Escola Gonçalina Vilanova implanta turno integral para os alunos das séries iniciais em Paverama

Município: Paverama

Projeto conta com a parceria da comunidade, prefeitura e também com o Programa Mais Educação CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE PAVERAMA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A escola municipal de ensino fundamental Gonçalina Pinto Vilanova deu início ao turno integral. O projeto ocorrerá todos os dias no turno da manhã e abrangerá 43 alunos de 1º a 5º ano do ensino fundamental, que serão divididos em duas turmas. Os educandos farão as refeições no ambiente escolar e serão acompanhados por profissionais que atenderão os alunos. Serão desenvolvidas atividades de alfabetização e letramento, horta escolar e comunitária, dança, teatro, sustentabilidade e desenvolvimento histórico e cultural dos alunos. Segundo a secretária de Educação, Rosicler Flach, ao longo de 2013, a secretaria encaminhou projeto e elaborou um plano consolidado de ações dentro do Programa Mais Educação.

O projeto foi encaminhado ao Ministério de Educação e obteve um parecer favorável em outubro de 2013, recebendo seu primeiro repasse de verba no mês de novembro. “Estamos muito felizes com mais essa conquista para nossas crianças”, conclui a secretária. Este projeto visa a ampliar espaços, oportunidades educativas e o compartilhamento da tarefa de educar entre os profissionais da educação e de outras áreas, incluindo famílias e toda comunidade escolar. A educação integral, associada ao processo de escolarização, implica na aprendizagem conectada à vida, ao interesse e às possibilidades das crianças e adolescentes, isso atrelada a atividades diversificadas e dinâmicas, voltadas para o desenvolvimento de habilidades e competências. A meta, além de ampliar o tempo de permanência do aluno no ambiente escolar, é promover atividades de reforço, oficinas de aprendizagem e a integração dos alunos. “Para que este projeto possa ser desenvolvido, contamos com a colaboração de diversos parceiros, como a prefeitura, a secretaria de Educação, os professores e funcionários da escola, a comunidade escolar, a professora Kéli Luz, coordenadora do projeto. Juntamente com a direção da escola, ela organiza com dedicação as atividades”, concluiu a diretora da escola, Daniela Almeida Gaedke.