Tarde de campo em Rondinha aborda a qualidade da bovinocultura de leite

Município: Rondinha

Emater colocou em pauta tecnologias desenvolvidas na região e que otimizam a produção de pastagem para o gado leiteiro CRÉDITO: EMATER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Com uma produção de mais de três milhões de litros de leite por mês, o município é destaque na atividade. Para manter a qualidade e aumentar a produtividade dos agricultores, a Emater e a secretaria municipal da Agricultura recentemente promoveram a tarde de campo sobre bovinocultura de leite na propriedade do agricultor Aldo Colet. O evento reuniu mais de 150 pessoas, entre agricultores de Ronda Alta e Constantina, que participaram de quatro estações sobre pastagens para o gado de leite, a produção e a qualidade de vida no meio rural.

A população do município está, em sua maioria, no meio rural, somando mais de 800 famílias agricultoras. Para o prefeito, Ezequiel Pasquetti, é fundamental para os agricultores busquem conhecimento nesses eventos, observar o que é destaque nas outras propriedades, descobrir o que é novo e aprimorar aquilo já é feito. A família do produtor possui 60 hectares, onde produz leite, soja, milho e trigo, por meio da mão-de-obra familiar. A produção de grãos para o consumo na propriedade colabora com a redução dos custos no trato com os animais, aumentando a renda da família. “A produção de leite é uma atividade consolidada na propriedade. É importante investir nas tecnologias, com o manejo correto, aumentamos a produção e a qualidade do leite. Com a dedicação ao trabalho e a alta produtividade a família adquiriu novas áreas de terra”, afirma o filho do Aldo, Evandro Colet.

O pesquisador da Embrapa Trigo, Jorge Cerbaro, apresentou 20 tecnologias que são desenvolvidas na região do Território da Cidadania, utilizadas para o aperfeiçoamento da produção de pastagem para o gado leiteiro. “Além de desenvolvermos essas tecnologias é importante que elas cheguem até o produtor, gerando a sustentabilidade da agricultura familiar”, comentou. A intenção da pesquisa é fazer com o que o agricultor produza muito em um pequeno espaço, fazendo de maneira correta, para ter alta rentabilidade e baixo risco, produzindo pasto o ano todo. A Embrapa realizou oito encontros como este em toda a região, destacando os cereais de inverno.

O desenvolvimento rural sustentável e a permanência do jovem no campo foram temas tratados pelo engenheiro agrônomo da Emater, Ronaldo Carbonari, e pela extensionista de Bem-estar Social, Ivânia Romiu Mauat, além do potencial econômico e a qualidade de vida no espaço rural. “A propriedade é local de trabalho e de moradia do agricultor, o rural além de ser uma atividade econômica é, também, um modo de vida, por isso a organização da propriedade deve fazer parte da sua administração”, afirmou Ivânia. O planejamento da propriedade, melhores condições para os animais e o investimento em tecnologias, diminui a dificuldade do trabalho, proporcionando mais qualidade de vida no campo.

Emater visita propriedades rurais e desenvolve atividades

Município: Rondinha

Durante o mês de novembro, a Emater de Rondinha visitou algumas propriedades de famílias em vulnerabilidade social e que fazem parte do Projeto Monitorado de Assistência Social, inscrito Conselho Municipal de Assistência Social.  Uma das atividades foi desenvolvida na propriedade da família de Dorvalino Ferreira Bueno, que participou da produção de sabão e sabonete de plantas medicinais.

Dorvalino relembra as visitas que recebeu da Emater enquanto estava no assentamento. “Sempre tive apoio e orientações para adquirir terras e continuar na propriedade, onde sou muito feliz ao lado da minha família”, conta. Junto com a esposa, Marilene, o produtor cuida dos 12 hectares onde cultiva soja, milho, feijão, hortaliças, mandioca, amendoim, batata-doce, além da criação de animais como frangos caipiras, suínos e vacas de leite. “Ajudo meu marido na lavoura e ainda cuido da casa”, completa Marilene. O intuito dos cursos é trazer benefícios à saúde e diminuir a compra e a dependência de produtos industrializados.

De acordo com a extensionista de Bem-Estar Social da Emater de Rondinha, Ivania Mauat, estão inscritas 15 famílias no projeto, que trabalha com o foco na Promoção da Qualidade de Vida. De acordo com a assistente técnica regional da Emater de Passo Fundo, Luciana Gobbi, na região, que envolve 71 municípios, estão em andamento 72 projetos que trabalham com os eixos – promoção da qualidade de vida, enfrentamento da pobreza rural, promoção da igualdade de gênero, igualdade racial e étnica e inclusão produtiva, todos inscritos juntos aos Conselhos Municipais de Assistência Social.