Curso de Agronomia da URI Erechim promove Tarde de Campo das Agrárias

Município: Erechim

Iniciativa fez parte da disciplina de Extensão Rural e ocorreu no campus II da universidade CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Iniciativa fez parte da disciplina de Extensão Rural e ocorreu no campus II da universidade CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

O curso de Agronomia da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI) Erechim (turma 2014) promoveu, no último dia 2, a sexta edição da Tarde de Campo das Agrárias. Os acadêmicos apresentaram estudos sobre a irrigação por aspersão, refúgio, inoculação e tratamento de sementes e agricultura de precisão. A iniciativa buscou, mais uma vez, estabelecer, na prática, a interdisciplinaridade do curso.
A irrigação por aspersão foi mostrada pelos acadêmicos Jakson May, Angélica Kamanski, Daiana Bevilaqua, Ricardo Santolin e Talis Malacarne. Eles salientaram que fornecer uma quantidade adequada de água às plantas, aliada a outras operações, contribui de forma mais efetiva para o aumento da produtividade das culturas. O trabalho sobre refúgio foi apresentado por Álvaro Ceni, Cátia Tonieto, Fernanda Freitas, Giovani Gomes e Ricardo Zambiazi. O sistema tem como função produzir insetos que sejam suscetíveis às proteínas inseticidas e que se acasalam com insetos resistentes.
A terceira temática tratou da inoculação e tratamento de sementes e foi apresentada por Ana Luisa Gayger, Diogo Canova, Fabrício Foiatto, Heliur de Develatti, Jéssica Backes e Luam Bampi. O tratamento de sementes é basicamente a aplicação de defensivos nas sementes com a função de protegê-las de doenças e pragas. Por fim, a quarta temática foi sobre agricultura de precisão, que consiste na tecnologia de aplicação de defensivos, foi apresentada pelos alunos Alexandre Luft, Charles Rörig, Günter Riesembeck, Josiele Zacharczuk, Matheus Giacomoni e Vanderlei Veiguel. A Tarde das Agrárias fez parte da disciplina de Extensão Rural, ministrada pelo professor Julio Cesar Brancher, e contou com o apoio de várias empresas ligadas ao agronegócio: Alfa, Kesoja, Lavoro, Pioneer, Stara, Paludo, Hidroplan e Caitá Supermercados.

Vestibular de Medicina da URI Erechimcomeçará a receber inscrições

Município: Erechim

Candidatos podem se inscrever de 11 de dezembro de 2017 a 16 de janeiro de 2018 CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Candidatos podem se inscrever de 11 de dezembro de 2017 a 16 de janeiro de 2018 CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Começa no próximo dia 11 de dezembro o período de inscrições para o processo seletivo do Curso de Medicina da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI). Os candidatos terão até o dia 16 de janeiro de 2018 para realizar as inscrições, que deverão ser feitas pelo site uricer.edu.br/medicina. O vestibular será realizado no dia 21 de janeiro. Os candidatos irão concorrer às 55 vagas através da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e uma prova de redação a ser realizada na própria universidade. O início das aulas está previsto para o dia 27 de fevereiro, quando começa o período letivo do primeiro semestre.
O documento do Ministério de Educação autorizando a abertura do curso de Medicina pela URI Erechim foi publicado pelo Diário Oficial da União na manhã de 29 de novembro, pela secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior, através da Portaria N° 1.216. A notícia, esperada com muita expectativa pela universidade, por lideranças de Erechim e região, bem como toda comunidade regional, vem completar as comemorações dos 25 anos da instituição, completados no dia 19 de maio deste ano.
O curso de Medicina da URI vai ter uma carga horária total de 8.480 horas, distribuídas em 12 semestres letivos, sendo os 4 últimos destinados ao Internato Médico. As aulas teóricas serão desenvolvidas no Prédio 10 do Campus I, que vai abrigar a estrutura necessária para sua implantação.
Além disso, no Prédio 11, estão localizados os laboratórios de práticas multidisciplinares, recentemente adaptados para acolher os alunos e contam com uma infraestrutura moderna, ampla, com equipamentos e modelos anatômicos novos, visando privilegiar a integração de conteúdos em abordagens interdisciplinares. As mensalidades do curso de Medicina serão de R$ 6.200,00. No entanto, esses valores são também para investimentos no hospital e na realização de cursos de capacitação. Além disso, o curso irá disponibilizar 10 bolsas 100% para alunos com menos renda.

