Sapucaia Trail Run vai movimentara cidade no próximo mês

Município: Sapucaia do Sul

Inscrições já estão abertas e devem ser realizadas até o dia 13 de fevereiro CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE SAPUCAIA DO SUL/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Inscrições já estão abertas e devem ser realizadas até o dia 13 de fevereiro CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE SAPUCAIA DO SUL/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Mais uma grande atividade esportiva promete agitar os sapucaienses no mês de fevereiro. Trata-se da 1ª Sapucaia Trail Run, competição de corrida e caminhada que acontecerá pelas estradas e trilhas da Zona Rural da cidade no dia 18 de fevereiro. O evento é uma realização dos Atletas na Web e da Academia Arion, com o apoio da prefeitura. Na manhã da última sexta-feira, dia 12 de janeiro, os proprietários da Academia Arion, Flávia Luiza Loef e Felipe Guilherme Loef, juntamente com o professor Jorge Luis Ayres, foram recebidos pelo prefeito Luis Rogério Link e pela primeira-dama Odete da Cruz para falar do evento.
Link falou sobre a importância do apoio a atividades como estas na cidade. “Queremos motivar os sapucaienses a participarem e se preocuparem mais com a sua saúde. A prática de uma atividade física é fundamental para uma qualidade de vida, e participar de corridas e trilhas são grandes oportunidades para isso”, disse.
A 1ª Sapucaia Trail Run acontece pela manhã e contará com corrida trail de cinco e 10 quilômetros, além de caminhada de cinco quilômetros, para as categorias, que serão divididas por idade. As inscrições já estão abertas e devem ser feitas diretamente no site www.atletasnaweb.com.br/1sapucaiatrail até o dia 13 de fevereiro ou até atingir 350 atletas para a corrida e 200 atletas para a caminhada.
Os valores das inscrições são R$ 65,00 para a corrida e R$ 35,00 para a caminhada. Haverá premiação geral com troféu do 1º ao 5º lugar geral masculino e feminino (cinco e 10 quilômetros) e premiação nas categorias por faixa etária, também do 1º ao 5º lugar masculino e feminino (cinco e 10 quilômetros), além de troféu para o 1º lugar em todas as categorias e medalhas do 2º ao 5º lugar.

Procon faz levantamento de preços de repelentes e protetores solares em Sapucaia do Sul

Município: Sapucaia do Sul

Ao todo, nove estabelecimentos foram visitados na manhã do dia 10 de janeiro CRÉDITO: DANIELA ROCHA LIMA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Ao todo, nove estabelecimentos foram visitados na manhã do dia 10 de janeiro CRÉDITO: DANIELA ROCHA LIMA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Com a chegada do verão e o início das férias, a venda de repelentes de insetos e protetores solares aumenta consideravelmente. Atentos aos preços cobrados pelos produtos neste período, fiscais do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) da cidade estiveram em farmácias na última quarta-feira, dia 10, para fazer um levantamento de preços e verificar se os valores praticados são abusivos. Ao todo, nove estabelecimentos foram visitados na ocasião.
Entre as marca de protetor solar pesquisadas, com fator 30 de proteção, a mais barata oscilou entre R$ 29,99 e
R$ 42,90 no valor cobrado por 200 ml. Já a marca mais cara, em embalagem de 350 ml, apresentou valores entre R$ 55,98 e R$ 69,40. Entre os repelentes de insetos, os preços praticados na marca mais barata pesquisada oscilaram entre R$ 15,99 e R$ 24,49, na embalagem de 200 ml. Já na marca mais cara, a variação foi de R$ 21,86 a R$ 31,59 por 100 ml do produto. O diretor do Procon de Sapucaia do Sul, Luis Fernando Carvalho, salienta que a variação nos preços está dentro do normal e aconselha os consumidores a fazerem uma pesquisa antes de comprarem o produto.
Nos próximos dias, os fiscais retornarão às farmácias para verificar se ocorreram aumentos abusivos. No entanto, segundo Carvalho, se algum consumidor realizou alguma compra anteriormente e percebeu o aumento, deve fazer sua denúncia junto ao Procon. “Se o consumidor se sentir lesado e tiver a nota fiscal da compra efetuada nos últimos dias e for caracterizado que o aumento foi abusivo, o reembolso será solicitado”, disse.
O Procon de Sapucaia do Sul está localizado junto à sede da secretaria municipal de Trabalho, Cidadania e Economia Solidária, na avenida Assis Brasil, nº 47. Contatos podem ser feitos pelos telefones (0xx51) 3453-5912 e 3452-6762. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, com entrega de fichas até as 15h.

