Concurso do Espumante reafirma qualidade da produção nacional em Garibaldi

Município: Garibaldi

De forma inédita, 100% dos espumantes premiados receberam Medalha de Ouro CRÉDITO: JEFERSON SOLDI/DIVULGAÇÃO/CIDADES

De forma inédita, 100% dos espumantes premiados receberam Medalha de Ouro CRÉDITO: JEFERSON SOLDI/DIVULGAÇÃO/CIDADES

O X Concurso do Espumante Brasileiro teve 97 espumantes premiados – 97 Medalhas de Ouro. O alto padrão dos espumantes brasileiros mais uma vez foi revelado na principal degustação às cegas do produto no País. O evento, promovido pela Associação Brasileira de Enologia (ABE), é o maior da história, com 308 amostras de 80 vinícolas. Desta vez, todos os classificados entre os 30% em cada categoria, conforme normas internacionais, alcançaram pontuação correspondente a Medalha de Ouro, ou seja, de 88 a 91 pontos.
“Depois de 10 anos com um crescimento quase exponencial em número de amostras, atingimos um recorde, superamos as 300 amostras, o que demonstra a importância do espumante para o Brasil e nos coloca com responsabilidade para produzirmos sempre com mais qualidade, safra após safra”, destaca o presidente da ABE, Edegar Scortegagna. O enólogo disse que é preciso refletir e, cada vez mais, buscar qualidade. “O espumante brasileiro atingiu um alto nível, onde não podemos nos permitir cometer erros. Devemos manter o alto padrão de qualidade reconhecido mundo afora. E, para isso, precisamos buscar matéria prima correta e modernizar nossas vinícolas, pois hoje podemos afirmar, sem medo, que o espumante brasileiro está entre os melhores do mundo”, enfatiza.
Considerado a principal janela para o mundo dos espumantes brasileiros, o concurso reuniu um júri formado por 53 profissionais entre enólogos,
sommeliers e jornalistas especializados. As degustações aconteceram nos dias 18 e 19 de outubro, na Câmara da Indústria e Comércio de Garibaldi (CIC), integrando a programação da Fenachamp 2017. A divulgação dos resultados e entrega das medalhas ocorreu em coquetel realizado na noite do dia 20 de outubro, no CTG Sentinela da Serra, no Parque da Fenachamp, em Garibaldi.
Participaram espumantes elaborados por vinícolas de sete estados brasileiros, sendo eles Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, em uma demonstração da diversidade da produção nacional. Os espumantes foram degustados às cegas, seguindo normas internacionais, dentro de suas categorias: espumantes de segunda fermentação (charmat e tradicional) e espumantes de primeira fermentação (moscatéis). O concurso seguiu as normas da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) e da União Internacional de Enólogos (Uioe).
O 10º Concurso do Espumante Brasileiro seguiu o formato da edição anterior, prevendo uma distinção especial concedida a espumantes que se sobressaírem em suas categorias. O objetivo é exaltar ainda mais a produção nacional. Neste ano, o prêmio carrega o nome de Cleber Andrade, uma homenagem que a ABE presta ao ex-presidente e um dos enólogos mais marcantes que o Brasil já teve. O Destaque Cleber Andrade foi entregue a seis espumantes, um em cada categoria. Para isso, ao final do concurso, foi realizada uma degustação de preferência entre os produtos que conquistaram Medalha de Ouro e melhores medianas, a fim de destacar a preferência dos jurados.
Confira os destaques
– Espumante Brut elaborado pelo método charmat: Ponto Nero Espumante Brut – Domno do Brasil Indústria e Comércio de Bebidas
– Espumante Brut elaborado pelo método tradicional: Monte Paschoal Dedicato Espumante Champenoise Brut – Basso Vinhos e Espumantes
– Espumante Brut Rosé: Cave Amadeu Espumante Brut Rosé – Vinícola Geisse
– Espumante Nature e Extra-Brut: Don Guerino Cuvée Espumante Extra Brut – Don Guerino Vinhos Finos
– Espumante Moscatel: Monte Paschoal Dedicato Espumante Moscatel Rosé – Basso Vinhos e Espumantes
– Espumante Demi-Sec:Conde de Foucauld Espumante Demi-Sec Branco -Cooperativa Vinícola Aurora

