Festa do Café, Cuca e Linguiça se encerra com sucesso em Picada Café

Município: Picada Café

Gastronomia, danças alemãs e caminhada fizeram parte da programação CRÉDITO: MARCO DIEDER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Gastronomia, danças alemãs e caminhada fizeram parte da programação CRÉDITO: MARCO DIEDER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

O último fim de semana, marcado pelo sol, fez com que o Parque Histórico Municipal Jorge Kuhn lotasse mais uma vez. A 7ª Festa do Café, Cuca e Linguiça levou milhares de pessoas ao município. A originalidade da festa, com exaltação da tradição da cultura alemã na música, na dança e na gastronomia, atraiu um grande público. A integração das pessoas com as apresentações do palco principal foi um dos pontos altos do evento. Por diversas vezes, aprendizes de dança alemã foram convidados a se juntar aos dançarinos e se divertirem.
Ênio da Silveira, de 66 anos, foi ao evento com sua esposa, Tereza da Silva, 56. Além de aproveitarem a área gastronômica, os dois fizeram questão de estar na dança de integração do grupo de danças alemãs na tarde de domingo. “A festa é do público que vem prestigiar. A gente se sente parte da festa quando participa dessas brincadeiras”, comentou Silveira. Depois da dança, o casal seguiu o Bierwagen pelo parque, em um momento de alegria e descontração. O final de semana era dos pais, e muitos deles comemoraram a passagem do seu dia na cidade. Rodrigo Metinger, de 30 anos, saiu de Campo Bom com sua esposa Andreia Lino, 30, e o pequeno Matheus, para participar do evento na cidade. “É a primeira vez que viemos ao parque e gostamos muito do espaço, que permite toda a família ter momentos de lazer”, destacou.
A 7ª Festa do Café, Cuca e Linguiça está se consolidando. “O evento mostra aquilo que Picada Café é em essência. Por isso, quem nos visita acaba levando consigo um pedaço de nossa cidade”, comemora a prefeita Cláudia Schenkel. Além de ser ampliada para dois fins de semana, a festa contou também com a participação decisiva da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Picada Café (Acisp). “Essa parceria com o poder público faz com que todos saiam ganhando”, elogia a presidente da Acisp, Danúbia Malakoski, que também é uma das expositoras da festa.
O segundo final de semana da festa teve atrações como a oficina gastronômica ministrada pela extensionista Elisete Benke, da Emater. Os participantes puderam aprender como fazer bolinho de chuva, waffle e rosca de polvilho. O Volkstanzgruppe Verbunden Durch Den Tanz de Presidente Lucena e o Volkstanzgruppe Johannetertal levaram ao palco principal muita dança folclórica. A Banda Exemplo e a Orquestra de Sopros deram o toque musical.
No domingo, coube ao grupo de danças da Escola Municipal de Ensino Fundamental 25 de Julho e ao Grupo Folclórico Teewald de Santa Maria do Herval fazerem uma demonstração da perpetuação da tradição germânica. O Caminhos e Trilhas foi a atividade externa da festa. Belas paisagens estiveram aos olhos dos participantes nos dez quilômetros de caminhada. A Banda San Diego fez todo mundo dançar. E, para encerrar, a festa o Bierwagen circulou pelo parque distribuindo chope. A 7ª Festa do Café, Cuca e Linguiça foi uma realização da prefeitura municipal e Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Picada Café. O evento contou com apoio de Água Mineral Valle Vita, Associação dos Municípios da Rota Romântica e Emater.

 