Sapucaia do Sul deve aderir ao Programa Família Acolhedora

Município: Sapucaia do Sul

Assunto foi pauta de reunião realizada no último dia 27 de dezembro CRÉDITO: DANIELA ROCHA LIMA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Assunto foi pauta de reunião realizada no último dia 27 de dezembro CRÉDITO: DANIELA ROCHA LIMA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Acolher em ambiente familiar crianças e adolescentes em situação de negligência, maus-tratos, violência doméstica e abandono. É o que prevê o Programa Família Acolhedora, pauta da reunião ocorrida no dia 27 de dezembro, entre o prefeito, Luis Rogério Link; o secretário municipal de Desenvolvimento Social, Vilmar Ballin; o procurador-geral do município, Antenor Yuzo Sato; e a promotora de justiça da cidade, Maria Alice Sanchotene. Por meio do programa, crianças e adolescentes que apresentam situação de risco dentro de seu contexto familiar são incluídas, de forma temporária, em famílias acolhedoras. O período de permanência na família é determinado pelo sistema judiciário e por uma equipe técnica. A proposta visa à garantia dos direitos previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), atende à Política Nacional de Assistência Social no âmbito do Sistema Único de Assistência Social e conta com o apoio do Ministério Público, através da Vara da Infância e Juventude.
O prefeito conta que o município tem interesse na iniciativa, que já foi implantada em outros estados brasileiros e em algumas cidades do Rio Grande do Sul. “Estamos dando os primeiros passos para a implantação do Família Acolhedora em Sapucaia do Sul, porque queremos o melhor para nossas crianças e jovens. Os atendidos pelo programa são acolhidos por famílias que lhes darão afeto e respeito e suprirão suas necessidade individuais, garantindo, assim, um crescimento mais saudável”, diz Link.
O secretário de Desenvolvimento Social elogia a iniciativa. “É um programa extraordinário, com um importante alcance social”, destaca. Ballin explica que as famílias selecionadas para participarem do programa devem preencher alguns requisitos, passar por capacitação e ser acompanhadas por uma equipe técnica de profissionais. Cada família recebe uma ajuda de custo e pode acolher, no máximo, uma criança ou adolescente, exceto no caso de irmãos.

