Feevale completa 48 anos e ganha mais um espaço cultural em Novo Hamburgo

Município: Novo Hamburgo

Lançamento do Piano-arte ocorreu na última quarta-feira, dia 28 de junho CRÉDITO: ANA KNEVITZ/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Lançamento do Piano-arte ocorreu na última quarta-feira, dia 28 de junho CRÉDITO: ANA KNEVITZ/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Os 48 anos da Universidade Feevale e sua mantenedora, a Associação Pró-Ensino Superior em Novo Hamburgo (Aspeur), comemorados na última quarta-feira, dia 28 de junho, foram marcados pelo lançamento de um novo ambiente cultural na instituição. O espaço Piano-arte Feevale, localizado no hall do salão de atos, no Prédio Lilás do Campus II, possibilitará a realização de diferentes apresentações artístico-culturais, como exposições de arte, saraus, lançamentos de livros, leituras e musicais, entre outras atividades.
A iniciativa da diretoria de Assuntos Comunitários e Culturais (Dacc) é fomentar a arte e a cultura, por meio do Programa Cultura no Campus, que já inclui eventos como peças teatrais, Intervalo Cultural e Concertos de Outono, Primavera e Natal. “Pretende-se que este seja mais um espaço onde a comunidade possa usufruir das múltiplas manifestações que perfazem o cenário artístico-cultural contemporâneo, em uma perspectiva interdisciplinar e contemplando a diversidade cultural”, afirma a diretora de Assuntos Comunitários e Culturais, Gladis Luisa Baptista.
Realizada no final da tarde, a cerimônia de lançamento do espaço contou com a participação de conselheiros da Aspeur, gestores da Feevale e representantes do corpo docente e discente da universidade. Em sua fala, a reitora Inajara Vargas Ramos lembrou o aniversário da instituição e falou sobre a importância do novo espaço. “Os talentos que aqui temos precisam reverberar para a comunidade; cultura é um bem que deve ser constantemente explorado e estar ao alcance de todas as pessoas”, destacou, acrescentando que o Piano-arte Feevale vai proporcionar outros contatos com a cultura, a exemplo do que já ocorre nos demais espaços culturais, em ambos os campi.
O vice-presidente da Aspeur, Roberto Cardoso, falou da satisfação em entregar mais um espaço à comunidade. “Esperamos que este local seja bastante utilizado não só pela comunidade acadêmica, mas também pela comunidade em geral. A iniciativa mostra que continuamos inovando e buscando sempre o melhor para a nossa comunidade”, ressaltou. O evento ainda contou com uma apresentação musical do maestro Louis Marcelo Illenser ao piano, acompanhado da saxofonista Ellen Becker Rohr, os quais executaram clássicos de Tom Jobim e Caetano Veloso, entre outros nomes da música popular brasileira.

 

