Curta educativo e oficina mecânica marcam Dia do Trânsito em Sapucaia do Sul

Município: Sapucaia do Sul

Atividades foram realizadas na última segunda-feira, dia 25 de setembro CRÉDITO: VIRGÍNIA DO ERRE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Atividades foram realizadas na última segunda-feira, dia 25 de setembro CRÉDITO: VIRGÍNIA DO ERRE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

“Eu só ia responder a mensagem da minha mãe no WhatsApp”; “Eu só fechei os olhos por alguns segundos”; “Eu estava atrasado!” Frases como essas são testemunhos de que segundos de desatenção no trânsito podem ser fatais. O curta Dirija sem desculpas, onde estas e outras frases foram expostas seguidas de imagens de acidentes graves, foi assistido por motoristas que passavam pela praça General Freitas na tarde de 25 de setembro, Dia Nacional do Trânsito. A ação foi uma iniciativa da prefeitura, através da Guarda Municipal.
Através de uma blitz educativa, guardas municipais convidavam motoristas para assistir ao vídeo. “Valeu muito a pena assistir a essas cenas. Sempre é bom a gente se lembrar de como um carro pode ser uma arma no trânsito”, disse Altemir Alves, de 38 anos. Assim como ele, Kerolyn da Rosa, de 25, e sua avó, Iracema da Silva Dias, de 69 anos, pararam na blitz e foram convidadas a assistir ao curta. “Achei muito interessante e uma ideia ótima. Se todos parassem um pouco para ver estas imagens, acho que teríamos um trânsito mais seguro. São ações cotidianas que fazemos sem pensar, mas que podem valer uma vida”, disse Kerolyn.
Durante a manhã, a atividade foi dedicada às mulheres durante a Oficina do Esmalte. As motoristas que passavam pela blitz educativa da praça fizeram bonito e mostraram que entendem muito bem de manutenção de veículos. Calibragem de pneus, troca de óleo, troca de água do radiador, foram algumas das ações realizadas pelas motoristas em um veículo destinado para este fim. As participantes ganharam brindes, como esmaltes e produtos para manicure.
O comandante da Guarda Municipal, Robson Ferraz, disse que as atividades cumpriram com o seu papel de chamar a atenção de motoristas e pedestres para um trânsito mais seguro. “Queremos disseminar a cultura de paz no trânsito e a conscientização é uma ferramenta importante para que isso aconteça. O público se mostrou participativo e isso é muito bom. Saímos deste Dia Nacional do Trânsito com um saldo positivo das nossas ações”, disse Ferraz.

Professores de Sapucaia do Sul conhecem área de preservação na Praça do CEU

Município: Sapucaia do Sul

Objetivo foi mostrar a importância da preservação das coberturas vegetais dentro da área urbana CRÉDITO: VIRGÍNIA DO ERRE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Objetivo foi mostrar a importância da preservação das coberturas vegetais dentro da área urbana CRÉDITO: VIRGÍNIA DO ERRE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A tarde de 12 de setembro foi diferente para um grupo de professores da rede municipal de ensino de Sapucaia do Sul. Os educadores conheceram de perto a Área de Preservação Permanente (APP) existente junto à Praça do CEU (Centro de Arte e Esporte Unificado). Os professores fazem parte do projeto Coletivo Educador que trabalha a educação ambiental nas escolas da rede. O projeto é desenvolvido pela prefeitura, através da secretaria municipal de Meio Ambiente e de Educação, além da Fundação Zoobotânica.
O objetivo da ação foi mostrar a importância da preservação das coberturas vegetais dentro da área urbana das cidades. Assim como os alunos, eles conheceram a biodiversidade desta área, além de aprenderem sobre armazenamento de água por infiltração e conhecerem os trabalhos desenvolvidos na cidade que dizem respeito ao Programa de Ações do Plano de Bacia do Rio dos Sinos.
Visitando a área pela primeira vez, a professora Janine Stertz, da escola Júlio Ströher, fala da importância desta atividade. “Os estudantes ficam entusiasmados quando fazem esta trilha, e conhecê-la de perto é muito gratificante. É importante os estudantes terem acesso a este espaço tão rico”, disse. A professora Enides Ferrante, da escola Francisco Greiss, disse que os estudantes ficam fascinados por não terem percebido o espaço em meio à área urbana. “É um refúgio natural em meio ao concreto que deve ser preservado”, ressaltou.
As trilhas urbanas têm o objetivo de estimular nas crianças e nos jovens a consciência ambiental para a importância da preservação das áreas de mata que ficam na zona urbana, além de chamar a atenção para a necessidade da cobertura vegetal na cidade e a biodiversidade. As trilhas acontecem ao longo de todo o ano, com estudantes das escolas municipais e estaduais. Durante cerca de meia hora, e utilizando binóculos, eles observam a vegetação, além das quatro nascentes e dois córregos que passam pelo local que contemplam uma área de 15 mil metros quadrados.

