Pórticos de entrada de Gramado passam por revitalização

Município: Gramado

Reformas se iniciaram em julho e devem ser finalizadas nas próximas semanas CRÉDITO: CARLOS BORGES/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Reformas se iniciaram em julho e devem ser finalizadas nas próximas semanas CRÉDITO: CARLOS BORGES/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Os pórticos são a primeira parada daqueles que chegam em Gramado via Três Coroas e Nova Petrópolis, cenário de belas fotos e porta de entrada do município. Para manter a beleza e qualificar a infraestrutura e o atendimento ao turista, os pórticos de Gramado estão passando por uma revitalização. Os serviços de reforma e manutenção promovidos pela prefeitura e pela secretaria municipal de Turismo contemplam limpeza, reparo de paredes, infiltrações, goteiras, esquadrias, revestimentos e tratamento de superfície, além de uma revisão completa de instalações hidrossanitárias e elétricas.
Ainda, telhados e paredes externas estão sendo lavados e revisados e estruturas de ferro e madeira receberão tratamento prévio para pintura. Vidros quebrados, maçanetas e fechaduras estragadas passam por substituição, bem como lâmpadas, canos e conexões em mau estado. Novas placas indicativas serão instaladas nos locais, as arandelas coloniais serão substituídas e, no andar superior, tomadas serão instaladas.
Os jardins e canteiros, que proporcionam vida e cor às construções históricas, também recebem melhorias. As floreiras sob as janelas estão ganhando novas mudas e um cercamento será instalado no jardim. “Seguindo o conceito da hospitalidade, estamos dando manutenção aos nossos pórticos de entrada da cidade”, enfatiza o secretário de Turismo, José Carlos Ramos de Almeida.
No pórtico via Três Coroas, no bairro Várzea Grande, outras mudanças estão incluídas, já que o espaço dispõe de estacionamento e banheiro público. O passeio público em frente ao banheiro será refeito, bem como a pintura da sinalização e da faixa de segurança. Nos banheiros, paredes e piso com infiltrações passam por conserto, e as lâmpadas e sensores estão sendo revisados. Novos materiais, como saboneteira, lixeira e trocador serão colocados. Além disso, as escadas de acesso receberão corrimãos e os banheiros ganharão barras de apoio para deficientes, para mais conforto e segurança. As reformas se iniciaram em julho, mas, devido às chuvas constantes, tiveram seu prazo de conclusão prejudicado. A estimativa é de que os serviços sejam finalizados nas próximas semanas.

Centro de Cultura Arno Michaelsen passa por reformas em Gramado

Município: Gramado

Reformulação do espaço visa ofertar à comunidade um ambiente cultural com mais salas CRÉDITO: MILENA DALLAROSA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Reformulação do espaço visa ofertar à comunidade um ambiente cultural com mais salas CRÉDITO: MILENA DALLAROSA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Há mais de 15 anos sem reformas na parte estrutural, o Centro Municipal de Cultura Arno Michaelsen (CMC) recebe, até o fim de agosto, uma reformulação em seu espaço, para ofertar à comunidade um ambiente cultural com mais salas. O investimento é de aproximadamente
R$ 25 mil. “Estamos qualificando o espaço do CMC, onde estava todo o acervo histórico de Gramado, de maneira mal organizada, levando à deterioração do mesmo. Agora, o material do acervo está sendo higienizado e catalogado pela museóloga Morgana Camargo, que integra a equipe da secretaria. Após a conclusão dos serviços, entregaremos à comunidade um espaço que vai poder casar com uma galeria de artes adequada, um auditório com capacidade para 100 pessoas e também uma sala de projeção, servindo para palestras, apresentações e exposições de arte”, ressalta o secretário da Cultura, Allan John Lino.
Para receber o auditório, no andar principal do prédio, muitas obras e acervos foram realocados, deixando assim um cômodo inteiro livre. Neste espaço, já foi realizada a pintura e nova instalação elétrica; e, nas próximas semanas, todo o piso, que é de pedra, será restaurado. O andar superior, que anteriormente tinha seu chão todo revestido com carpete, foi substituído por laminado em toda a extensão. Segundo o secretário da pasta, o carpete, de mais de 20 anos, nunca havia sido trocado e ocasionava problemas respiratórios nos professores e alunos que utilizam as salas para aulas de música. “Esse fator acabava os levando à desistência. O novo piso melhora a qualidade de vida dos ocupantes e também facilita limpeza”, destaca.
Já na parte externa do prédio, foram colocadas bandeiras para dar uma conotação de prédio público e trazer o pertencimento da identidade municipal, estadual e nacional. E, visando dar mais segurança para a comunidade que usa o parque, a secretaria investiu em câmeras que foram instaladas no entorno do lago Joaquina Rita Bier e na área em que se encontra o Centro. As câmeras têm o objetivo de tornar o espaço mais seguro para a população que o utiliza tanto durante o dia quanto à noite.
Para a realização dessa obra, uma parceria muito importante foi firmada entre as secretarias da Cultura e da Cidadania e Assistência Social. Toda mão de obra está sendo realizada por pessoas condenadas a pequenas penas no município. “Assim, possibilitamos a esses apenados a reinserção social e ainda geramos economia aos cofres públicos”, completa Lino.