Bela Gil vai participar do Projeto Conexões para o Futuro em Novo Hamburgo

Município: Novo Hamburgo

Chef de cozinha natural falará sobre hábitos conscientes e qualidade de vida no Teatro Feevale CRÉDITO: PEDRO SERRÃO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Chef de cozinha natural falará sobre hábitos conscientes e qualidade de vida no Teatro Feevale CRÉDITO: PEDRO SERRÃO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A forma como você consome alimentos é determinante para uma vida mais feliz e saudável. De que forma você está colaborando para sua qualidade de vida e de sua família? Quais atitudes precisamos tomar hoje para que possamos efetivamente transformar nosso mundo, nossa realidade e nosso futuro? Essas e outras questões serão abordadas no dia 19 de agosto no Teatro Feevale. Em um projeto inédito desenvolvido pela Universidade Feevale e pela Opus Promoções, surge Conexões para o Futuro. A primeira edição, que vai explorar temáticas como futuro da alimentação, hábitos conscientes e qualidade de vida, contará com a palestra Mudando o mundo através da alimentação, que será ministrada pela apresentadora e chef de cozinha natural Bela Gil.
O encontro acontece no mês do Nutricionista e destaca os desafios relativos à qualidade de vida. Bela vai ministrar uma oficina, limitada a 30 participantes, em que serão preparados três pratos especiais. Conexões para o Futuro é uma iniciativa que consiste em encontros, palestras e bate-papo com diversos convidados sobre assuntos relevantes na atualidade. Somente neste ano, mais duas palestras já estão confirmadas.
O projeto quer relacionar comunidade e especialistas, em uma busca por reflexões sobre o mundo e a sociedade. “Partimos do princípio de que planejar o futuro é agir no momento atual. Nesse sentido, propomos atividades dinâmicas e interativas que fomentem discussões sobre o desenvolvimento pessoal e profissional, meio ambiente, cultura, entre outros temas que possibilitem o compartilhamento de diferentes visões e perspectivas, somando conhecimentos e multiplicando possibilidades”, explica Gladis Luisa Baptista, diretora de Assuntos Comunitários e Culturais da Universidade Feevale.
A palestra Mudando o mundo através da alimentação explora a nutrição integrativa e as mudanças que cada um de nós pode realizar em si e no mundo por meio de uma alimentação mais consciente, proporcionando bem-estar e melhoria na qualidade de vida. É preciso ter consciência do que ingerimos, e sobre a gravidade e consequência de maus hábitos. Nutrição Integrativa é a ciência que lida com os fenômenos da alimentação na saúde, em um olhar sistêmico. Aborda educação alimentar, ciência nutricional, individualidade humana, conhecimentos culturais tradicionais e contemporâneos, e os efeitos da alimentação na pessoa, na sociedade e no planeta. Nutrição e culinária, ciência e arte, mudança de si e do mundo são os pontos altos desse encontro. Os ingressos já estão à venda. Mais informações podem ser obtidas no site www.teatrofeevale.com.br.

 

Sensores poderão detectar bactérias no Rio dos Sinos

Município: Campo Bom, Novo Hamburgo

Projeto terá o objetivo de desenvolver sistemas inteligentes de monitoramento da qualidade da água CRÉDITO: ANA KNEVITZ/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Projeto terá o objetivo de desenvolver sistemas inteligentes de monitoramento da qualidade da água CRÉDITO: ANA KNEVITZ/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Nos últimos dias, a Universidade Feevale recebeu pesquisadores da University of Southern Denmark, com vistas a futuros projetos em conjunto na área da qualidade ambiental. A Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão (Proppex) da Universidade Feevale, por meio do Programa de Pós-Graduação em Qualidade Ambiental, promoveu a atividade. Na última segunda-feira, dia 24 de abril, professores das duas instituições participaram de workshop no Feevale Techpark, em Campo Bom, com o objetivo de aproximar as duas universidades. Já na terça-feira, 25, aconteceu uma reunião para que, a partir do que foi debatido no workshop, as duas universidades pudessem alinhar os futuros projetos em conjunto.
Na reunião, foram iniciadas as tratativas para um projeto de pesquisa que focará no desenvolvimento de uma plataforma de monitoramento de água, em tempo real, com a utilização de parâmetros físicos, químicos e biológicos de forma conjugada, também chamado de Real Time Monitoring System. A pesquisa visa juntar experiências nas áreas de qualidade da água, tecnologias e engenharias, considerando que os pesquisadores de limnologia e ecologia estão na Universidade Feevale, enquanto os pesquisadores de engenharia de biossensibilidade estão na University of Southern Denmark.
O projeto será elaborado concomitantemente por ambas as instituições; em junho deste ano, o professor José Galizia Tundisi fará uma visita à University of Southern Denmark, momento no qual ambas universidades discutirão o rascunho do projeto. A partir desse momento, serão feitas webconferências, com a intenção de finalizar o texto do projeto até o final do ano para, então, submetê-lo a agências de fomento externo no Brasil e no exterior. Trata-se de uma inovação tecnológica, com potencial de patente e amplo mercado consumidor.
Sobre as áreas de pesquisa das duas universidades
A University of Southern Denmark produz sensores eletrônicos de detecção de matéria orgânica (bactérias e outros) em meios fluidos, no departamento NanoSYD do Instituto Mads Clausen. A universidade dinamarquesa tem interesse em ampliar essa tecnologia, em parceria com um país em desenvolvimento, para a utilização na área ambiental. Hoje, no país europeu, esse método é utilizado para monitoramento de qualidade na área alimentícia.
Já a Universidade Feevale, por meio do programa de pós-graduação em Qualidade Ambiental, é referência no estabelecimento de plataformas urbanas de avaliação da qualidade da água dos rios e em planos de gestão para melhorar a qualidade e recuperação da água. Um projeto em conjunto entre os dois países visará desenvolver sistemas inteligentes integrados para monitoramento dos rios, por meio de microequipamentos eletrônicos para detecção de bactérias e outros materiais orgânicos nas águas dos nossos rios – sensores que poderão ser colocados, futuramente, à disposição do poder público, explica o professor José Galizia Tundisi. “Esse projeto nos trará uma tecnologia mais avançada de monitoramento da água, fortalecerá a internacionalização da Feevale e acelerará o intercâmbio entre as duas instituições”, afirma.

