Prédio do antigo hospital será reformado em Santa Clara do Sul

Município: Santa Clara do Sul

Estrutura atualmente sedia o departamento de Assistência Social e o Lar Geriátrico CRÉDITO: RAFAEL SIMONIS/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Estrutura atualmente sedia o departamento de Assistência Social e o Lar Geriátrico CRÉDITO: RAFAEL SIMONIS/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Entre os três projetos aprovados pelos vereadores em sessão realizada recentemente está o que autoriza o Executivo a abrir um crédito suplementar de até R$ 258 mil com o objetivo de reformar o prédio do antigo hospital. A estrutura atualmente sedia o Departamento da Assistência Social e o Lar Geriátrico. O telhado apresenta goteiras e infiltrações, o que compromete a estrutura do prédio, causa rachaduras e acumula água. Também é necessária a troca da fiação e do sistema elétrico. Por se tratar de um patrimônio público, o governo municipal quer manter a estrutura em condições de funcionamento e preservação.
Segundo a vereadora Helena Herrmann, hoje, o Lar Geriátrico tem 19 funcionários, 24 idosos internados e uma capacidade para atender até 30 pessoas. Ela ainda lembrou que a maioria dos residentes é de Santa Clara do Sul e que o custo por idoso varia entre R$ 2,8 mil e R$ 5 mil, dependendo do quadro de saúde de cada residente. “Existe todo um acompanhamento especializado: médico, enfermeiro, técnicos de enfermagem e cuidadores de idosos”, salientou.
Helena aproveitou, também, para agradecer a todos que participaram do almoço beneficente realizado pela Liga Santa-clarense de Combate ao Câncer, da qual é presidente. Segundo ela, o evento teve um lucro superior a R$ 8 mil, sendo que o dinheiro será utilizado para ajudar pacientes oncológicos do município.
A câmara também aprovou a matéria que autoriza o Executivo a firmar acordo de desapropriação visando à posse e à propriedade do imóvel de Matrícula nº 28.324, registrado no Cartório de Registro de Lajeado, pertencente a Maria Lovani Franz. A referida área, situada na rua Loni Maria Weber, servirá para a implantação do Centro Municipal de Desenvolvimento Humano de Educação Infantil.
Dessa forma, o município fica autorizado a pagar a diferença da avaliação feita inicialmente pelo Executivo
(R$ 275.907,89) e o que ficou acertado por meio de acordo entre as partes envolvidas (R$ 398 mil), chegando ao valor de R$ 122.092,11. Com isso, será possível a transferência de propriedade da área, viabilizando a obtenção de recursos junto ao governo federal para a construção do educandário.
Por fim, os vereadores aprovaram o projeto autorizando o governo municipal a abrir um crédito especial de até R$ 42.706,00 visando aplicar o recurso oriundo do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), em um projeto proposto pela secretaria da Educação por intermédio do Plano de Ações Articuladas. O dinheiro será usado para a compra de mobiliário escolar aos colégios de Ensino Fundamental. Também ajudará na modernização dos ambientes escolares e na reposição de classes, proporcionando mais conforto aos alunos.

Santa Clara do Sul lança o Programa Escola da Inteligência

Município: Santa Clara do Sul

Iniciativa, que estimula os alunos a lidarem com as emoções, integra o currículo escolar CRÉDITO: RAFAEL SIMONIS/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Iniciativa, que estimula os alunos a lidarem com as emoções, integra o currículo escolar CRÉDITO: RAFAEL SIMONIS/DIVULGAÇÃO/CIDADES

