Prefeitura de Novo Hamburgo apresenta plano de trabalho para traçar mobilidade urbana

Município: Novo Hamburgo

Ações de campo serão realizadas a partir de pesquisas com motoristas e pedestres CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO HAMBURGO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Ações de campo serão realizadas a partir de pesquisas com motoristas e pedestres CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO HAMBURGO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A prefeitura apresentou, na manhã de 26 de julho, o plano de trabalho para traçar a mobilidade urbana de Novo Hamburgo, que terá as ações de campo, a partir da realização de pesquisas com os motoristas e pedestres. Identificados com coletes e crachás do consórcio responsável pelo plano, Idom Planmob, os pesquisadores traçarão um panorama completo de todas as atividades envolvidas. “É muito importante que a população saiba o que está ocorrendo na cidade e o objetivo desse trabalho de campo. Serão abordagens diretas à comunidade e dependemos da colaboração de todos,” explica Rebeca Melo, arquiteta da Idom e mestre em Planejamento Territorial.
Nessa etapa de levantamento de dados, a equipe entrevistará os motoristas junto aos semáforos, nos ônibus, no trem, além detectar o fluxo motorizado que acessa e sai da cidade, realizar um estudo de rotação de estacionamento, fazer a contagem automática por sistema de vídeo, o fluxo de pedestres e ciclistas e também contatar moradores por telefone. Esta última ação será realizada na última semana de agosto e serão realizadas 500 ligações para os hamburguenses.
Para que o projeto atinja os objetivos junto aos 27 bairros onde será realizado, a secretária de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Roberta Gomes de Oliveira, reforça a importância da participação da comunidade, colaborando e respondendo aos pesquisadores, e projeta o resultado final do trabalho. “O plano será construído com a proposta da mobilidade sustentável, ou seja, queremos priorizar o pedestre, o ciclista, o usuário do transporte coletivo e, por fim, o carro”, diz Roberta.
Para a prefeita Fátima Daudt, planejar o futuro da cidade é essencial dentro do processo atual de tomada de decisões. “Precisamos trabalhar agora e estudar todas as possibilidades, antecipando ao máximo as demandas que uma cidade do porte de Novo Hamburgo necessitará nos próximos anos”, observou a prefeita.
Os trabalhos do Plano de Mobilidade devem durar até abril de 2019 e preparar a cidade para os próximos 20 anos. O Plano de Mobilidade faz parte do Plano Cidades e a consultoria foi contratada dentro do Programa de Desenvolvimento Municipal Integrado (PDMI) de Novo Hamburgo, com recursos captados junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
Confira as principais ações
– Seminários para apresentação do plano de comunicação, diagnóstico e propostas de mobilidade
– Audiências públicas com a participação da sociedade civil
– Contagens volumétricas em 17 pontos durante um dia de trabalho (24 horas)
– Fluxo motorizado que entra e sai da cidade: serão 11 pontos de pesquisa. O objetivo é realizar 150 pesquisas em cada ponto
– Rotação de estacionamento: as 1.850 vagas serão identificadas, e 10 zonas serão selecionadas, onde haverá análise de rotação a cada 30 minutos
– Trem: em cada uma das cinco estações serão 100 pesquisas
– Ônibus: questionamentos serão feitos nas 10 linhas de ônibus

