Projeto literário da Escola da URI completa 16 anos em Erechim

Município: Erechim

Apresentações artísticas fizeram parte da programação de lançamento CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Apresentações artísticas fizeram parte da programação de lançamento CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

O livro Criando, idealizado pela Escola de Educação Básica da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), completou 16 anos. Nesse período, nasceram, além das obras desenvolvidas, muitos talentos. O lançamento de mais uma edição do livro aconteceu na noite de 7 de novembro, no salão de atos, com a presença de familiares, amigos e alunos autores. Nesses 16 anos de incentivo à leitura, à apreciação da poesia e ao fazer-poético, muito foi descoberto, salienta a coordenadora do projeto, professora Viviane Forcellini Domingues, que teve o apoio das professoras do Ensino Médio Letícia Teixeira e Silva Dumke. O apoio do Ensino Fundamental II foi das professoras Aline Fantinel Alves, Emília Maria Fantinel e Katiane de Oliveira.
Nesta nova edição, “talentos incalculáveis demonstraram o quanto os alunos da Escola de Educação Básica da URI Erechim são talentosos, criativos e proativos no que se refere à cultura, ao conhecimento, à cidadania e à socialização”, salienta a professora Viviane. Em 2017, o Criando do Ensino Médio inovou a partir de uma proposta de associação imagem/arte/texto. Trabalho talentoso, de minúcias em que a obra da escritora Clarice Freire serviu de apoio em um produzir poético durante as aulas de Literatura Brasileira.
A capa do Criando do Ensino Médio é obra de duas alunas do segundo ano: Laura Koiawinsky de Oliveira e Luíse Machado Silva Zanette de Oliveira, as quais, com muita sensibilidade, demonstraram, através do desenho, da cor e do traçado, o quanto os jovens de hoje estão ligados à tecnologia sem deixar de lado o interesse pela leitura, começando pela mesa que alia um computador a uma pilha de livros. O disco voador representa o mundo mágico para o qual todos os leitores podem ser transportados ao iniciar uma leitura. O celular e os fones de ouvido, assim como as notas musicais, confirmam como a música pode ter um papel fundamental na interpretação de uma história. A arte é finalizada com a máquina de escrever, confirmando como o hábito de ler nunca deixa de ser atual e atinge todas as faixas etárias, afirmam as artistas.
O Volume XVI do Ensino Fundamental foi igualmente preparado com muito carinho pelos alunos e organizados pelos professores de Língua Portuguesa e de Literatura Brasileira. A capa foi produzida pela aluna Maria Fernanda Zuanazzi Remor, do 9º ano, no intuito de mostrar que podemos criar nosso próprio universo e viajar na nossa imaginação. A pequena cidade na cabeça do menino ilustra os nossos pensamentos, sentimentos e emoções, e a escada, nossa capacidade de ir além. Segundo Maria Fernanda, “é possível subir a escada da vida, chegar e viver em nosso próprio planeta; ir além, surpreender-se. Parte da inspiração surgiu a partir da leitura do livro Lua de Larvas, de Sally Gardner”, salientou.
O show de lançamento do Criando contou com várias apresentações de dança clássica e moderna, grafite, declamações de poesia simulando uma linha do tempo literária, além de instrumentos musicais. A coordenadora do projeto, Viviane, parabenizou alunos, professores, coordenação e direção por mais este Criando.

