Show do grupo Orquestra de Brinquedos encanta público de Candelária

Município: Candelária

Crianças e adultos participaram cantando e aplaudindo o espetáculo CRÉDITO: ERNI BENDER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Crianças e adultos participaram cantando e aplaudindo o espetáculo CRÉDITO: ERNI BENDER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A noite de 11 de dezembro foi muito especial para quem esteve na Rua Coberta da cidade e acompanhou um show original, diferente e magnífico do grupo porto-alegrense Orquestra de Brinquedos, que fez uma apresentação de aproximadamente uma hora que encantou os presentes, fossem crianças ou adultos, que participaram e aplaudiram a atração. No show, que teve início às 20h30min, cinco soldadinhos de chumbo, interpretados por Yanto Laitano, Fábio Musklinho Ly, Felipe Narcizo, Beto Chedid e Marina Mendo saíram da Casa de Cultura, marchando e tocando sinos, atravessando a Rua Coberta em direção ao palco, interagindo com a população. A partir de então, os presentes tiveram a certeza que o espetáculo seria de grande qualidade.
E assim foi – tocando sinos, piano, bateria, acordeão, flauta, baixo e guitarra, os cinco músicos apresentaram uma seleção musical variada, que começou com nada menos que O trenzinho Caipira, de Villa Lobos, enveredou por cancioneiros regionais, Marcha Soldado e culminou com canções natalinas. Foi um verdadeiro show, que teve a participação maciça de crianças e adultos, que participaram cantando, aplaudindo e acompanhando o belo espetáculo, que faz turnê regional. O show faz parte do Projeto Arte, Cultura e Alegria, com patrocínio do Arroz Rei Arthur e financiamento do Sistema Pró-Cultura/RS.
A programação de Natal continua até este fim de semana. No sábado, dia 17, haverá a apresentação do Grupo de Teatro candelariense Cara e Coragem, com a encenação do nascimento do menino Jesus, às 21h. No domingo, ocorre o encerramento do Natal das Candeias, com a apresentação da Orquestra Municipal de Candelária e a esperada queima de fogos de artifício. A apresentação está marcada para as 20h30min, e o público deve levar suas cadeiras.

 

Réplica de cinodonte é atração em exposição de paleontologia em Candelária

Município: Candelária

Mostra pode ser conferida até o dia 8 de maio CRÉDITO: ODETE JOCHIMS /DIVULGAÇÃO/CIDADES

Mostra pode ser conferida até o dia 8 de maio CRÉDITO: ODETE JOCHIMS /DIVULGAÇÃO/CIDADES