Consumidores avaliam vinhos e espumantes da Peterlongo em Garibaldi

Município: Garibaldi

Degustação às cegas foi conduzida pelo winemaker Pascal Marty e reuniu mais de 50 apreciadores CRÉDITO: EMERSON RIBEIRO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Degustação às cegas foi conduzida pelo winemaker Pascal Marty e reuniu mais de 50 apreciadores CRÉDITO: EMERSON RIBEIRO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Desde que a Vinícola Peterlongo, de Garibaldi, deu início a um amplo processo de reposicionamento da marca – trabalho que se iniciou em 2002, com a nova direção, e que foi intensificado ano passado com a contratação do enólogo francês Pascal Marty -, o grande desafio sempre esteve voltado a revitalizar toda linha de produtos para atender tanto o consumidor brasileiro como o mercado externo. Uma das ações deste ambicioso projeto é o Tasting Peterlongo, que teve sua primeira edição no dia 14 de outubro, reunindo mais de 50 pessoas em uma degustação às cegas que teve o objetivo de saber quais as impressões desses consumidores em relação a seis rótulos que foram submetidos à apreciação do público.
Além de dar voz ao consumidor, a Peterlongo aposta na ação como mais uma experiência diferenciada ao público apreciador de vinhos, seja sommeliers, enólogos, enófilos, membros de confrarias ou leigos no assunto. “Vamos reunir pessoas que têm em comum o gosto pelo vinho, mas que estão dispostas a compartilhar uma vivência que foge o tradicional e que valoriza o trabalho do enólogo. Ou seja, vamos unir a técnica da degustação com a socialização da bebida, porém de um jeito leve e até divertido”, destaca Marty, que contou com a companhia da enóloga responsável pela Peterlongo, Deise Tem-Pass.
Cada um dos seis produtos foi degustado às cegas por todos os participantes ao mesmo tempo. As notas foram registradas por cada degustador em uma ficha de degustação que segue os padrões da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV). Ao final, essas fichas foram recolhidas e as notas computadas. “Queremos saber qual é a opinião do consumidor. O resultado sempre será motivo para novos encontros”, afirma o sócio diretor da vinícola, Luiz Carlos Sella. A ideia é avaliar outros espumantes, sempre contemplando produtos exclusivos, ainda não lançados. A programação se encerrou com a música do Acústico Três Quartos.

Cinema entre os vinhedos terá três exibições em outubro em Garibaldi

Município: Garibaldi

Nova temporada do Wine Movie Peterlongo abriu no último sábado, dia 23 de setembro CRÉDITO: JEFERSON SOLDI/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Nova temporada do Wine Movie Peterlongo abriu no último sábado, dia 23 de setembro CRÉDITO: JEFERSON SOLDI/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A segunda temporada do Wine Movie Peterlongo começou no dia 23 de setembro, com a exibição de duas sessões da produção brasileira O filme da minha vida. A neblina e a fina garoa deram ares ainda mais europeus ao jardim da vinícola centenária e não impediram que o público comparecesse para assistir a produção com cenas gravadas na serra gaúcha, sob a direção de Selton Mello. A experiência de degustar um bom espumante assistindo a um filme a céu aberto entre os vinhedos segue durante o mês de outubro com mais três filmes. Os ingressos podem ser adquiridos no varejo da vinícola ou pelo site www.sympla.com.br.
A programação continua neste sábado, dia 7 de outubro, com a reprise de O filme da minha vida. “Resolvemos repetir o filme, pois, em razão do mau tempo, nem todo mundo conseguiu comparecer no sábado. Além disso, a procura foi muito grande, tanto que abrimos uma sessão extra. Será mais uma chance para quem quer assistir a produção nacional gravada na região”, destaca o sócio diretor da Peterlongo, Luiz Carlos Sella. O segundo filme do mês será O segredo dos seus olhos, programado para 21 de outubro, e, no sábado seguinte, 28, será a vez do ganhador do Oscar Moonlight: Sob a luz do luar.
Em caso de chuva, a atração será transferida para o interior da vinícola. A programação começa às 18h com a exibição do filme sempre ao anoitecer. O público pode aproveitar o espaço para contemplar o pôr do sol, degustar vinhos e espumantes, saborear quitutes e curtir atrações musicais da região, sempre ao vivo no jardim da vinícola. No último sábado, foi a vez de a Banda Taboo embalar a noite.
A Peterlongo resolveu incrementar a programação durante o próximo mês em razão da realização da Fenachamp – Festa Nacional do Espumante, que acontece em Garibaldi, Capital Brasileira do Espumante, de 5 a 29 de outubro. O Wine Movie Peterlongo passou a ser o cinema de Garibaldi, oferecendo uma experiência inusitada ao ar livre entre os vinhedos da centenária vinícola e ao lado do emblemático Castelo Peterlongo.
A atração, lançada em setembro do ano passado, oferece, ao invés do conforto de poltronas e ar condicionado das salas de cinema, um ambiente natural cheio de charme e nostalgia. Ao ar livre, as pessoas vão se acomodando no gramado de um jardim cercado por vinhedos e pelo Castelo Peterlongo, construído no início do século passado, tendo o centro da cidade como pano de fundo. O público, de pouco mais de 100 pessoas, vai ocupando bancos de paletes, almofadas e tapetes do local, ou, se preferirem, cadeiras e mantas trazidas de casa.