Centenas de alunos do Ensino Médio conhecem a URI Erechim

Município: Erechim

Estudantes realizaram visita aos campi I e II e ao Uricepp CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Estudantes realizaram visita aos campi I e II e ao Uricepp CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Mais de 800 alunos do Ensino Médio, de 27 escolas de 24 municípios das regiões Norte e Nordeste do Estado, viveram momentos inéditos na tarde da última terça-feira, dia 24, ao conhecerem a Universidade Regional Integrada (URI) – Campus de Erechim. A visita fez parte do Projeto Universo URI, que foi conduzida por diversas equipes constituídas de professores e funcionários do campus. A visita, cercada de muita expectativa, foi realizada em três locais: o campus I, onde se concentra a maioria dos cursos oferecidos e um grande número de laboratórios; o campus II, que abriga diversos outros cursos e seus respectivos laboratórios; e o Centro de Estágios e Práticas Profissionais (Uricepp), que tem sido referência na formação oferecida pela universidade.
Ao longo da visita, os alunos puderam conhecer toda a estrutura da universidade e o que cada um dos 26 cursos de graduação oferece. Os laboratórios foram os que chamaram mais atenção pelo ensino diferenciado e pela alta tecnologia empregada. Desde o início da tarde, eles percorreram os diversos espaços na busca de um objetivo: conhecer e decidir qual o curso de graduação que irão frequentar a partir do ano que vem, depois de terem realizado o Vestibular de Verão, que acontece no dia 26 de novembro. O fato foi considerado marcante pela direção do campus, por ser mais um evento grandioso promovido dentro das comemorações dos 25 anos da universidade.
O diretor-geral, professor Paulo José Sponchiado, ressaltou: “Trazer os alunos para conhecer a instituição é de extrema importância, uma vez que contribui sobremaneira para que eles possam decidir com mais segurança o seu futuro profissional, já que estamos entrando na campanha do Vestibular de Verão”. O professor Paulo Sponchiado fez questão de fazer um agradecimento especial à equipe que comandou a visita dos alunos à universidade. “Foi mais um momento importante na vida da URI Erechim, embora já tenhamos feito encontros com alunos nas escolas da região. O sucesso foi devido à dedicação e ao esforço da grande equipe de professores e funcionários que estiveram mobilizados para esse fim.”
A visita foi encerrada no Salão de Eventos, no final da tarde, quando os alunos foram recepcionados de forma especial com um show musical com a dupla Roger e Gustavo. Além disso, houve sorteio de vários prêmios. As inscrições para o Vestibular de Verão da URI vão até o dia 21 de novembro. A prova única será realizada no dia 26 do mesmo mês, às 14h.