“Precisamos ser educadores além da média se quisermos formar seres humanos inteligentes e felizes, capazes de sobreviver nesta sociedade estressante.” A frase do escritor e psiquiatra Augusto Cury resume o Programa Escola da Inteligência, lançado na noite de 18 de abril, no Clube Centro de Reservistas, durante o 2º Encontro Literário de Santa Clara do Sul. Com o objetivo de auxiliar na construção de uma sociedade mais saudável e feliz, o governo municipal inseriu a educação emocional no currículo escolar a partir deste ano. O propósito é incentivar as crianças a lidarem com as emoções, a respeitarem os outros e a pensarem antes de agir. Os resultados conduzem ao aumento do aprendizado escolar e à melhora das relações entre estudantes, educadores e familiares, proporcionando mais qualidade de vida e bem-estar psíquico para toda a comunidade.
Na data, ocorreu a explanação sobre todas as etapas do projeto e os benefícios que proporcionará aos envolvidos. Também foi ministrada a palestra Sete hábitos dos pais brilhantes, pela escritora Semadar Marques, quando debateu-se a importância dos pais efetivamente se envolverem na educação dos filhos a partir de hábitos essenciais para o desenvolvimento pessoal e profissional das crianças. Idealizada pelo escritor e psiquiatra Augusto Cury, a partir de sua tese de doutorado sobre a Teoria da Inteligência Multifocal, a metodologia tem abordagens diferentes para cada faixa etária, sendo baseada em material didático multidisciplinar, com kit específico de material gráfico para alunos, pais e professores. Livros, áudios e vídeos utilizam personagens infantis para o desenvolvimento de habilidades socioemocionais, estimulando a inteligência, o gerenciamento de pensamentos e a educação das emoções.
Conforme o secretário de Educação, Cultura, Desporto e Juventude, Mauro Heinen, o programa beneficia todos os envolvidos – professores, alunos e familiares – com mais qualidade de vida e bem-estar psíquico. “Se desejamos formar uma geração mais saudável e preparada para as necessidades e adversidades deste mundo, não basta a escola ter sua atenção voltada para a transmissão do conteúdo acadêmico, é preciso ir além”, observa o secretário.
O prefeito Paulo Cezar Kohlrausch destaca que a iniciativa vem ao encontro da missão de governo, que é servir de suporte para o desenvolvimento das pessoas que vivem no município. “Mais do que conteúdo convencional, acreditamos que o diferencial é possibilitar que nossas crianças e adolescentes se tornem cidadãos de bom caráter e com autonomia para trilharem o caminho do sucesso.” A metodologia promove, por meio da educação das emoções e da inteligência, a melhoria dos índices de aprendizagem, a redução da indisciplina, o aprimoramento das relações interpessoais e o aumento da participação da família na formação integral dos alunos.
Além do lançamento do Programa Escola da Inteligência, a segunda edição do Encontro Literário teve várias atrações culturais e musicais. O evento começou com visitação à Livraria Armazém. Logo após, ocorreu a apresentação da banda Identidade Jovem e a abertura oficial com lançamento do concurso de poesias. Ainda na parte da manhã, o destaque ficou por conta da palestra-show de Giovani Mattiello aos estudantes do Ensino Médio e das séries finais.
No período da tarde, a atração principal foi o teatro Papelito, com sessões para as séries iniciais do interior e do Centro. Já à noite, além da visitação à livraria, houve a palestra de lançamento do Projeto Escola da Inteligência, lançamento do concurso de poesia para a comunidade e apresentação da Orquestra Municipal. O evento foi promovido pela administração municipal, com apoio do Serviço Social do Comércio (Sesc) de Venâncio Aires.

Ruas de Santa Clara do Sul são pavimentadas em um investimento de quase R$ 1,9 milhão

Município: Santa Clara do Sul

Administração municipal projeta uma série de asfaltamentos no município em 2018 CRÉDITO: RAFAEL SIMONIS/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Administração municipal projeta uma série de asfaltamentos no município em 2018 CRÉDITO: RAFAEL SIMONIS/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Com o propósito de oferecer mais qualidade de vida à população, o governo municipal programou uma série de pavimentações na área urbana da cidade. Em um primeiro momento, quatro ruas são asfaltadas, em um custo total de quase R$ 1,9 milhão. Desse valor, R$ 1.238.570,95 são investimento municipal, e o restante, contrapartida dos moradores.
Uma das ruas pavimentadas é a José Francisco Allgayer, em um trecho de 591 metros de extensão entre as propriedades de José Antônio Adams e Aloysio Bernardo Ody. Máquinas da prefeitura trabalham na tubulação em parte da avenida Guilherme Lenhart Filho, que faz ligação com a rua José Francisco Allgayer, visando a um escoamento adequado da água. A construtora responsável pela obra de asfaltamento, por sua vez, trabalha na preparação do solo e na drenagem pluvial para posterior pavimentação.
Também estão em andamento os serviços de canalização e preparação do solo na rua 15 de Novembro, que será pavimentada em uma extensão de 190 metros. Da mesma forma, as ruas São Francisco Xavier e Albino Weiler integram o atual cronograma de asfaltamento. De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura, Edson Mallmann, as obras vêm ao encontro da missão de governo, que é servir de suporte para o desenvolvimento das pessoas. “Nosso enfoque é garantir bem-estar à comunidade”, destaca.
Elene Mallmann, de 55 anos, ressalta os benefícios que a pavimentação trará aos moradores. Filha de Erna Lúcia Mallmann, 82, que reside na rua José Francisco Allgayer há cerca de 15 anos, Elene observa que a obra valorizará o local e terminará com os problemas relacionados à poeira e ao barro. “É um sonho antigo que está sendo realizado”, enfatiza dona Erna.
O governo municipal também projeta a pavimentação das avenidas Emancipação, no trajeto de 147,92 metros entre a avenida Paulo Décio Goergen e a rua Guilherme Klein; e Paulo Décio Goergen, no trecho de 172,15 metros entre a rua Loni Maria Weber e a avenida Emancipação. O investimento total será de R$ 526.258,82. Também será concluída a canalização na avenida Paulo Décio Goergen, visando ao futuro asfaltamento próximo à área onde será construída a escola municipal de Educação Infantil.
Segundo o prefeito Paulo Cezar Kohlrausch, melhorar a infraestrutura urbana e rural por meio da pavimentação de ruas é um dos objetivos do governo municipal. Para tanto, salienta a importância do Programa Santa Clara Tem Valor, que visa dar uma sustentabilidade econômica ao município para viabilizar obras e serviços que possibilitem a manutenção da qualidade de vida da população.

