vegetais, frutas e hortaliças, dois produtores rurais de Taquari mantém parceria com o município e entregam sua produção diretamente nas escolas, de modo a também atender as demandas de participação da Agricultura Familiar na alimentação escolar. Já com os alimentos não perecíveis, como achocolatados e grão, as entregas são feitas nos educandários uma vez por mês.
Outro ponto importante da alimentação escolar é que o município responsabiliza-se não apenas pelos alunos que estudam em suas dependências físicas. Recentemente, ao assumir a Educação Infantil em duas escolas estaduais, mais especificamente na Escola Leite Costa e na Dr. Antônio Porfírio Menezes Costa, a secretaria de Educação assumiu também a alimentação das crianças e professores dessas turmas.

Distribuição dos kits do Sorrindo para o futuro tem início

Município: Taquari

Iniciativa do Sesc em parceria com a prefeitura vai distribuir 1.036 kits à rede municipal de ensino CRÉDITO: MURILO DANNENBER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Iniciativa do Sesc em parceria com a prefeitura vai distribuir 1.036 kits à rede municipal de ensino CRÉDITO: MURILO DANNENBER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Começou na última quinta-feira, dia 19, a distribuição dos kits odontológicos nos educandários do município. Os primeiros alunos a receber o material foram os da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Osvaldo Ferreira Brandão, que foram visitados pela equipe da Estratégia de Saúde da Família (ESF) da Colônia 20. O projeto, que é uma iniciativa do Serviço Social do Comércio (Sesc), em parceria com a prefeitura, irá distribuir 1.036 kits entre toda a rede municipal de ensino. O material contém uma escova de dentes, fio dental e um tubo de creme dental para cada aluno.
A equipe, composta pela dentista Karoline Cruz, as agentes comunitárias de saúde Aline de Almeida Palagi e Edinara de Medeiros, junto com a estagiária de odontologia Julia Fantin, visitaram turmas entre o pré-escolar e o terceiro ano do Ensino Fundamental da Emef Osvaldo Brandão, e, além de distribuir os kits, avaliaram a situação da arcada dentária de cada um. Os alunos diagnosticados com algum problema, tiveram suas informações coletadas para o preenchimento de uma ficha, que será enviada aos seus pais, solicitando que os mesmos levem os filhos até o posto de saúde para realizar o tratamento adequado.
De acordo com a dentista Karoline Cruz, dar seguimento às recomendações é uma ação que os pais não podem deixar de realizar. “Infelizmente, muitas vezes identificamos algum problema nos dentes dos alunos que podemos tratar, mas os pais acabam não levando-os até o posto de saúde para o atendimento”, destacou. “Temos que reforçar, também, a importância da escovação, pois a maioria dos problemas que a gente encontra são por falta do incentivo a este hábito”, finalizou.
O estudante do 1º ano Emanuel Conceição, de seis anos, guardou as lições do encontro. “Agora, vou escovar os dentes mais vezes”, contou. O pequeno também se mostrou interessado em entender o trabalho da equipe e observou as profissionais examinarem seus colegas. Após a finalização da entrega dos kits em todos os educandários, passados alguns dias, serão feitas novas visitas para avaliar mais uma vez a situação dos alunos e reforçar a prática dos hábitos de cuidados com a saúde bucal com as crianças. O retorno à Emef Osvaldo está inicialmente previsto para o dia 17 de maio.

Apae de Taquari inaugurou novos espaços recreativos

Município: Taquari

Quadra poliesportiva, praça com brinquedos adaptados e um armário de jogos lúdicos são oferecidos para os pacientes  CRÉDITO: MURILO DANNENBERG/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Quadra poliesportiva, praça com brinquedos adaptados e um armário de jogos lúdicos são oferecidos para os pacientes CRÉDITO: MURILO DANNENBERG/DIVULGAÇÃO/CIDADES

O dia 30 de outubro foi marcado por uma conquista importante da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e para a comunidade taquariense em geral. Através do Projeto Brincar é Preciso, a Apae realizou a inauguração da quadra poliesportiva, da praça com brinquedos adaptados para pessoas com deficiência e de um armário completo de jogos lúdicos para os pacientes da associação.
Os recursos para o investimento foram captados através da Federação Estadual das Apaes (Feapaes – RS) em conjunto com a Associação dos Profissionais Liberais Universitários do Brasil  (Aplub) Capitalização e Jogos TriLegal. O valor repassado pela Federação foi de R$ 21.975,60, mais R$ 4.438,00 de contrapartida da Apae, com o total do investimento sendo R$ 26.413,60.
De acordo com a diretora da associação do município, Nilvana Lazzarini Machado, o recebimento dos valores representa o sucesso do trabalho alcançado ao longo dos últimos anos. “Este foi um ano de muito trabalho, mas de muitas conquistas, que só foram possíveis pois somos um grupo forte e unidos. Estamos imensamente felizes e agradecidos por tudo isso”, destacou.
O programa funciona há quatro anos, com a Feapaes – RS abrindo edital para as Apaes enviarem projetos. Para serem contempladas, além de ter os projetos aprovados, as Apaes precisam estar de acordo com outras exigências da federação. A premiação para a Apae de Taquari acontece após um trabalho sério dos seus profissionais e do cumprimento de todas regras do programa. Os novos espaços serão usufruídos pelos cerca de 120 pacientes atendidos pela entidade, que logo após a inauguração já foram conhecer as estruturas.
O evento contou com apresentação da Banda Marcial da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Osvaldo F. Brandão, do Grupo de Dança Raridade, da Apae, e da Ana Paula Arnt e Sabrina Freitas, representando, respectivamente, as secretarias de Educação e Esportes, Lazer, Cultura e Turismo, além da presença de diversas outras entidades do município.