Ministro da Educação anuncia apoio a programa de orquestras em Novo Hamburgo

Município: Novo Hamburgo

Rossieli Soares da Silva esteve em audiência com a prefeita Fátima Daudt e secretários municipais CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO HAMBURGO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Rossieli Soares da Silva esteve em audiência com a prefeita Fátima Daudt e secretários municipais CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO HAMBURGO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Dentro de pouco tempo, o município deverá receber um importante reforço para colocar em prática o Projeto Núcleo de Orquestras Jovens, que pretende implantar 52 orquestras de cordas em vários bairros, oferecendo aulas de instrumento, teoria, percepção musical e prática de conjunto coletivo. Em audiência com a prefeita Fátima Daudt e vários secretários municipais na manhã do último dia 18, o ministro da Educação Rossieli Soares da Silva se comprometeu a encaminhar recursos de sua pasta para a implantação do programa, o que poderá acontecer já a partir do próximo ano. “É uma notícia excelente para Novo Hamburgo. Acreditamos que tudo começa pela educação, e este projeto representa uma oportunidade para centenas de jovens da nossa cidade”, destacou a prefeita.
Para o secretário de Cultura Ralfe Cardoso, este é um dos maiores programas de musicalização do País. “Assim como tivemos pioneirismo inserindo computadores na década de 1980, seremos referência na cultura e educação com uma proposta dessa magnitude”, enfatizou o secretário. Na avaliação da secretária de Educação Maristela Guasseli, “o projeto está estreitamente vinculado à formação integral dos sujeitos, que valoriza habilidades criadoras, de expressão sob diferentes linguagens, além das possibilidades de exercitar a sensibilidade e cultivar a musicalidade”.
A proposta apresentada pela secretaria de Cultura à secretaria de Educação selou a parceria que implementará o Projeto Núcleo Municipal de Orquestras. Está prevista a implantação de orquestras de cordas, distribuídas em 52 escolas. Cada orquestra será formada por 25 integrantes, distribuídos nos seguintes instrumentos: violino, viola, violoncelo e contrabaixo. Serão ministradas aulas coletivas para cada grupo instrumental, bem como aulas de teoria, percepção musical e prática de conjunto. Para tanto, serão adquiridos 1.325 instrumentos musicais, bem como estantes de partituras e material didático. Todos os materiais necessários para o aprendizado do instrumento musical serão fornecidos em regime de comodato às famílias dos alunos.
Equipe da USF Palmeira recebe capacitação sobre o acolhimento de pessoas com deficiência
A equipe da Unidades de Saúde da Família (USF) Palmeira, no bairro Santo Afonso, foi a primeira entre as unidades de saúde do município a receber, no último17, a capacitação sobre o acolhimento de pessoas com deficiência, ministrada pela secretaria municipal de Saúde. A atividade faz parte de uma série de qualificações que objetivam aprimorar os cuidados dos profissionais das USFs durante este tipo de atendimento.
No primeiro encontro, a coordenadora de Política de Saúde da Pessoa com Deficiência, Cler Oliveira, explicou sobre os principais cuidados que a equipe da USF precisa ter ao receber as pessoas na unidade. Ela ressaltou ainda a importância de entender as limitações dos pacientes e buscar a melhor forma de auxiliá-los. “Queremos aproximar a relação das equipes das Unidades de Saúde com as pessoas com deficiência, rompendo as barreiras para que todas elas tenham um atendimento humanizado na rede pública”, ressaltou a coordenadora.
A capacitação também contou com a participação da Associação de Pais e Amigos do Down 21 (Afad-21 NH). A presidente da entidade, Ana Paula Noronha, falou sobre a luta contra o preconceito e a discriminação, pela inclusão escolar, social e inserção no mercado de trabalho. “É muito importante que todos busquem esclarecer dúvidas e sugerir alternativas para promoção da qualidade de vida daqueles que convivem com a Síndrome de Down”, esclareceu Ana.
A qualificação foi realizada pelo departamento de Saúde da Pessoa com Deficiência em parceria com o Núcleo Municipal de Educação em Saúde Coletiva (Numesc – NH), que são vinculados à secretaria municipal de Saúde de Novo Hamburgo. As capacitações abordam a importância de acolher a pessoa com deficiência, a legislação, o atendimento prioritário, a alimentação do sistema com informações de qualidade sobre esta população, as especificidades do atendimento/acolhimento das pessoas com deficiência. As qualificações acontecerão em todas as Unidades de Saúde da Família do município.

Prefeitura de Nova Petrópolis investe em melhorias para o Horto Municipal

Município: Novo Hamburgo

Reforma das estufas e organização do local são algumas transformações no setor CRÉDITO: ADRIANA MONTEIRO ARRIAL/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Reforma das estufas e organização do local são algumas transformações no setor CRÉDITO: ADRIANA MONTEIRO ARRIAL/DIVULGAÇÃO/CIDADES