Moradores do bairro Fortuna ganham horta comunitária em Sapucaia do Sul

Município: Sapucaia do Sul

Ao todo, são 16 canteiros, todos batizados com nomes de pássaros CRÉDITO: DANIELA ROCHA LIMA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Ao todo, são 16 canteiros, todos batizados com nomes de pássaros CRÉDITO: DANIELA ROCHA LIMA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Famílias do bairro Fortuna e alunos da Escola Otaviano Silveira pegaram na enxada na última sexta-feira, dia 25 de agosto. Eles plantaram e semearam verduras e temperos na horta comunitária construída no bairro, junto à Unidade Básica de Saúde (UBS) Fortuna/Colonial. A horta é uma iniciativa da prefeitura, através da secretaria de Desenvolvimento Social, em parceria com as secretarias de Indústria, Comércio, Agricultura e Abastecimento, Saúde e Educação.
Ao todo, são 16 canteiros, todos batizados com nomes de pássaros. Destes, 12 serão cuidados pelos moradores, e quatro serão de responsabilidade da equipe do posto de saúde, da Escola Otaviano Silveira e do Centro de Referência em Assistência Social (Cras) do bairro. Tudo que for cultivado e colhido nos canteiros, será dos moradores.
O prefeito Luis Rogério Link participou do plantio e falou sobre a importância da alimentação para a saúde. “Isso aqui não é da prefeitura, é da comunidade, é de vocês. Aproveitem este espaço, plantem, ensinem os filhos de vocês e criem o hábito de uma alimentação mais saudável”, destacou.
Já o secretário de Desenvolvimento Social, Vilmar Ballin, disse que o cultivo da terra também funciona como terapia. “O êxito deste projeto vai além do que colhemos. Sair de casa, mexer na terra, ter contato com a natureza é muito bom”, comentou. Ballin também agradeceu aos parceiros que contribuíram para a horta, como a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Fundação Zoobotânica, Mercúrio e Eco Sinos. Também participaram do plantio, os secretários de Indústria, Comércio, Agricultura e Abastecimento, Reinaldo Maldaner; de Saúde, Neio Lúcio Pereira; e de Educação, Luciano Rodrigues.
Gládis da Silva César, de 42 anos, cuidará do canteiro que ela batizou de Cardial. “Estou achando isso maravilhoso, ótimo para minha família e para a comunidade. Não tenho espaço para plantar em casa e estou animada por ter este local”, contou. Vilma Franciele da Silva, de 25 anos, também aprovou a iniciativa. “Aqui, temos alimentos naturais e economizamos. Não precisamos ir ao supermercado para comprar verduras”, disse. Nos canteiros, foram plantadas mudas de alface verde e alface roxo, cebolinha, cebola de cabeça e salsinha, e semeado couve, fava e tomate gaúcho.

 

Violência é tema de encontro entre usuários de UBS e prefeitura de Sapucaia do Sul

Município: Sapucaia do Sul

Reuniões do Conselho Local de Saúde acontecem todas as primeiras quintas-feiras de cada mês CRÉDITO: VIRGÍNIA DO ERRE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Reuniões do Conselho Local de Saúde acontecem todas as primeiras quintas-feiras de cada mês CRÉDITO: VIRGÍNIA DO ERRE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Um canal aberto para o diálogo entre a comunidade e a gestão municipal em prol de melhorias no atendimento de saúde. Foi isso que os usuários da Unidade Básica de Saúde (UBS) Fortuna encontraram, na tarde da última quinta-feira, durante o encontro mensal do Conselho Local de Saúde. Na pauta da reunião, que contou com a presença do secretário municipal da Saúde, Neio Lúcio Pereira, uma situação delicada que mereceu a atenção e o envolvimento de todos.
Recentemente, uma das servidoras da unidade foi agredida durante seu trabalho no terceiro turno. Por conta do fato, o expediente das 17h às 21h do posto foi interrompido por dois dias. O secretário municipal da Saúde falou que a ação teve como objetivo chamar a atenção da comunidade sobre o problema e chamá-la para o diálogo. “Devemos aproveitar estes espaços para construirmos juntos relações melhores, e o Conselho Local de Saúde nos oportuniza isso. Tivemos um episódio lamentável de violência aqui dentro, e isso não pode mais acontecer. Vocês precisam deste espaço e precisam cuidar dele”, disse o secretário à comunidade presente. O terceiro turno da unidade foi retomado nesta sexta-feira e contará com a presença de um guarda neste horário. O atendimento nesse horário foi criado com o objetivo de suprir a comunidade da área de invasão localizada junto ao parque Primavera.
Na mesma tarde, deveria ocorrer a eleição dos novos membros do conselho, no entanto, por falta de quorum, não foi possível escolher os novos representantes. Uma nova eleição está marcada para o dia 14 de setembro, às 15h. O Conselho Local de Saúde é um órgão de caráter permanente com funções de formular estratégias, controlar e fiscalizar a execução da política de saúde em nível local. As reuniões do grupo acontecem todas as primeiras quintas-feiras de cada mês, às 15h, e são abertas à comunidade.