Voluntários renovam brinquedos da Praça Getúlio Vargas em Santa Clara do Sul

Município: Santa Clara do Sul

Ação aconteceu durante edição do Dia da Cooperação CRÉDITO: SICREDI VALE DO RIO PARDO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Ação aconteceu durante edição do Dia da Cooperação CRÉDITO: SICREDI VALE DO RIO PARDO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Como uma das ações participantes de mais uma edição do Dia de Cooperar, o Dia C, a Cooperativa de Crédito Sicredi Vale do Rio Pardo e a Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo (Unimed VTRP) realizaram, no último dia 2 de julho, durante a tarde, a revitalização do parquinho da Praça Getúlio Vargas. Os 45 voluntários das duas cooperativas que participaram da atividade pintaram os brinquedos e muretas, bem como executaram um projeto de jardinagem para o local, com o intuito de, através da intercooperação – sexto princípio do cooperativismo – entre as instituições, tornar o espaço de convívio público mais bonito e florido.
Entre os voluntários da ação, estavam o presidente da Sicredi VRP, Heitor Álvaro Petry, e o diretor de Desenvolvimento da Unimed VTRP, Claus Dieter Dummer. “Com a parceria da Unimed, conseguimos deixar o local mais bonito e agradável para as crianças e, ainda, unir voluntariado e cooperativismo em prol da comunidade”, destacou Petry. Outro participante da iniciativa foi o gerente de Relacionamento da cooperativa financeira, Marco Antonio da Rocha, que falou da intercooperação e dos apoiadores que se mobilizaram em prol de um objetivo comum. “Uma ação voluntária sempre demonstra nosso grau de envolvimento e compromisso com o coletivo, com o bem comum”, ressaltou Rocha.
A revitalização contou com o apoio da AM Tintas, Milton Tintas, Bela Casa Materiais de Construção, MGF Comercial de Tintas Ltda, EPP e S S W Tintas Ltda, Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Santa Cruz do Sul, Paisamundy, Agro Comercial Kist e Heemann Ltda, Viveiro Schvaickardt e Francisco Frantz Agência Fotográfica. Além disso, a prefeitura providenciou a limpeza e o preparo do local para a ação. “Foi um dia lindo, de ajuda mútua e participação voluntária. Com a união das forças, conseguimos tornar a praça um ambiente mais bonito, agradável, com um jardim cheio de flores”, comemorou a voluntária e colaboradora da Sicredi VRP, Fabiana Bartholomay.
Além da revitalização, a Sicredi VRP ainda contribui com o Dia de Cooperar através de mais seis ações na abrangência da cooperativa. As iniciativas incluem campanha de arrecadação de alimentos, reciclagem solidária, blitz e pedágio do cooperativismo e práticas de educação cooperativa junto aos estudantes participantes do Programa A União Faz a Vida. Além de comemorar o Dia do Cooperativismo, o Dia C contou com atividades voluntárias de bem-estar, lazer, esporte e educativas, que foram realizadas pelas cooperativas em todo do Brasil, com apoio da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). Mais informações podem ser obtidas no site www.diac.brasilcooperativo.coop.br.