Vinhos do Brasil vão ganhar museu em vinícola de Garibaldi

Município: Garibaldi

Novo tour da Peterlongo, que será lançado em outubro, conta com uma coleção de objetos da comunidade e acervo próprio CRÉDITO: MÁRIO PFERSCHER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Novo tour da Peterlongo, que será lançado em outubro, conta com uma coleção de objetos da comunidade e acervo próprio CRÉDITO: MÁRIO PFERSCHER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Contar histórias sobre o vinho não é problema para a Vinícola Peterlongo, memória viva da vitivinicultura brasileira. Centenária, elaborou o primeiro espumante no País em 1913 e, a partir daí, deu início a trajetória da bebida no Brasil. Única a manter de pé seu patrimônio arquitetônico original do início do século passado, ostenta um emblemático castelo nos padrões da região de Champagne (França), um túnel e uma cave subterrânea em pedras basálticas. Junto a tudo isso, a empresa, que passa por uma grande transformação, abrirá suas portas no dia 4 de outubro de forma diferente. Um novo tour chega para incrementar o enoturismo. E o grande destaque do passeio é um memorial com objetos raros da vinícola e da comunidade.
“Escolhemos o mês da Fenachamp, a Festa Nacional do Espumante, para lançar o novo tour enoturístico da Peterlongo. A partir do dia 4 de outubro, nossos visitantes vão mergulhar no mundo do vinho, especialmente do espumante, em um passeio revitalizado, que expõe o acervo da Peterlongo e peças doadas ou cedidas por pessoas da comunidade regional”, destaca Luiz Carlos Sella, sócio-diretor da Vinícola Peterlongo. As obras seguem em ritmo acelerado e com todo cuidado para preservar cada canto da empresa, que reserva curiosas histórias desta trajetória precursora.
A visita terá início em uma sala de 600 metros quadrados. Nela, dividirão espaço pipas de madeira de 10 mil litros e objetos de vinificação utilizados pela vinícola no início de suas atividades, além de garrafas e rótulos antigos que montam uma linha do tempo. Painéis exibirão imagens antigas e informações relevantes na construção da história da Peterlongo e do vinho brasileiro. Um Ford 29, de propriedade do ex-presidente da Fenachamp e da Câmara de Indústria e Comércio (CIC) de Garibaldi, Pedro Carrer, é uma das peças confirmadas para habitar o museu e que já está nas dependências da vinícola.
Ao fim do museu, uma escada conduzirá o visitante ao espaço de tanques de aço inox, seguindo para a sala de guarda onde os vinhos amadurecem em bordalesas de carvalho francês. Avançando, o turista acompanha o processo de guarda em uma cave onde o vinho já engarrafado repousa até chegar à mesa do consumidor. Antes de chegar ao varejo, ainda há a passagem pela primeira cave subterrânea do Brasil, que reserva mistérios e a nostalgia de uma época de pioneirismo na elaboração do espumante. Ao fundo, um túnel histórico, que segue a direção do vento Minuano, criando, naturalmente, um ambiente com umidade, luz e temperatura ideais para a elaboração do produto.
A Peterlongo traz na bagagem feitos como o de ser a primeira vinícola brasileira a empregar mão de obra feminina, a Peterlongo também foi a primeira empresa da região a pagar salário mínimo aos seus operários na década de 1930, com a instauração das leis trabalhistas. Essas e outras curiosidades estarão presentes no trajeto percorrido pelo visitante.
Enquanto as obras de revitalização do novo passeio seguem, a Peterlongo coloca em prática uma campanha para arrecadar peças históricas para o museu. Podem ser objetos datados entre 1915 e 1950, que tenham relação com o mundo do vinho. As pessoas podem doar ou ceder objetos raros, seguindo o exemplo de Carrer, que não tem data limite para estacionar seu Ford 29 em outro lugar. Todo acervo será identificado com o crédito de cada proprietário. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail sac@peterlongo.com.br ou pelo telefone (0xx54) 3462-1355.