No dia 23 de maio, o secretário de Turismo, Indústria e Comércio, Paulo Roberto Staudt; o adjunto da pasta, Gilnei Mücke; e o diretor do Horto Municipal, Giovan Ivanes Camara, conferiram a troca das plantas da Praça das Flores e falaram sobre as melhorias do horto e os planos para o setor. O local de cultivo das flores do Jardim da Serra Gaúcha foi reorganizado e teve duas estufas reformadas. Outra estufa, com estrutura de metal, será renovada, e, neste mês será instalado o sistema de irrigação no local.
O setor também iniciou o sistema de compostagem dos resíduos orgânicos de podas e flores, e foram contratados mais servidores para o Horto Municipal, somando 16 pessoas, atualmente. “O caminhão que irriga as plantas da avenida e locais públicos também será consertado durante o inverno para aproveitar o período em que é menos utilizado devido ao clima”, enaltece o diretor do Horto Municipal, Giovan Ivanes Camara.
Para garantir Nova Petrópolis florida em todas as estações, é preciso planejamento. “Em maio, iniciamos a colocação das plantas de inverno na Praça das Flores e outros atrativos turísticos, postos de saúde, prédios públicos, escolas, avenidas e ruas, e, em julho, vamos começar a semeadura das flores para a primavera. Além disso, precisamos de estratégia para reposição em casos de frios severos”, explica o diretor do horto.
No inverno, a Praça das Flores será colorida com as variedades: boca-de-leão, flor-de-mel, amor-perfeito, cravinas e repolho ornamental. Além disso, folhagens e artigos de decoração também compõem o cenário do atrativo para o 5º Festival Sabores da Colônia e o 46º Festival Internacional de Folclore. “Nesta época, aproveitamos para coletar mudas, em forma de raiz nua, de espécies de árvores caducas (que perdem as folhas no inverno), que nascem de forma espontânea nas vias e jardins públicos para utilizar na arborização urbana”, destaca Camara.
A equipe do Horto Municipal conta com o apoio da secretaria de Obras e Serviços Públicos, que disponibiliza brita, saibro, pó de brita, maquinário e funcionários para ações, e também com auxílio técnico da secretaria de Agricultura e Meio Ambiente. “Estamos estudando meios de conseguir apoio dos produtores de aviários do município para fornecimento de adubo para o horto”, exemplifica Camara.
Neste ano, a prefeitura já investiu mais de R$ 32 mil em materiais de trabalho, reforma das estufas e da bomba de água, sistema de irrigação, plugs de mudas, entre outros itens para o setor. “O horto precisa de um olhar especial porque requer planejamento e para que nossa cidade esteja sempre florida temos que investir em melhorias e garantir que Nova Petrópolis honre o título de Jardim da Serra Gaúcha”, enfatiza o secretário adjunto de Turismo, Indústria e Comércio, Gilnei Mücke.

Sulserve leva conhecimento qualificado aos visitantes em Novo Hamburgo

Município: Novo Hamburgo

Sucesso de evento inédito garante edição de 2019 com o dobro de espaço para expositores CRÉDITO: ALISSON BRUM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Sucesso de evento inédito garante edição de 2019 com o dobro de espaço para expositores CRÉDITO: ALISSON BRUM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Durante três dias, a primeira edição da Sulserve – Feira de Padaria, Gastronomia e Hotelaria movimentou os pavilhões da Feira Nacional do Calçado (Fenac), encerrando-se na última quinta-feira, dia 24. Empresários, empreendedores, fornecedores de produtos, serviços e equipamentos do segmento se encontraram para conhecer as novidades de mais de 70 marcas expostas. O diretor-presidente da Fenac, Marcio Jung, lembrou que a feira surgiu a partir de uma pesquisa que identificou esta necessidade do mercado. “Fruto de muito trabalho, podemos dizer que a Sulserve está de pé e que vamos ouvir falar dela por muito tempo. Padaria, gastronomia e hotelaria são setores crescentes em nosso Estado, mas, até então, eram carentes de uma feira pra representá-los”, afirmou.
Mesmo sendo uma feira inédita na região, a Sulserve já conquistou o público expositor e visitante. Jung destacou o reconhecimento do evento diante dos profissionais do segmento. “Tivemos um sucesso além do esperado. Diversos expositores satisfeitos, fechando negócios e aumentando seu networking profissional. Inclusive, já abrimos a venda da Sulserve 2019, para a qual temos garantido o dobro de espaço para expositores, com renovações já confirmadas”, comemorou o diretor-presidente. Além disso, ele também destacou a importância da satisfação do público visitante. “Fico muito contente em ver nossos visitantes satisfeitos, pois entendemos que uma feira profissional tem que oferecer conteúdo para transformar a vida das pessoas e os seus negócios”, finalizou.
Entre os expositores, está Roberto do Nascimento, proprietário da empresa paulista de embalagens Senhor Caixa. Para ele, a feira surpreendeu, pois foi um ótimo espaço para fechamento de negócios, além da prospecção de clientes. “Participamos de nove feiras do segmento por ano em todo o Brasil e na Sulserve foi a primeira vez que tiramos pedidos e finalizamos vendas durante a própria feira”, comemorou o empresário, que, normalmente, aposta em feiras para ampliar sua rede de clientes e visibilidade da marca, sem expectativas de vendas concretas durante o evento.
Para a sócia-proprietária da gaúcha Biomica, Daniela Koeche, a Sulserve permite a aproximação de fornecedores com empresas e empresários do segmento. “Acredito que a feira aproxima os públicos, permitindo que os expositores conheçam as necessidades dos empresários da região e que estes, por sua vez, descubram novidades e fornecedores que contribuam aos seus negócios”, afirmou Daniela. “Sem dúvidas, a Sulserve é uma feira que veio para ficar. Percebo que todos os expositores presentes nesta primeira edição são muito sólidos na região, o que traz credibilidade ao evento, além do público presente ser altamente qualificado. Acredito que esse resultado só foi possível por ser uma feira bem direcionada aos profissionais do segmento”, finalizou.