 

Sapatos produzidos na Fimec são doados para instituições sociais em Novo Hamburgo

Município: Novo Hamburgo

No total, 1,5 mil pares foram doados para a secretaria de Desenvolvimento Social e instituições sociais CRÉDITO: TALENTTARE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

No total, 1,5 mil pares foram doados para a secretaria de Desenvolvimento Social e instituições sociais CRÉDITO: TALENTTARE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A 41ª Feira Internacional de Couros, Produtos Químicos, Componentes, Máquinas e Equipamentos Para Calçados e Curtumes (Fimec) se encerrou em março, mas as ações realizadas no evento ainda estão gerando notícias positivas. Na manhã da última quarta-feira, dia 19 de abril, a Feira Nacional do Calçado (Fenac), junto com o Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos (IBTeC) e a Coelho Assessoria Empresarial, realizou a entrega oficial dos sapatos produzidos na Fábrica Conceito – projeto que ocorre na Fimec – para a prefeitura e entidades sociais da cidade.
No total, 1,5 mil pares produzidos durante a feira foram doados para a secretaria de Desenvolvimento Social de Novo Hamburgo (SDS), a Liga de Combate ao Câncer de Ivoti, o Lar da Menina, o Lar do Menino, a Horta Comunitária Joanna de Ângelis e a Associação Beneficente Evangélica Floresta Imperial (Abefi). “Fechamos um ciclo neste momento, que se iniciou na Fimec, com a Fábrica Conceito, um projeto único no mundo, que além de apresentar a produção de calçados em tempo real, ainda tem um cunho social. E temos grande satisfação em fazer esta entrega hoje”, destacou o diretor-presidente da Fenac, Márcio Jung. Paulo Griebler, do IBTeC, enfatizou a importância da Fábrica Conceito. “Estamos na oitava edição da fábrica e sempre é um desafio. Estamos melhorando a cada ano e este viés social é muito importante.” Luis Coelho, da Coelho Assessoria Empresarial, reforçou o apoio de todos os parceiros para a construção do projeto, que termina com esta ação social. “Um projeto com tal complexidade só é feito porque contamos com a parceria de várias empresas, que são essenciais para que a fábrica funcione.”
A prefeita Fátima Daudt, que recebeu os sapatos junto com a secretária de Desenvolvimento Social Flávia Petry, ressaltou a importância das doações e explicou a forma que a administração está trabalhando através da secretaria de Desenvolvimento Social. “As doações recebidas vão para a SDS, que está fazendo um trabalho de ensinar as pessoas a pescar e não dar o peixe.” Representante do Lar da Menina, Marlene Hartz comemorou a doação e elogiou a iniciativa. “Nós só temos a agradecer aos responsáveis por este projeto. É graças a iniciativas como esta que podemos ampliar nossa ajuda àqueles que precisam.”
A Fábrica Conceito é um projeto realizado há oito edições durante a Fimec. Única no mundo, a iniciativa apresenta ao visitante da feira a produção de calçados em tempo real, com o objetivo de gerar uma experiência exclusiva ao visitante: a de acompanhar a mão de obra e todas as tecnologias e materiais aplicados na produção calçadista. Os responsáveis pelo projeto são Fenac, IBTeC e Coelho Assessoria Empresarial. Nesta edição, a Fábrica Conceito teve o patrocínio das empresas Basf e Rhodia e o apoio nas linhas de produção das marcas Usaflex – assinando os modelos femininos e Pegada, os calçados masculinos.