 

Programa visa despertar jovens para a sucessão rural em Santa Clara do Sul

Município: Santa Clara do Sul

Iniciativa começou em abril deste ano e foi oficialmente lançada no dia 8 de junho CRÉDITO: RAFAEL SIMONIS/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Iniciativa começou em abril deste ano e foi oficialmente lançada no dia 8 de junho CRÉDITO: RAFAEL SIMONIS/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Oferecer subsídios aos jovens para que eles despertem o interesse em permanecer no campo. É com este propósito que a Emater e a administração municipal, por meio da secretaria de Educação, Cultura e Desporto, desenvolvem um programa de sucessão rural desde abril deste ano na rede municipal de ensino. Conforme levantamento da Emater, hoje são 616 propriedades familiares existentes no município, sendo que em menos de 50 existe a garantia de sucessão.
Em um primeiro momento, a iniciativa é implantada na Escola Frei Henrique de Coimbra. Nos demais colégios municipais, serão feitos trabalhos agroecológicos, motivacionais e de cuidado das próprias hortas mantidas pelos estudantes no ambiente escolar, sobretudo voltados à orientação. Para abrir oficialmente o programa, no dia 8 de junho, os alunos da Escola Frei Henrique de Coimbra que participam do projeto fizeram uma visita técnica à propriedade do olericultor Marcos Purper, em São Bento, Lajeado. O objetivo foi conhecer uma horta de cunho comercial e verificar as técnicas envolvidas no processo de manejo dos produtos, assim como os sistemas de produção (a campo ou em estufa) e os tipos de hortigranjeiros.
A visita fez parte dessa primeira etapa do programa, cujo tema é a olericultura. Serão em torno de 16 horas de aula, tanto práticas como teóricas, para esmiuçar esse tipo de produção voltada aos hortigranjeiros. A tendência é a realização de encontros quinzenais, os quais são coordenados pela equipe da Emater. Fruticultura, piscicultura, apicultura, dieta das vacas leiteiras, higiene e qualidade do leite são áreas que também serão trabalhadas durante a capacitação.
Carlos Henrique da Silva Müller, de 12 anos, é um dos 18 estudantes que integram o projeto. Cursando o 7º ano, ele pretende suceder o pai Milton na agricultura. “Ajudo em casa a tratar os animais e a pegar pasto”, conta Carlos. O morador de Sampainho também elogia a iniciativa da Emater e da administração municipal. Segundo ele, é importante mesclar aulas teóricas e práticas, como a realizada em São Bento.
Durante a visita, os alunos foram orientados pelo técnico em agropecuária da Emater, Luiz Bernardi, e pelo filho do proprietário dos hortigranjeiros, Mailor Purper, de 16 anos. No local, são produzidas dezenas de variedades, como morango, tomate, alface, cenoura, brócolis, couve-flor, aipim e batata-doce. A família desenvolveu um site no qual realiza vendas de produtos, mostrando que o uso da tecnologia e a renovação constante são fundamentais para o sucesso do negócio, inclusive na zona rural.
Projeto é composto por três etapas
Bernardi informa que o programa é dividido em três etapas. A primeira visa levar conhecimento técnico aos estudantes. A segunda frente de atuação é coordenada pela Inspetoria Veterinária de Lajeado, com o enfoque voltado à saúde animal. E a terceira etapa enfoca o desenvolvimento de atividades pelos alunos a partir das informações repassadas nas capacitações, cuja realização fica a cargo da escola, onde o trabalho é desenvolvido pelo professor Julio Franz.
De acordo com o técnico em agropecuária, os jovens devem estar atentos à importância de se apoderarem do conhecimento no setor rural para, dessa forma, sentirem-se mais seguros e criarem alternativas viáveis para manter-se na agricultura. “Assim, conseguirão desenvolver culturas e sistemas de produção com mais profissionalismo que permitam o aumento da produtividade e a lucratividade necessária para a permanência no campo”, destaca. Além de Bernardi e Franz, a visita à propriedade dos Purper foi acompanhada pela extensionista social Sandra Gerhardt.
Para o secretário municipal de Educação, Cultura e Desporto Leonardo Braun, a parceria com a Emater e a Inspetoria Veterinária possibilita que os alunos aprendam pedagogicamente e levem conhecimento às propriedades onde residem com os pais. “Sempre é importante aproveitarmos a capacidade técnica dessas entidades para oportunizar algo novo e de qualidade aos nossos estudantes. Lembrando que essa é uma parceria sem custos ao município”, comenta Braun.
O prefeito Inácio Herrmann ressalta que uma das preocupações do governo municipal é oferecer ferramentas às crianças e adolescentes para que consigam ter qualidade de vida no setor rural. Conforme ele, a agricultura tem um papel fundamental na economia do município, sendo indispensável tanto para quem produz como para quem consome a produção. Herrmann também destaca o trabalho do Executivo de estruturar as comunidades do interior, como é o caso de Nova Santa Cruz, que tem uma escola equipada, telefone, internet, quadra esportiva coberta e, futuramente, receberá asfalto.