Exercícios físicos auxiliam no tratamento de dependentes químicos

Município: Marcelino Ramos

O Programa de Saúde Mental do Hospital de Clínicas Marcelinense, que está localizado no município de Marcelino Ramos, busca trabalhar todos os aspectos da vida do paciente.  A prática de exercícios físicos, acompanhado pela fisioterapeuta responsável Marciélle Bielski, tem como objetivo a avaliação da condição do paciente e a retomada da atividade física. Para isso, é desenvolvido um plano singular para cada paciente.

A fisioterapeuta relata que todos os pacientes têm uma rotina diária de atividades com a equipe multiprofissional, com cronograma definido para todas as tarefas. Com a fisioterapeuta, os encontros acontecem todas as manhãs, de segunda à sexta-feira, sempre iniciando com alongamento, seguido por outra prática esportiva. “Sempre tem uma atividade para que eles possam ganhar força e equilíbrio, e melhorar condicionamento físico”, observa Marciélle.

Esses exercícios físicos ajudam no tratamento dos dependentes químicos. Conforme a fisioterapeuta, a pessoa usuária, com o tempo, apresenta déficit de equilíbrio, perda de força muscular, dificuldade para atividades laboral, entre outras patologias. Por meio do trabalho desenvolvido pelo profissional de fisioterapia os pacientes melhoram o condicionamento. A fisioterapeuta lembra que vários pacientes chegaram ao HCM sem conseguir caminhar direito ou sozinho e hoje, estão participando das atividades físicas e retomando rotinas primordiais para sua sobrevivência.

“O resgate da atividade física é essencial porque, junto com o tratamento de toda a equipe, traz condição de melhora para o paciente. Percebe-se mudança significativa na qualidade de vida dos mesmos nos primeiros 30 dias de tratamento”, observa. O trabalho da fisioterapia no tratamento de dependentes de álcool e drogas, além de trazer qualidade de vida ao paciente, mostra que, depois que receber alta, ele pode continuar se exercitando e melhorar ainda mais. “O tratamento deve ser seguido após a alta, para que possa ser completo e contínuo. O paciente deveria fazer atividade física durante toda a vida, mas não é a realidade, então aqui dentro é o momento de a gente resgatar um pouco desse espírito de atividade física”, finaliza Marciélle.

Sobre o HCM: O Hospital de Clínicas Marcelinense é uma instituição modelo para baixa e média complexidade na região do Alto Uruguai Gaúcho. A equipe multidisciplinar é composta por médico, médico psiquiatra, enfermeiros, nutricionista, psicólogas, fisioterapeuta e professora de artes, que acompanha os pacientes diariamente. O HCM preocupa-se com cada esfera da natureza humana, desenvolvendo um trabalho interdisciplinar para melhor atender as pessoas e suas enfermidades, sendo as mais frequentes: dependência química (álcool e drogas), depressão, transtornos de ansiedade, esquizofrenia, entre outros. Para mais informações visite o site www.grupokamijo.com.br.