Espetáculo polonês integrou programação do Projeto URI 25 anos em Erechim

Município: Erechim

Grupos folclóricos mobilizaram dezenas de artistas e lotaram o salão de atos CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Grupos folclóricos mobilizaram dezenas de artistas e lotaram o salão de atos CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Momentos de troca de experiências e conhecimentos por meio de uma cultura que, há 100 anos, era uma das precursoras na formação do município de Erechim: a etnia polonesa. Assim foram as atividades promovidas pelos Grupos Polônicos, dentro do Projeto URI 25 anos – etnias e culturas: o que nos une, uma iniciativa dos departamentos da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI) e as associações étnicas e culturais de Erechim e da região do Alto Uruguai, em comemoração às bodas de prata da URI, completados no dia 19 de maio deste ano. As atrações também marcam o centenário de Erechim, a ser comemorado no dia 30 de abril de 2018.
No dia 17 de novembro, os grupos realizaram uma celebração religiosa na Capela Santo Agostinho, dentro da universidade. O momento, além de celebrar a religiosidade polonesa, também serviu para comemorar os 50 anos da Província das Irmãs Franciscanas da Sagrada Família de Maria, cuja congregação foi da Irmã Wanda Szymla. Ela, juntamente com o padre Walenty, fundou o Grupo Folclórico Polonês de Erechim-Jupem.
No dia 18, uma intensa programação de atividades culturais foi realizada para apresentar as diferentes áreas da cultura polonesa. No turno da manhã, foram abordadas experiências educacionais e culturais na Polônia, quando adultos e jovens relataram suas vivências como acadêmicos ou como participantes em programas e cursos de curta duração. Através de suas experiências, eles motivaram os participantes para novas iniciativas, fortalecendo as atividades compartilhadas.
Ainda, foi realizada uma mesa-redonda com escritores, pesquisadores e estudiosos da História. O momento permitiu uma aproximação entre os participantes e oportunizou o contato com diferentes obras e autores, além de buscas por novas perspectivas na pesquisa de aspectos ainda pouco conhecidos e, o mais significativo, a abertura de novos horizontes. À tarde, foi realizada uma abordagem sobre concertos de música e de dança brasileiras em palcos poloneses.
Além dos relatos de vivências, os Grupos Polônicos promoveram oficinas que aproximaram os participantes da cultura. Foram momentos de canto, com canções populares e natalinas; Pisanki, produção de ovos decorados; e bordados. Por fim, a oficina de dança contemplou o Encontro de Grupos Folclóricos Poloneses – Engrufopol, com a participação dos grupos Auresóvia, Orzel Bialy e Jupem.
A diplomacia polonesa também se fez presente nesse encontro, através do Consulado-Geral de Curitiba. Estiveram presentes a vice-cônsul Dorota Ortynska e o secretário-geral Paulo Kochanny. Eles salientaram a mobilização da cultura polonesa nesse evento que marca os 25 anos da URI. As atividades foram finalizadas com o espetáculo Cultura, amor e história, uma apresentação dinâmica e alegre na qual os grupos se revezaram no palco arrancando muitos aplausos do público que lotou o salão de atos. Todas as atrações destacaram a importância da cultura polonesa, através de alegria, união e harmonia da comunidade polonesa em um espetáculo único, dinâmico e vigoroso construído com a dedicação de todos os envolvidos.

Projeto literário da Escola da URI completa 16 anos em Erechim

Município: Erechim

Apresentações artísticas fizeram parte da programação de lançamento CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Apresentações artísticas fizeram parte da programação de lançamento CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