Gustavo Reis abre Semana de Pedagogia e Letras da URI Erechim

Município: Erechim

Evento segue até este sábado, com palestras, minicursos e apresentação de trabalhos CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Evento contou com palestras, minicursos e apresentação de trabalhos CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Os desafios do professor na era da comunicação instantânea à luz de Design, sentido e relacionamento. Este foi o assunto da palestra proferida pelo professor Gustavo Reis, de Porto Alegre, que abriu, na última terça-feira, dia 20 de junho, a 40ª Semana Acadêmica Integrada dos Cursos de Pedagogia e Letras, tendo como tema principal A ensinagem no contexto de complexidades.
O início do evento aconteceu no salão de atos da universidade, tendo, em sua abertura oficial, a presença do pró-reitor de Ensino da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), professor Arnaldo Nogaro; da representante da secretaria municipal de Educação de Erechim, professora Márcia Borges; do coordenador da área de Ciências Humanas da URI Erechim, representando a direção do campus, professor Carlos Antônio da Silva; da coordenadora da área de Linguística, Letras e Artes e também do curso de Letras – Língua Portuguesa, professora Ana Maria Dal Zott Mokva; e da coordenadora do curso de Pedagogia, professora Denise Sponchiado.
Gustavo Reis começou fazendo um apanhado da Educação a Distância, lembrando de marcos tecnológicos dessa prática, como o advento do rádio, da TV e do gravador, passando pelo surgimento do CD e do DVD, chegando à era dos computadores, da internet banda larga e dos dispositivos móveis, que vivemos hoje. De acordo com o professor, não são essas tecnologias que fazem a diferença no processo educativo, citando um trabalho de Richard Clark (1994) sobre mídia, tecnologias e aprendizagem: “Não há evidências convincentes, nos últimos 70 anos de pesquisas (…), de que o uso de uma determinada mídia faz o aprendizado aumentar sob quaisquer condições”.
Reis destacou que um dos maiores desafios do docente é como explorar a conectividade que temos hoje, indo além do lugar-comum de simplesmente ter uma sala moderna à disposição. De acordo com ele, na teoria do design, a verdadeira inovação depende de três fatores: novidade, valor e resultado, fazendo com que haja uma inovação radical, mudando de sentido e causando quebra de paradigmas. Nesse sentido, Reis destaca a importância, além de domínio do conteúdo em sua área de atuação, do professor abandonar a zona de conforto. “Tem que ter o atrevimento de tentar coisas novas”, afirma.
Segundo uma pesquisa feita pelo próprio palestrante com alunos, o que mais marca um professor na vida de um educando não é só ter domínio em sua área de atuação, mas, além disso, focar na questão do comportamento. “Fatores como afetividade, emoção e atenção geram sentido ao aluno, e experiências dessa natureza, ligadas à transmissão do conhecimento, são capazes de marcar para a vida toda”, conclui. Reis é bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e mestre em Design pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), universidade na qual atua como docente, e foi um dos palestrantes do TEDxUnisinos, edição 2012.
A primeira noite da semana integrada dos cursos de Pedagogia e Letras contou, ainda, com um momento cultural a cargo de alunos da Escola de Educação Básica da URI Erechim, apresentando números musicais: Lucas Gabriel (contrabaixo), Larissa Marolli Pezzini (vocal), Mateus Andres Colussi (violão). As alunas Eduarda Rech de Souza e Luiza Santina Lazaretti de Souza declamaram poemas intercalados às músicas. Tania Rösing, falando sobre o tema Educação e Linguagens Contemporâneas, e Bianca Salazar Guizzo, sobre Educação e Gênero;  minicursos pedagógicos sobre Educação e Inteligências também integraram a programação. O evento se encerrou no sábado, dia 24, com apresentação de trabalhos acadêmicos.

 

Curso de Fisioterapia da URI Erechim se engaja no Dia Mundial Sem Tabaco

Município: Erechim

Campanha mobilizou alunos, professores e funcionários CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Campanha mobilizou alunos, professores e funcionários CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Acadêmicos e professores do curso de Fisioterapia da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI) participaram ativamente da campanha do Dia Mundial Sem Tabaco, realizada na última quarta-feira, dia 31 de maio. A iniciativa foi desenvolvida dentro da universidade e nos Hospitais de Caridade e Santa Terezinha. Na URI, alunos, professores e funcionários foram mobilizados durante todo o dia para se inteirar sobre os perigos do consumo de cigarro. Alunos do terceiro ano do Ensino Médio da Escola de Educação Básica da universidade foram os primeiros a participar da campanha, que visa, também, alertar para os danos ao desenvolvimento causados pela produção de fumo.
Para a Organização Mundial da Saúde (OMS) e diversos organismos internacionais em saúde no mundo, a produção de tabaco é uma ameaça ao desenvolvimento. Além dos danos à saúde pública, a produção e o consumo de produtos do tabaco geram importantes impactos socioambientais pouco conhecidos pela população, como o uso de lenha para aquecer as estufas que secam as folhas de tabaco que serão utilizadas na fabricação de cigarros, o que leva ao desmatamento e ao desequilíbrio da biodiversidade em tempos de severas mudanças climáticas.
No Brasil, estudo sobre o impacto econômico do tabagismo no sistema brasileiro de saúde revelou que, em 2011, foram gastos R$ 23 bilhões com o tratamento de algumas das mais de 50 doenças relacionadas ao uso do fumo. De outro lado, a arrecadação com impostos sobre cigarros (produto de tabaco mais consumido) recolhidos naquele ano foi da ordem de R$ 6 bilhões. Mas o custo do tabagismo no Brasil, avaliado pela pesquisa, ainda está subestimado: não incluiu o custo gerado pela perda de produtividade, despesas das famílias, dentre outros gastos indiretos relacionados ao tabaco.
Além disso, a epidemia global do tabaco mata quase 6 milhões de pessoas por ano, das quais mais de 600 mil são não fumantes, vítimas do fumo passivo. Sem alterações de cenário, estão previstas mais de 8 milhões de mortes por ano a partir de 2030. Mais de 80% dessas mortes evitáveis atingirão pessoas que vivem em países de baixa e média renda.