 

Passarela de Negócios reúne mais de 100 empreendedoras em Garibaldi

Município: Garibaldi

Liderança feminina, autoconhecimento e criação de relacionamentos foram os temas em destaque CRÉDITO: DANIELA RADAVELLI/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Liderança feminina, autoconhecimento e criação de relacionamentos foram os temas em destaque CRÉDITO: DANIELA RADAVELLI/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Rússia e Indonésia são os países com mais mulheres em cargos de liderança, com respectivos 47% e 46% na escala mundial, de acordo com o estudo Mulheres nos Negócios 2017. O Brasil está crescendo ao lado de Reino Unido (19%) e Alemanha (18%). Esse empoderamento feminino pode ser sentido na última segunda-feira, dia 7 de agosto, durante o Passarela de Negócios, edição Garibaldi.
A sala de reuniões do Hotel Casacurta foi o ponto de encontro para mais de 100 mulheres provenientes de Garibaldi, Carlos Barbosa e Bento Gonçalves interagirem em dinâmicas criativas. As participantes desfrutaram de uma noite reflexiva sobre liderança feminina, movidas pela busca de relacionamentos, autoconhecimento assertivo, direcionado ao ambiente empresarial. O Passarela de Negócios é uma promoção da Aliar em parceria com o núcleo feminino da Associação de Pequenas e Médias Empresas de Garibaldi (Apeme Mulher).
Após a interação em um coquetel, foram desenvolvidas atividades e vivências em grupo para que todas as participantes pudessem se apresentar. Na sequência, a diretora da Aliar, Rosani Coelho, ressaltou a importância de estreitar laços. “Não fiquem só com o cartão de visitas. Façam contato. Só assim iremos cultivar e ampliar nossa rede. É uma arte construir o relacionamento e pensar o que poderíamos estar fazendo juntas”, destacou.
Rosani também falou sobre os desafios de uma mulher líder. “Liderança é uma habilidade que alguns precisam desenvolver. É importante dizer que é, sim, possível a liderança ser desenvolvida e, geralmente, ela surge na adversidade, experimentando-se. É treino, sensibilidade e prática. Quando formos cercados por pessoas melhores que nós, isso quer dizer que somos boas líderes”, ressaltou.
Ao fim, as presentes compartilharam os ensinamentos adquiridos no evento e Rosani ressaltou quais são as estratégias essenciais das mulheres bem sucedidas. “Seja a sua melhor defensora. Crie a sua marca pessoal e argumentos para se posicionar. Mantenha firme a sua opinião. Isso pode trazer muitos ganhos e respeito.” Em outro momento, ainda disse: “Liderança está vinculada com experiência, não com idade. Quanto mais eu procurar me preparar, mais estarei preparada. Não é pelo cargo. É a forma que eu me relaciono que faz com que as pessoas me sigam. Eu tenho que nivelar a equipe por cima. Todos serão melhores quando eu fizer o melhor”.
A próxima edição do evento Passarela de Negócios está agendado para o dia 30 de outubro, novamente no Hotel Casacurta. Os ingressos podem ser obtidos na Apeme, por meio do telefone (0xx54) 3462-2755, do WhatsApp 99161-4174, do e-mail apememulher@apeme.com.br ou com as integrantes da Apeme Mulher.