Grande festa marca formatura de cursos na Praça do CEU em Sapucaia do Sul

Município: Sapucaia do Sul

Cerimônia contou com cerca de 700 participantes dos 16 cursos oferecidos gratuitamente ao longo do ano CRÉDITO: VIRGÍNIA DO ERRE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Cerimônia contou com cerca de 700 participantes dos 16 cursos oferecidos gratuitamente ao longo do ano CRÉDITO: VIRGÍNIA DO ERRE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A tarde da última sexta-feira, 15 de dezembro, foi de festa no Centro de Arte e Esporte Unificado (CEU) – Praça do CEU. Na ocasião, cerca de 700 sapucaienses que participaram dos cursos oferecidos gratuitamente pela prefeitura ao longo de 2017 tiveram sua formatura. Ao todo, foram 16 cursos: capoeira, balé, teatro, manicure e pedicure, ginástica laboral, zumba da 3ª idade, zumba e ritmos, artesanato em EVA, crochê, tricô, violão, corte e costura, escotismo, maquiagem, desenho e pintura em tecido.
O prefeito, Luis Rogério Link, participou da abertura do evento e parabenizou a todos os formandos pela conquista. “Sabemos o quanto é importante uma qualificação, e, se ela vem de forma gratuita e em um espaço como este, da Praça do CEU, melhor ainda. Que todos possam aproveitar este aprendizado e, também, a nossa praça. Esse belíssimo complexo de lazer que é de toda a comunidade sapucaiense”, ressaltou o prefeito. Participaram, ainda, da abertura, o secretário municipal de Direitos Humanos, Selvino Scheibel; o secretário do Trabalho, Cidadania e Economia Solidária, José Luiz Gomes de Souza; o secretário de Desenvolvimento Social, Vilmar Ballin; e a vereadora Raquel do Posto.
Moradora do bairro Vargas, Bianca Samara de Oliveira, de 27 anos, estava exultante em receber seu certificado do curso de manicure. “Já sabia alguma coisa, mas aprendi muito mais. Agora, posso focar no futuro”, disse ela, que foi até o evento acompanhada dos dois filhos: Breno, de sete anos, e Bruno, de 11. Ambos também frequentam a Praça do CEU fazendo capoeira.
Já Sabrina Santos, 36, dedicou-se ao crochê. “Sabia muito quando era mais nova, fui deixando de lado e esqueci muitas coisas. O curso aqui na Praça do CEU me possibilitou relembrar muitas coisas e, ainda, aprendi muito mais. Não sabia fazer rosas e flores em crochê, por exemplo, e agora fico emocionada de ver meus trabalhos expostos”, contou.
Além dos certificados, a cerimônia teve, na abertura, o show com a banda Jovem Guarda, campeonato de skate, apresentações artísticas das modalidades de cada curso, além de exposição dos trabalhos confeccionados em 2017. Os festejos seguiram até a noite com muita música, brinquedos infláveis para as crianças e celebração de Natal.

Curta educativo e oficina mecânica marcam Dia do Trânsito em Sapucaia do Sul

Município: Sapucaia do Sul

Atividades foram realizadas na última segunda-feira, dia 25 de setembro CRÉDITO: VIRGÍNIA DO ERRE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Atividades foram realizadas na última segunda-feira, dia 25 de setembro CRÉDITO: VIRGÍNIA DO ERRE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

“Eu só ia responder a mensagem da minha mãe no WhatsApp”; “Eu só fechei os olhos por alguns segundos”; “Eu estava atrasado!” Frases como essas são testemunhos de que segundos de desatenção no trânsito podem ser fatais. O curta Dirija sem desculpas, onde estas e outras frases foram expostas seguidas de imagens de acidentes graves, foi assistido por motoristas que passavam pela praça General Freitas na tarde de 25 de setembro, Dia Nacional do Trânsito. A ação foi uma iniciativa da prefeitura, através da Guarda Municipal.
Através de uma blitz educativa, guardas municipais convidavam motoristas para assistir ao vídeo. “Valeu muito a pena assistir a essas cenas. Sempre é bom a gente se lembrar de como um carro pode ser uma arma no trânsito”, disse Altemir Alves, de 38 anos. Assim como ele, Kerolyn da Rosa, de 25, e sua avó, Iracema da Silva Dias, de 69 anos, pararam na blitz e foram convidadas a assistir ao curta. “Achei muito interessante e uma ideia ótima. Se todos parassem um pouco para ver estas imagens, acho que teríamos um trânsito mais seguro. São ações cotidianas que fazemos sem pensar, mas que podem valer uma vida”, disse Kerolyn.
Durante a manhã, a atividade foi dedicada às mulheres durante a Oficina do Esmalte. As motoristas que passavam pela blitz educativa da praça fizeram bonito e mostraram que entendem muito bem de manutenção de veículos. Calibragem de pneus, troca de óleo, troca de água do radiador, foram algumas das ações realizadas pelas motoristas em um veículo destinado para este fim. As participantes ganharam brindes, como esmaltes e produtos para manicure.
O comandante da Guarda Municipal, Robson Ferraz, disse que as atividades cumpriram com o seu papel de chamar a atenção de motoristas e pedestres para um trânsito mais seguro. “Queremos disseminar a cultura de paz no trânsito e a conscientização é uma ferramenta importante para que isso aconteça. O público se mostrou participativo e isso é muito bom. Saímos deste Dia Nacional do Trânsito com um saldo positivo das nossas ações”, disse Ferraz.