 

Feira da Loucura por Sapatos recebe mais de 99 mil pessoas em Novo Hamburgo

Município: Novo Hamburgo

Número de visitantes foi o maior de todas as edições realizadas em abril CRÉDITO: ALISSON BRUM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Número de visitantes foi o maior de todas as edições realizadas em abril CRÉDITO: ALISSON BRUM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A Feira da Loucura por Sapatos, que se encerrou no último domingo, dia 16, recebeu, em 11 dias, mais de 99 mil pessoas, número que é 20% superior em relação à feira de abril de 2016. O público conferiu as promoções e os lançamentos de outono-inverno em sapatos, bolsas, roupas e acessórios. “Nossa meta era superar todas as marcas já conquistadas nas edições de abril, e conseguimos isso devido ao trabalho em equipe e a uma gestão que pensou em cada detalhe para receber o visitante da melhor forma”, destacou o diretor-presidente da Feira Nacional do Calçado (Fenac), Márcio Jung.
Pelos corredores da feira, a satisfação do público foi vista pela quantidade de sacolas. Fabiana Brum, 45, comenta que sempre visita o evento em busca de novidades e que, neste ano, encontrou muita variedade. “Sempre venho em busca de produtos com estilos diversificados, que não encontro nas lojas. Aqui, encontrei tudo por valores ótimos”, contou.
Os lojistas também celebraram o incremento de público e de vendas. Leandro Jancenowski, gerente da Miose, que comercializa bolsas e roupas no evento, celebrou o aumento nas vendas de uma edição para outra. “A feira está muito boa e as vendas foram 25% maior do que nossa expectativa”, destaca o comerciante. Guilherme Berwig, da Madalena Calçados, destaca os bons resultados do evento para o seu negócio. “O domingo passado foi o melhor domingo em vendas de todas as feiras que já participei”, completou.
Além de ser um centro de compras, a Feira da Loucura por Sapatos é um evento para toda a família. Assim, a praça de alimentação, o brinquedo inflável e o “maridódromo” permaneceram cheios no feriadão de Páscoa.
Festival de Cervejas Artesanais atrai apreciadores da bebida
Junto com a Feira da Loucura por Sapatos, o 6º Festival de Cervejas Artesanais também chegou ao fim no último domingo e se consolida como um evento confirmado no calendário de quem aprecia a bebida. Foram mais de 80 rótulos nacionais e importados apresentados nesta edição e diversos estilos da bebida. Quem passou pelo evento pode apreciar cervejas artesanais da torneira ou levar em garrafas para casa. O evento contou com happy hour com música ao vivo todos os dias em um ambiente descontraído, junto com dois food trucks de hambúrguer e pizza para harmonizar com as cervejas.
O público, que curtiu cada momento do festival, confirmou a qualidade do evento. Para Kamila Bervian, de 26 anos, o festival melhorou de uma edição para a outra. “É a segunda vez que venho aqui. Venho porque gosto muito de degustar as cervejas da Fat Bull. Este ano, o festival está ainda melhor, pois está mais organizado e com mais opções de cerveja”, destacou.