Biblioteca pública de Picada Café leva acervo para além das suas prateleiras

Município: Picada Café

Livros também estão disponíveis em 10 espaços de leitura instalados em empresas CRÉDITO: MARCO DIEDER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Livros também estão disponíveis em 10 espaços de leitura instalados em empresas CRÉDITO: MARCO DIEDER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A biblioteca pública municipal José Lutzenberger tem, desde a última sexta-feira, dia 13 de maio, 10 braços literários espalhados pelo município. Para apresentar esse projeto da biblioteca itinerante à comunidade, a administração municipal, através da secretaria de Educação, Cultura e Desporto, realizou uma solenidade junto à própria biblioteca pública, quando estiveram presentes os representantes das empresas que estão recebendo esses espaços de leitura.
Para o bibliotecário e idealizador do projeto, Glauber West, a proposta é simples e objetiva: tornar mais acessível o acesso à leitura para o público. “Acredito que, cada vez mais, nosso acervo será descentralizado. Temos que amenizar a distância das obras e seus leitores”, salienta. Os espaços de leitura foram pensados de acordo com as características de cada empresa e seus potenciais leitores. Em alguns locais, a leitura se dará no próprio ambiente que ficará a estande. Em outros, será possível retirar o livro e devolvê-lo posteriormente. Assim, os leitores da cidade, bem como os visitantes, poderão usufruir de conhecimento e diversão com mais facilidade através das bibliotecas itinerantes. Cada espaço conta com cerca de 50 volumes.
A biblioteca tem procurado se reinventar para que o gosto pela leitura se perpetue também nas novas gerações que estão por vir. Recentemente, o espaço infantil recebeu nova decoração, para que seja mais atrativo para as crianças. “Temos outras ideias e projetos que vamos colocar em prática sequencialmente para que nossa biblioteca seja, de fato, além de um centro de conhecimento através do livro, um laboratório de criação com o estímulo a habilidade e criatividade”, reitera West.
Espaço recebeu investimentos contínuos
O acesso à leitura recebeu investimentos e apoio expressivo da administração municipal. Isso se deu através de um espaço adequado para a realização das atividades da biblioteca pública municipal José Lutzenberger. Com a transferência das instalações do parque Jorge Kuhn para a região central da cidade, o acesso às obras literárias foi facilitada. Em um segundo momento, foi contratado um bibliotecário, profissionalizando a organização da biblioteca. Em 2014, uma série de reformas e de obras de acessibilidade fizeram com que a biblioteca fosse de fato um espaço lúdico e de aprendizado. A contratação do bibliotecário Glauber West fez com que novas atividades fossem oferecidas. Uma delas é a oficina de fanzines, projeto que estimula a criação de histórias por jovens escritores. Para os que ainda não estão inseridos no mundo digital, são oferecidas oficinas de informática gratuitas. Atualmente, a biblioteca conta com praticamente 10.000 obras catalogadas e mais de mil leitores cadastrados.
Esses investimentos, que provêm de uma ação política que acredita que a educação faz a diferença, foram premiados em 2015 com o Diploma de Reconhecimento do 14º Prêmio Gestor Público. Esse prêmio distingue o engajamento da ação pública na biblioteca. O projeto vencedor foi Biblioteca Pública: um Laboratório de Criação. O Prêmio Gestor Público é promovido pelo Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Tributária do Rio Grande do Sul e pela Associação dos Fiscais de Tributos Estaduais.

 

Picada Café comemora seus 24 anos com entusiasmo e alegria

Município: Picada Café

Atividades celebraram o aniversário da cidade entre os dias 18 e 20 de março CRÉDITO: MARCO DIEDER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Atividades celebraram o aniversário da cidade entre os dias 18 e 20 de março CRÉDITO: MARCO DIEDER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Picada Café comemorou 24 anos no dia 20 de março, em uma celebração com a vitalidade de uma jovem em pleno desenvolvimento. A Kaffeeschneis’Fest existe desde o primeiro ano do município. E a cada ano novidades vem sendo incorporadas. Esse ano, especialmente, a principal foi a troca da data. Ela sempre ocorria em meados de maio, próxima ao feriado do Dia do Trabalho. Atendendo a uma reivindicação da população a festa foi antecipada para março, justamente para coincidir com o aniversário do município.
As festividades começaram na noite do dia 18, com a escolha das novas soberanas de Picada Café. Os jurados tiveram a missão de escolher três entre oito candidatas. Ao final, Isadora Dal Medico Gomes da Silva foi eleita rainha e Amanda Letícia Bauer e Nadine Kronbauer Hoffmann, princesas. A banda Barbarella fechou a noite com show de clássicos.
O dia 19, começou com a orquestra de sopros do município. Ainda pela manhã, aconteceu a abertura oficial. Diversas autoridades da região e do Estado estiveram presentes. Na ocasião, a prefeita Cláudia Schenkel disse que “Nós temos esse grau de desenvolvimento porque temos pessoas que fazem a diferença e acreditam numa Picada Café cada vez melhor para viver. Estamos todos de parabéns”. O segundo dia do eventoteve ainda apresentações de grupos de danças e as bandas Monte Azul, Flor da Serra e Porto.
No último dia de KaffeeschneisFest, as atividades começaram cedo. Às 8h, cerca de 150 pessoas participaram do trajeto do 36º Caminhos e Trilhas. Logo em seguida, houve celebração ecumênica com o pastor Nelson Altenvogt e o padre André Dapper, com a participação de corais e entidades do município. Na sequência, a música tomou conta do parque, com as bandas Exemplo, San Diego, Rainha Musical, Passarela e Pérola Negra.
A 24ª Kaffeeschneis’Fest foi uma realização da associação cultural e da prefeitura municipal, e contou com apoio de Benoit, Associação dos Municípios da Rota Romântica e Valle Vita. O patrocínio foi de Sugar Shoes, Sulgás, Banrisul, Piá e Sicredi, e financiamento do Pró-cultura RS da Lei de Incentivo à Cultura e da secretaria de Estado da Cultura do Governo do Rio Grande do Sul.