Plano sobre o futuro de Gramado está em fase de conclusão

Município: Gramado

Projeto final será apresentado à comunidade nesta quarta-feira CRÉDITO: CLARA CASAGRANDE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Projeto final será apresentado à comunidade nesta quarta-feira CRÉDITO: CLARA CASAGRANDE/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A Agenda Estratégica de Desenvolvimento Sustentável e Plano de Mobilidade Urbana de Gramado, projeto que visa preparar a cidade para os desafios do desenvolvimento nas próximas três décadas e solucionar alguns problemas críticos enfrentados pelos cidadãos no dia a dia, segue para sua fase final. Os resultados dos últimos sete meses de trabalho serão apresentados à comunidade gramadense nesta quarta-feira, dia 8, às 19h, no centro de eventos da Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faurgs).
“O trabalho, iniciado em dezembro de 2017, está sendo concluído, onde todos os subsídios trazidos pela sociedade estão se materializando em decisões estratégicas para o município. Creio que chegaremos a um resultado fantástico, cujos frutos serão colhidos ao longo das próximas décadas”, comenta o secretário de Planejamento, Jeferson Zatti.
O trabalho da Agenda Estratégica se iniciou em dezembro de 2017, durante o Natal Luz, com pesquisas de
origem/destino com a comunidade e os visitantes que se estenderam até março. Ainda no fim de 2017, até o início deste ano, foram realizadas duas oficinas internas entre equipe municipal e projetual, e três participativas com a comunidade. Assim, o Plano de Mobilidade de Gramado tem como referência um volume grande de materiais coletados nesses meses de trabalho de campo, formado por seis estratégias, 40 programas e 130 projetos.
Para a conclusão do projeto e apresentação da modelação final do plano, durante o mês de maio, a secretaria de Planejamento, Urbanismo, Publicidade e Defesa Civil, e a CEPA Consultora realizaram uma série de reuniões setoriais, contando com a participação de autoridades dos poderes Executivo e Legislativo, conselhos, empresários da cidade, operadores e agências de turismo, representantes da zona rural, engenheiros, arquitetos e construtores. Foram três dias de encontros para ajustar os últimos detalhes antes da apresentação final aos gramadenses que ocorrerá em agosto. Ao longo dos meses de junho e julho, as equipes responsáveis por cada uma das estratégias desenvolveram fichas técnicas, onde detalharam a maioria dos projetos.
“Foi uma participação produtiva, consciente e comprometida dos setores da comunidade. Em ambiente harmonioso, tivemos grandes contribuições baseadas na construção a partir das diferenças, que sem dúvidas constituíram um grande aporte para pensar Gramado a partir de um patamar de qualidade internacional, sempre em termos de sustentabilidade”, destaca o representante da equipe projetual da CEPA na região, Daniel Caporale.
Criação de Agência de Desenvolvimento Sustentável
A criação de uma Agência de Desenvolvimento Sustentável, um órgão inovador que gerenciará a prática das seis estratégias como políticas públicas, definidas durante as três oficinas participativas já realizadas, foi um dos tópicos mais discutidos pelos participantes na época, em maio. Essa proposta também será apresentada à comunidade gramadense na quarta-feira.
Turismo e paisagem são os grandes eixos da cidade que se projeta para as próximas três décadas. Além da criação da agência, a Agenda Estratégica prevê a construção de mirantes para a valorização da paisagem natural da cidade e sua internacionalização, ou seja, serão novos elementos modeladores da paisagem que permitirão sua recuperação para o beneficio do interesse público.
Novas estratégias para a mobilidade urbana, uma das preocupações da administração e dos moradores, motivarão ações como a construção de uma nova perimetral que preserva a paisagem do Vale do Quilombo, ícones paisagísticos para estacionamentos públicos e uma nova estrutura de mobilidade alternativa para deixar, gradativamente, o Centro e sua avenida principal para os pedestres. “A sociedade gramadense está diante de uma grande oportunidade para consolidar o processo que foi iniciado no ano passado e continuar projetando seu futuro em benefício de uma cidade sustentável. Por isso, esperamos que a comunidade participe da apresentação pública”, destaca o secretário de Planejamento, Jeferson Zatti.
“Após a apresentação do dia 8, passaremos às etapas de divulgação e capacitação da comunidade, onde as estratégias e projetos serão explicados através de reuniões setoriais, e principalmente, se formarão as capacidades necessárias que permitam a futura implementação da agenda e da agência. Posteriormente, e com o empoderamento final da sociedade, teremos o compromisso de encaminhar estes projetos inovadores à câmara de vereadores para a consolidação em lei”, conclui. A Agenda Estratégica de Desenvolvimento Sustentável e Mobilidade Urbana está sendo elaborada pela prefeitura e pela CEPA Consultora.