 

Prefeitura entrega caminhão ao Corpo de Bombeiros Militar de Erechim

Município: Erechim

Veículo vai auxiliar nas atividades na cidade e nos 21 municípios de abrangência operacional CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Veículo vai auxiliar nas atividades na cidade e nos 21 municípios de abrangência operacional CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Na manhã da última segunda-feira, dia 26 de dezembro, o governo municipal, juntamente com a secretaria de Segurança Pública e Proteção Social, e o Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (Consepro) entregaram ao Corpo de Bombeiros Militar o primeiro caminhão autobomba-tanque resgate do Rio Grande do Sul, com a tecnologia de câmbio automático e 330 cavalos de potência, que auxiliará nas ações de combate a incêndio, resgates veiculares, ações da Defesa Civil, remoção de fontes de perigo e demais atividades na cidade e nos 21 municípios de abrangência operacional.
Estiveram presentes na entrega o prefeito Paulo Polis; a vice-prefeita Ana de Oliveira; o vereador Jorge Psidonik, representando a câmara de vereadores; os secretários de Segurança Pública e Proteção Social, Rafael Testa, e de Comunicação, Alam Comin; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Adriano Krukoski Ferreira; o major Alexandre Pires Bitencourt, representando o comando do 7º batalhão do Corpo de Bombeiros Militar; e o capitão Alessandro Vicente Bauer, representando o comando do Corpo de Bombeiros Militar de Erechim. Também presenciaram o ato o presidente do Consepro, Miguel Gotler; o coordenador da Defesa Civil, Ronaldo Mânica; os Bombeiros Voluntários; a coordenadora do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Elaine Grando; e Airton Dala Rosa, um dos diretores da empresa Triel HT.
Na ocasião, o prefeito destacou que, “assim como a Brigada Militar, o Samu e a Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros Militar de Erechim é de extrema importância, pois atua na defesa da cidade”. “Temos uma Erechim firme, forte e para frente, graças à parceria que existe entre as secretarias, especialmente a de Segurança, e os órgãos de segurança. Para nós, é uma honra entregar esse veículo e agradecer a essas pessoas, que não medem esforços em seu dia a dia”, concluiu Polis.
Para o capitão Bauer, esse é um momento muito importante. “Com muito orgulho, nós, do Corpo de Bombeiros Militar, temos o sentimento do dever cumprido, que, após muito trabalho junto à prevenção, à aplicação de planejamento estratégico e à gestão de recursos e pesquisa, construímos um veículo de excelência, seguindo padrões de exigência dos países de primeiro mundo, com a missão de salvar vidas e patrimônio”, destacou. O comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Adriano Krukoski Ferreira, ressaltou que o caminhão autobomba-tanque resgate possui grande tecnologia, pois pode atuar tanto com água quanto com espuma, e pode ser usado para diversos fins de resgate.
O caminhão foi adquirido com recursos do Fundo de Reaparelhamento do Corpo de Bombeiros Militar (Funrebom), em um investimento total de R$ 743 mil. O veículo conta com tecnologia americana e é preparado com chassis Volvo de 330 cavalos e câmbio automático, além de conter uma superestrutura de combate a incêndios. Ele é equipado, ainda, para atuar em resgates veiculares, ações da Defesa Civil, remoção de fontes de perigo e demais atividades de competência funcional do Corpo de Bombeiros Militar. O automóvel possui alta tecnologia a bordo, como o sistema de gerenciamento de ocorrências interligado via 3G e comunicação a rádio em tempo real com a sala de operações do Corpo de Bombeiros Militar.