 

Clínica de Saúde da Mulher de Sapucaia do Sul é reformada

Município: Sapucaia do Sul

Foram criados um novo consultório médico e uma sala de esterilização CRÉDITO: DANIELA ROCHA LIMA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Foram criados um novo consultório médico e uma sala de esterilização CRÉDITO: DANIELA ROCHA LIMA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Mais espaçosa, acolhedora e bonita – assim está a Clínica de Saúde da Mulher de Sapucaia do Sul (Clisam), que passou por uma reforma. O prefeito Luis Rogério Link visitou a unidade na manhã da última segunda-feira, dia 12 de junho, para conferir as melhorias feitas no local. O prefeito, que conversou com funcionárias e usuárias, disse que as mudanças na estrutura da clínica resultaram em um melhor atendimento às gestantes. “A Clisam é um espaço centralizado de atendimento especializado e qualificado às sapucaienses. Com esta reforma conseguimos melhorar o acolhimento às gestantes, que merecem toda a nossa atenção”, disse Link.
A partir da reforma e reestruturação, um novo consultório médico e uma sala de esterilização foram criados e a área de espera ampliada. A clínica também recebeu nova pintura. A gestante Juliana Cássia Ferreira, de 30 anos, aprovou as melhorias. “Achei ótimo. Antes era muito apertado. Agora está maior, mais organizado”, comentou Juliana, enquanto aguardava para fazer uma ecografia e conhecer o sexo do quarto filho.
Além das mudanças estruturais, um sistema de prontuário eletrônico foi instalado na clínica, permitindo o compartilhamento de dados das usuárias vindos da rede básica de saúde e do próprio Hospital Getúlio Vargas. Também está prevista a transferência dos exames de mamografia, hoje feitos no hospital, para a Clisam. A partir de agora, a gestão da Clisam passará a ser compartilhada entre a Fundação Hospitalar Getúlio Vargas e a secretaria municipal da Saúde.
Também visitaram a clínica junto com o prefeito o vice-prefeito Arlenio da Silva; o secretário municipal de Saúde, Neio Lúcio Pereira; o diretor-geral da Fundação Hospitalar Getúlio Vargas, Juarez Verba; a diretora de Atenção à Saúde da Fundação, Angelise Martins; o diretor administrativo e financeiro da fundação, Leandro Pires Barcellos; e o secretário de Desenvolvimento Social, Vilmar Ballin.
A Clisam tem como objetivo melhorar a qualidade de vida de mulheres, oferecendo cuidado multiprofissional e recursos adequados às usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS), identificadas pela Atenção Básica e pela Central de Regulação do município. No local, são atendidas gestantes de alto risco ou que necessitem de avaliação especializada, referenciadas pela rede de saúde, além de mulheres com patologias relacionadas ao sistema reprodutivo: ginecologia e mastologia. A Clisam trabalha, ainda, no planejamento familiar com ênfase nos métodos definitivos, como laqueadura, vasectomia e colocação de dispositivo intra-uterino (DIU).
Geladeira vira espaço de leitura em escola
No lugar onde um dia foram guardados leite, ovos e outros alimentos, agora ficam livros. A Escola Municipal Dr. Júlio Casado transformou uma geladeira estragada em biblioteca. Inaugurada na última segunda-feira, dia 12 de junho, a Geloteca, como foi batizada, fica no saguão da instituição, com um diversificado número de livros, gibis e revistas, à disposição de alunos, pais e funcionários.
A pequena leitora Marinna da Silva Vasconcelos, de sete anos, aprovou a iniciativa. “Achei muito legal, porque agora posso ler na hora do recreio”, comentou a estudante do 3º ano. Andrielly Helena Siqueira, de nove anos, também aluna do 3º ano, conta que sempre retirava livros na biblioteca, mas, com a Geloteca, ficou mais fácil. “A ideia é ótima, pois posso ler aqui no pátio mesmo”, falou.
Aproximar os livros dos estudantes e seus familiares é o principal objetivo da Geloteca, segundo conta a professora responsável pela sala de leitura da escola e pelo projeto, Neida Pacheco. “Esta geladeira era dos meus pais e o motor estragou. Resolvi trazê-la para escola, transformando-a em um espaço onde todos, alunos e seus pais, tivessem livre acesso aos livros, em qualquer horário”, disse. Para a inauguração, a Geloteca foi levada à quadra coberta da escola, onde aconteceu um espetáculo de contação de história: O Livrério. A atividade aconteceu pela manhã e à tarde, para alunos do pré ao 5º ano.