Feira do Produtor da Várzea Grande é sucesso de público em Gramado

Município: Gramado

Mais de mil pessoas já visitaram o espaço, localizado no Terminal Turístico Rodoviário CRÉDITO: MARLOVA MARTIN/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Mais de mil pessoas já visitaram o espaço, localizado no Terminal Turístico Rodoviário CRÉDITO: MARLOVA MARTIN/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Ao completar um mês, a Feira do Produtor da Várzea Grande se mostra uma iniciativa de sucesso no incremento da economia dos produtores rurais de Gramado. Todo sábado, 13 agricultores comercializam seus produtos no Terminal Turístico Rodoviário, na ERS-115. Lançada no início de junho, mais de mil pessoas já passaram pela feira, garantindo alimentos frescos e de qualidade para suas casas. A expectativa é aumentar esse público nos próximos meses.
Da Linha Morro Agudo, João Andreis, de 50 anos, possui uma agroindústria de embutidos e leva à feira produtos como salame e linguiça. Andreis comemora os resultados positivos do primeiro mês de feira. “É uma ótima oportunidade para a divulgação do nosso agronegócio. Tenho notado que a comunidade participante apoia a proposta e valoriza a ideia de comprar produtos bons e legalizados”, enfatiza.
O produtor Rafael Wiltgen Marcon, de 28 anos, da Linha Bonita, relata benefícios para agricultores e também para os moradores, que podem conhecer a procedência dos alimentos que levam para casa. “A feira é um local de produtos frescos e oriundos do município. Diferentemente de um estabelecimento, o freguês pode dialogar com o produtor ou o dono de agroindústria. Desde o início da feira, percebo que temos conseguido fidelizar clientes”, comenta Rafael, que comercializa frutas, feijão, amendoim em casca e aipim.
Valorizar as raízes de Gramado, aumentar a visibilidade da produção da agricultura familiar, ofertar alimentos frescos e de qualidade são alguns dos objetivos da Feira do Produtor da Várzea Grande. Todos os produtos comercializados são legalizados. Os artigos das agroindústrias são originários de empreendimentos participantes do Programa Gramado Colônia.
“Com a iniciativa, a administração municipal atende a uma demanda da comunidade e trabalha na consolidação dos pontos de feiras. Além de proporcionar uma nova forma de monetização aos agricultores locais, a Feira do Produtor da Várzea também disponibiliza à comunidade produtos de qualidade. Uma integração perfeita que tende a crescer cada vez mais”, ressalta o secretário da Agricultura, Alexandre Meneguzzo.
Estudada há meses pela prefeitura, a Feira do Produtor da Várzea Grande integra o projeto de revitalização do terminal do bairro, mas teve sua inauguração antecipada devido à paralisação nacional dos caminhoneiros e o desabastecimento de combustível que, na época, afetaram também os agricultores, pelo fato de encontrarem dificuldades para dar destinação aos seus produtos. A feira é realizada todos os sábados, das 7h30min às 10h30min, e se soma aos espaços de feira já existentes na Praça das Etnias e na Cooperativa Planalto.