O livro Criando, idealizado pela Escola de Educação Básica da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), completou 16 anos. Nesse período, nasceram, além das obras desenvolvidas, muitos talentos. O lançamento de mais uma edição do livro aconteceu na noite de 7 de novembro, no salão de atos, com a presença de familiares, amigos e alunos autores. Nesses 16 anos de incentivo à leitura, à apreciação da poesia e ao fazer-poético, muito foi descoberto, salienta a coordenadora do projeto, professora Viviane Forcellini Domingues, que teve o apoio das professoras do Ensino Médio Letícia Teixeira e Silva Dumke. O apoio do Ensino Fundamental II foi das professoras Aline Fantinel Alves, Emília Maria Fantinel e Katiane de Oliveira.
Nesta nova edição, “talentos incalculáveis demonstraram o quanto os alunos da Escola de Educação Básica da URI Erechim são talentosos, criativos e proativos no que se refere à cultura, ao conhecimento, à cidadania e à socialização”, salienta a professora Viviane. Em 2017, o Criando do Ensino Médio inovou a partir de uma proposta de associação imagem/arte/texto. Trabalho talentoso, de minúcias em que a obra da escritora Clarice Freire serviu de apoio em um produzir poético durante as aulas de Literatura Brasileira.
A capa do Criando do Ensino Médio é obra de duas alunas do segundo ano: Laura Koiawinsky de Oliveira e Luíse Machado Silva Zanette de Oliveira, as quais, com muita sensibilidade, demonstraram, através do desenho, da cor e do traçado, o quanto os jovens de hoje estão ligados à tecnologia sem deixar de lado o interesse pela leitura, começando pela mesa que alia um computador a uma pilha de livros. O disco voador representa o mundo mágico para o qual todos os leitores podem ser transportados ao iniciar uma leitura. O celular e os fones de ouvido, assim como as notas musicais, confirmam como a música pode ter um papel fundamental na interpretação de uma história. A arte é finalizada com a máquina de escrever, confirmando como o hábito de ler nunca deixa de ser atual e atinge todas as faixas etárias, afirmam as artistas.
O Volume XVI do Ensino Fundamental foi igualmente preparado com muito carinho pelos alunos e organizados pelos professores de Língua Portuguesa e de Literatura Brasileira. A capa foi produzida pela aluna Maria Fernanda Zuanazzi Remor, do 9º ano, no intuito de mostrar que podemos criar nosso próprio universo e viajar na nossa imaginação. A pequena cidade na cabeça do menino ilustra os nossos pensamentos, sentimentos e emoções, e a escada, nossa capacidade de ir além. Segundo Maria Fernanda, “é possível subir a escada da vida, chegar e viver em nosso próprio planeta; ir além, surpreender-se. Parte da inspiração surgiu a partir da leitura do livro Lua de Larvas, de Sally Gardner”, salientou.
O show de lançamento do Criando contou com várias apresentações de dança clássica e moderna, grafite, declamações de poesia simulando uma linha do tempo literária, além de instrumentos musicais. A coordenadora do projeto, Viviane, parabenizou alunos, professores, coordenação e direção por mais este Criando.

Centenas de alunos do Ensino Médio conhecem a URI Erechim

Município: Erechim

Estudantes realizaram visita aos campi I e II e ao Uricepp CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Estudantes realizaram visita aos campi I e II e ao Uricepp CRÉDITO: URI ERECHIM/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Mais de 800 alunos do Ensino Médio, de 27 escolas de 24 municípios das regiões Norte e Nordeste do Estado, viveram momentos inéditos na tarde da última terça-feira, dia 24, ao conhecerem a Universidade Regional Integrada (URI) – Campus de Erechim. A visita fez parte do Projeto Universo URI, que foi conduzida por diversas equipes constituídas de professores e funcionários do campus. A visita, cercada de muita expectativa, foi realizada em três locais: o campus I, onde se concentra a maioria dos cursos oferecidos e um grande número de laboratórios; o campus II, que abriga diversos outros cursos e seus respectivos laboratórios; e o Centro de Estágios e Práticas Profissionais (Uricepp), que tem sido referência na formação oferecida pela universidade.
Ao longo da visita, os alunos puderam conhecer toda a estrutura da universidade e o que cada um dos 26 cursos de graduação oferece. Os laboratórios foram os que chamaram mais atenção pelo ensino diferenciado e pela alta tecnologia empregada. Desde o início da tarde, eles percorreram os diversos espaços na busca de um objetivo: conhecer e decidir qual o curso de graduação que irão frequentar a partir do ano que vem, depois de terem realizado o Vestibular de Verão, que acontece no dia 26 de novembro. O fato foi considerado marcante pela direção do campus, por ser mais um evento grandioso promovido dentro das comemorações dos 25 anos da universidade.
O diretor-geral, professor Paulo José Sponchiado, ressaltou: “Trazer os alunos para conhecer a instituição é de extrema importância, uma vez que contribui sobremaneira para que eles possam decidir com mais segurança o seu futuro profissional, já que estamos entrando na campanha do Vestibular de Verão”. O professor Paulo Sponchiado fez questão de fazer um agradecimento especial à equipe que comandou a visita dos alunos à universidade. “Foi mais um momento importante na vida da URI Erechim, embora já tenhamos feito encontros com alunos nas escolas da região. O sucesso foi devido à dedicação e ao esforço da grande equipe de professores e funcionários que estiveram mobilizados para esse fim.”
A visita foi encerrada no Salão de Eventos, no final da tarde, quando os alunos foram recepcionados de forma especial com um show musical com a dupla Roger e Gustavo. Além disso, houve sorteio de vários prêmios. As inscrições para o Vestibular de Verão da URI vão até o dia 21 de novembro. A prova única será realizada no dia 26 do mesmo mês, às 14h.