Municípios da Região da Campanha ganharam tour especial no Dia do Vinho

Município: Região da Campanha

Região que elabora 25% de todo vinho fino do Brasil ganhou programação especial para o Dia do Vinho, que se encerrou neste domingo, dia 7 de junho CRÉDITO: SILVIA TONON/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Responsável pela elaboração de 25% de todo vinho fino e pela colheita de 35% de toda uva vinífera do Brasil, a Campanha gaúcha ganhou um tour especial durante o Dia do Vinho 2015, de 4 a 7 de junho. Para se ter uma ideia da representatividade da região, que cada vez aposta mais forte no enoturismo, já são 17 vinícolas e uma produtora de uva ligadas à Associação Vinhos da Campanha. “Deste total, 13 vinícolas estão completamente instaladas na Campanha – vinhedos, elaboração, escritório, varejo e até restaurante e pousada. Apenas quatro das empresas associadas mantêm as bases administrativas fora daqui, na Serra gaúcha”, revela o presidente da entidade, Giovâni Silveira Peres, também sócio-gerente da vinícola Batalha.
Boa parte da região pode ser visitada – e ter os respectivos vinhos e espumantes devidamente apreciados em harmonizações com queijos e assados de carne intercaladas por pausas para sorver um mate – em um Passeio à Campanha Gaúcha Especial. “Atualmente, temos cerca de dois mil hectares de vinhedos cultivados pelos territórios de Bagé, Candiota, Dom Pedrito, Itaqui, Maçambará, Quaraí, Rosário do Sul, Santana do Livramento e Uruguaiana. Além daquelas castas mais conhecidas em outras partes do Brasil, trabalhamos muito com Tannat, Malbec, Syrah, Gewurztraminer e algumas portuguesas”, descreve Peres.
O passeio foi bem específico. A base é a Pousada do Sobrado, em Bagé, um casarão histórico de tempos de guerra. É um passeio com muitos animais, rusticidade, vida no campo, fazenda, estrada. Logo no primeiro dia, ao passar por Candiota, o roteiro garantiu o contato com a região onde ocorreram os históricos combates do Seival durante a Revolução Farroupilha (1835-1845). Ainda passou pela vinícola Batalha, a propriedade Seival, do Miolo Wine Group e em seguida a Bellavista Estate, propriedade do narrador Galvão Bueno, com seus vinhedos e vistas lindíssimas.
O passeio também proporcionou uma visita à Santa Fé, uma cidade que só existe na ficção. Fundada na mente do escritor Erico Verissimo e levada às telas de cinema e tevê na produção de O Tempo e o Vento, dirigida por Jayme Monjardim, Santa Fé, na vida real, fica em Bagé, onde existe a Vinícola Peruzzo. O passeio seguiu pela Guatambu Estância do Vinho, e a região vitivinícola que começa a despontar no município de Pinheiro Machado, arrematando com uma visita a um lagar de azeite de oliva com degustação. Informações: (0xx51) 9331-6098 e 3072-1777 ou no e-mail vinhoearte@gmail.com.