Professores de Gramado realizam treinamento com Corpo de Bombeiros

Município: Gramado

Capacitação prevê que funcionários possam aplicar a medida correta aos alunos em situações de risco CRÉDITO: CARLOS BORGES/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Capacitação prevê que funcionários possam aplicar a medida correta aos alunos em situações de risco CRÉDITO: CARLOS BORGES/DIVULGAÇÃO/CIDADES

No último dia 3, professores e funcionários da rede municipal receberam um treinamento sobre atendimento hospitalar direcionado ao ambiente escolar, visando à capacitação dos profissionais para situações que possam ocorrer nas escolas. A capacitação prevê que, nestes casos de risco, os funcionários possam aplicar a medida correta aos alunos, o que, em muitos casos, pode salvar uma vida. “Foi uma oportunidade gratificante e produtiva. Levaremos tudo o que aprendemos para o nosso dia a dia, e esperamos a continuidade deste projeto para que todos estejamos preparados para estas situaçõess. A secretaria de Educação e o Corpo de Bombeiros estão de parabéns por esta iniciativa”, relatou a professora da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Serra Encantada, Juliana Caberlon.
Utilizando um boneco de treinamento, os professores aprenderam noções de como lidar com situações de desmaio, engasgo, crises convulsivas, parada cardiorrespiratória e manobras de ressuscitação cardiopulmonar. “Criamos diversas situações de emergência, para que estes colaboradores estejam aptos a prestar o primeiro atendimento até a equipe de emergência chegar”, relatou o soldado Adriano Ferreira da Rosa, instrutor de Atendimento Pré-Hospitalar.
O treinamento teve duração de quatro horas, e, além de abordar os assuntos referentes ao atendimento pré-hospitalar, os funcionários também foram instruídos a respeito de situações de combate a incêndio com uso de extintores. Após o treinamento, os participantes e os bombeiros fizeram uma corrida leve até a frente da secretaria da Educação, onde foram recebidos pela titular da pasta, Gilça Silva. “Esta iniciativa, com certeza, nos ajuda no dia a dia escolar, já que, em alguns momentos, deparamo-nos com situações e nos falta o entendimento do mais correto a se fazer em um primeiro momento. É imprescindível sabermos que existem diferentes maneiras de intervir em adultos, crianças e bebês”, explicou a professora da Emei Algodão Doce, Camila Gallas.
Segundo o 1º Tenente e Comandante do Quadro de Tenente Bombeiro Militar (QTBM), Márcio Baigorra, a iniciativa é de suma importância, aproximando os professores dos órgãos públicos e criando vínculos para que este conhecimento seja difundido. “O professor deve ter o apoio destes órgãos públicos, como o Corpo de Bombeiros. No nosso caso, pudemos passar instruções e auxiliar os professores em como tratar alunos que porventura venham a sofrer algum acidente”, comentou.
A vice-diretora da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Mosés Bezzi, Joice Denise Holdorf, relatou que, diariamente, estão em contato com muitos alunos e que a oportunidade do treinamento mostrou como podem agir em alguns casos. “Tivemos a noção de que fazer em caso de desmaio, engasgamento, ataque epilético e reanimação até a chegada dos bombeiros ou Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), evitando minimizar o máximo possível procedimentos errados. Ter esse tipo de conhecimento pode fazer a diferença, tanto na vida profissional quanto na pessoal, para ajudar o próximo”, relata.
Diretora da Emef Dr. Carlos Nelz – Caic, Luciana Andréa de Giacometti, já tinha feito um curso de primeiros socorros há bastante tempo e avalia a iniciativa. “Este assunto é primordial para quem trabalha com pessoas, especialmente para nós, na escola. O curso foi muito produtivo, esclarecedor e interativo. É importante aprender e também rever esse conhecimento”, declara.