Obras de revitalização do Centro de Novo Hamburgo têm início

Município: Novo Hamburgo

Ordem para o começo dos trabalhos foi assinada na última segunda-feira pela prefeita Fátima Daudt CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO HAMBURGO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Ordem para o começo dos trabalhos foi assinada na última segunda-feira pela prefeita Fátima Daudt CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO HAMBURGO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Na última segunda-feira, dia 14, a prefeita Fátima Daudt assinou a Ordem de Início de Serviços das obras do Programa de Desenvolvimento Municipal Integrado (PDMI), que prevê a revitalização da área central da cidade. Esta fase inicial compreende a avenida Nações Unidas, nos cruzamentos entre as ruas Joaquim Nabuco, Lima e Silva e Cinco de Abril. “Estas mudanças trarão benefícios para toda a comunidade. Nosso objetivo é entregar à população uma cidade eficiente, segura e com visão de futuro”, destacou a prefeita, que acompanhou de perto o início dos trabalhos.
O projeto, que conta com recursos do BID, vai significar um novo momento para a cidade. Segundo o vice-presidente de Comércio da Associação Comercial, Industrial e de Serviços (ACI) de Novo Hamburgo, Natalino Conci, a revitalização é um verdadeiro presente aos hamburguenses. “O povo germânico gosta de construções bonitas e bem feitas e é isso que teremos. A cidade carecia de agendas positivas e a prefeitura está mostrando uma organização exemplar para essas boas notícias”, observou Conci.
Já para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Gilberto Kasper, Novo Hamburgo é uma das poucas cidades do Estado com um investimento de grande porte como este, especialmente nas áreas da indústria e comércio. “Estamos otimistas com o resultado desta obra. Teremos que nos adaptar por algum período em função das mudanças, porém vislumbramos períodos de grande desenvolvimento após o término do programa”, destacou Kasper.
A comerciante Berê Fritsch, que há 20 anos possui sua loja de variedades na avenida Nações Unidas, acompanhou o início das obras. “Já passamos por diversas mudanças. A última vez foi com a vinda do trem e, apesar de termos que nos adaptar por um tempo, hoje estamos bem satisfeitos com a movimentação. Acredito neste projeto e já estou ansiosa para ver esse espaço com nova sinalização, iluminação e redes de drenagem.” Na última sexta-feira, a loja de Berê foi uma das visitadas pela equipe da prefeitura que esteve nos estabelecimentos para informar sobre o início das obras. A ação foi coordenada pela secretária de Desenvolvimento Econômico, Paraskevi Bessa-Rodrigues.
Também está contemplado no projeto a revitalização da Praça do Imigrante, que será dividida em quatro partes: Setor A, no trecho limite com a rua Lima e Silva, com reforma do palco e chafariz; Setor B, com trecho caracterizado pelo calçamento em Pedra Portuguesa; Setor C, com o trecho caracterizado pela reforma dos banheiros públicos e implantação de academia ao ar livre; e Setor D, com a reforma dos espaços de lanchonetes e café, com implantação de praça infantil.
Ainda entre as obras do Centro, o Calçadão Osvaldo Cruz receberá melhorias. A revitalização será dividida em duas partes. O trecho central, que é uma faixa com nove metros de largura compreendendo todo comprimento do calçadão, receberá uma rede subterrânea para alimentação da iluminação e seu pavimento será com piso permeável, diferente do pavimento usado nas laterais. Já o trecho lateral receberá redes de água e esgoto sanitário, além de ser pavimentado com blocos de concreto.