 

Evento de verão movimenta Parque Histórico Jorge Kuhn em Picada Café

Município: Picada Café

Programação se inicia dia 23 de janeiro e segue até 28 de fevereiro. CRÉDITO: MARCO DIEDER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Programação se inicia dia 23 de janeiro e segue até 28 de fevereiro.
CRÉDITO: MARCO DIEDER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

O verão nos estimula a conviver ao ar livre. As altas temperaturas e os longos períodos de sol fazem com que praticar atividades externas seja mais prazeroso e divertido. É justamente nesse período que Picada Café apresenta mais uma edição do seu evento de verão. Durante seis fins de semana, diversas atrações serão oferecidas. Sessões gourmet, teatro, circuito de aventura, desafio de voo livre, caminhadas, rapel, dança e dicas para cuidar dos pets são algumas das atividades. Neste ano, soma-se à programação o Morro do Vento, novo espaço turístico de Picada Café. Para os apreciadores do voo livre, está ocorrendo o Primeiro Desafio Morro do Vento de Voo Livre. O local também será cenário para o encerramento da caminhada noturna do dia 30 de janeiro e o show da banda Leebe.

O 4º Picada Café Lazer e Diversão para o seu Verão se inicia dia 23 de janeiro e se estende até o dia 28 de fevereiro. Algumas das atividades necessitam de inscrição prévia. Elas devem ser realizadas em formulário próprio no site www.picadacafe.rs.gov.br. Para as sessões gourmet, não precisa inscrição prévia. As sessões gourmet trarão várias dicas e receitas de como prover uma alimentação mais saudável. O centro da programação é o Parque Histórico Municipal Jorge Kuhn, às margens da BR-116. O 4º Picada Café Lazer e Diversão para o Seu Verão é uma promoção da Prefeitura de Picada Café e conta com apoio de Piá, Emater /Ascar e Valle Vita Água Mineral Natural.

SERVIÇO:

4º Picada Café Lazer e Diversão para seu Verão
23 de janeiro a 28 de fevereiro de 2016
Parque Histórico Municipal Jorge Kuhn – BR-116, Km-193, estacionamento e ingresso grátis
Informações: (0xx54) 3285 2147
E-mail: turismo@picadacafe.rs.gov.br
Site: www.picadacafe.rs.gov.br
Facebook: Picada Café

Festa tradicional encerra com sucesso de público e vendas em Picada Café

Município: Picada Café

Comércio de cucas foi muito satisfatório, e as delícias do município renderam elogios de visitantes de outras cidades CRÉDITO: MARCO DIEDER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Foram dois dias de fantástica adesão de público na festa que congrega gastronomia, cultura, música, dança e alegria. A Festa do Café, Cuca e Linguiça projetou Picada Café no cenário regional e estadual mais uma vez. Milhares de pessoas passaram pelo Parque Histórico Municipal Jorge Kuhn. Pessoas como o casal Dóris Fialcoff, de 48 anos, e João Valentin, de 46 anos, de Porto Alegre. Atraídos pela curiosidade despertada sobre a festa, eles chegaram cedo ao parque nesse domingo. Degustaram os produtos típicos da cidade e renderam elogios. “A melhor cuca que já comemos”, salienta Dóris. Além da cuca, que foi levada em generosas porções a Porto Alegre, os porto-alegrenses aproveitaram para conhecer mais da cidade. “Gostamos muito daqui, desse clima de cidade interiorana, que nos fará voltar mais vezes, quem sabe até definitivamente”, acrescentou Valentin.
Várias atividades foram oferecidas durante o evento. No Caminhos e Trilhas, quase 500 pessoas participaram dos 10,5 quilômetros previstos de percurso. Desbravadores como o senhor Luiz Alberto da Cunha, de 57 anos, de Canoas. “Há um ano incorporei a caminhada a minha vida. Perdi 22 quilos em um ano. Ter a oportunidade de fazer a atividade física em locais diferentes é um grande incentivo”, explica. Luiz Alberto elogiou o suporte que foi oferecido durante a caminhada, dando tranquilidade aos participantes. As oficinas de confecção de cucas tiveram lotação completa nos dois dias, e as apresentações de grupos de danças folclóricas locais e da região empolgaram o público.
Também durante a festa, o parque recebeu quase 100 veículos no primeiro encontro de carros antigos. Veículos como a kombi 1975, de Ademir Wendt, de Nova Petrópolis. O modelo possui seis portas. Foram produzidas apenas 40 unidades no Brasil. “A kombi é o xodó da família”, destaca o filho de Ademir, Andrei.
O secretário estadual de Cultura, Victor Hugo Alves da Silva, representando o governo do Estado, elogiou a valorização da cultura dentro de um evento gastronômico e turístico. “É um orgulho particular estar em uma cidade que tem tanto engajamento pelas suas origens”, salientou. Além de Victor Hugo, prestigiaram a abertura o deputado estadual Élton Weber, representado a Assembleia Legislativa. A prefeita Cláudia Schenkel, em seu pronunciamento, reiterou o objetivo de trabalhar as potencialidades da cidade como fomento para o turismo. “O grande público que registramos nesse fim de semana evidencia que temos muito a oferecer a quem nos visita, mantendo a nossa essência.” A 6ª Festa do Café, Cuca e Linguiça foi uma realização da prefeitura municipal, e conta com apoio de Valle Vita Água Mineral Natural, Associação dos Municípios da Rota Romântica e Emater.