A riqueza paleontológica do município vai estar em evidência até domingo, dia 8 de maio, durante a 8ª Exposição Industrial, Comercial, Serviços e Agronegócios de Candelária (Expocande). O museu Aristides Carlos Rodrigues está levando algumas novidades para essa edição do evento, como a réplica de um novo cinodonte e os originais de um dicinodonte. Além disso, uma mostra de arqueologia estará junto à exposição. “Será apresentada a maior coleção de esculturas de animais do triássico do Brasil. Serão vários materiais originais e ossos fossilizados”, ressalta o curador do museu, Carlos Nunes Rodrigues.
Conforme Rodrigues, além da réplica de um novo cinodonte para a coleção do museu – um Exaeretodon riograndensis – o público poderá conferir também os originais um dicinodonte completo, encontrado e retirado em Candelária em 1969 e que se encontrava junto à Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs). Na exposição, ainda haverá uma representação de uma briga entre o predador chiniquodon e a presa dinodontossauro.
A mostra vai apresentar outras réplicas dos animais encontrados no município, como um tecodonte de sete metros, o maior predador do triássico; um rincossauro, animal que se encontra em toda parte do mundo; um fitossauro de seis metros e meio (ancestral dos crocodilos), com um anfíbio temnospôndilo capturado na boca; um par de dinossauros primitivos, o guaibassauro; e três pequenos cinodontes (candelariodon, botucaraitherium e do brasilitherium), que se encontram na linha da ancestralidade mamífera.
A exposição de paleontologia da 8ª Expocande vai agregar a arqueologia, em parceria com a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Pucrs). Monitores e arqueólogos estarão presentes com peças do museu representando o patrimônio cultural dos índios que viviam no local e com informações sobre os charruas, kaingang e guarani. Além disso, haverá notas da Redução Jesuítica Jesus Maria, instalada em Candelária em 1633, e dizimada pelos Bandeirantes em 1636.
Programa de Hortas Comunitárias será ampliado
Uma reunião, corrida no fim de abril, definiu os rumos do Programa de Hortas Comunitárias 2016, que, a partir de agora, será ampliado e contará com importantes parcerias. O encontro aconteceu no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e reuniu integrantes do projeto; os secretário de Saúde, Paulo Gomes, e de Assistência Social, Marta Emmel; as psicólogas Grazi Mahl e Aila Mendes; a assistente social Taís Bassani; o prefeito Paulo Butzge; os representantes da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra) Sinésio Muller, gerente da loja local da associação, e José Emmel, vice-presidente do Sindicato Rural – dois novos aliados do programa; e Alex Wegner, técnico agrícola da prefeitura que irá prestar apoio ao projeto.
Para este ano, a Afubra irá disponibilizar mensalmente uma caixa de sementes, respeitando a época de plantio de cada verdura ou hortaliça, e um kit de jardim, para facilitar o manuseio dos canteiros. Já o Sindicato Rural irá oferecer, através do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), cursos de aprimoramento e aperfeiçoamento dos participantes.
Além de verduras e hortaliças, o projeto ainda prevê, para este ano, a incrementação do horto medicinal, desenvolvido pela secretaria de Saúde, por meio do bioquímico Fernando Menezes, e que será expandido, ofertando mais tratamentos fitoterápicos de forma gratuita à população, como já vem acontecendo. Desta forma, segundo a secretária de Assistência Social, Marta Emmel, “as parcerias fortalecem o projeto para uma maior e melhor produção”. O prefeito Paulo Butzge ainda lembrou que “é preciso melhorar a qualidade de vida das pessoas, e este projeto, com este conjunto de medidas e com novas parcerias, certamente irá somar muito a essa qualidade de vida”. Butzge finalizou dizendo que “este projeto é uma dessas situações onde a autoestima e uma superior qualidade de vida é ofertada aos interessados, que certamente terão condições de produzir e melhorar sua condição dento da sociedade”.

 

Cantor e compositor Vitor Ramil será patrono da Feira do Livro de Candelária

Município: Candelária

Vitor Ramil é gaúcho e começou sua carreira ainda na adolescência CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE CANDELÁRIA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Depois de trazer, no ano passado, ninguém menos que Luis Fernando Verissimo como patrono da 12ª Feira do Livro de Candelária, o prefeito, Paulo Butzge, e o secretário de Turismo, Cultura e Esportes, Orlando Kochenborger, tinham um compromisso enorme em trazer outro grande nome para a 13ª Feira do Livro, que acontece de 12 a 16 de maio ao lado da Casa de Cultura de Candelária, em lonão especialmente montado para o evento, na praça Alberto Blanhcardt da Silveira. Após várias tratativas, o nome escolhido não poderia ser melhor. Trata-se do compositor, cantor e escritor, Vitor Ramil. Gaúcho, começou sua carreira artística ainda adolescente, no começo dos anos 1980. Se alguém ainda tem dúvida da grande importância da celebridade, não custa lembrar que ele é irmão da não menos famosa dupla Kleiton e Kledir, que inclusive já se apresentou em Candelária.
Vitor Ramil gravou seu primeiro disco aos 18 anos – Estrela, com a presença de músicos e arranjadores que voltaria a encontrar em trabalhos futuros, como Egberto Gismonti, Wagner Tiso e Luis Avellar, além de participações das cantoras Zizi Possi e Tetê Espindola. Nesse período, Zizi gravou algumas canções de Vitor, e Gal Costa deu sua versão para Estrela, Estrela no disco Fantasia. Vitor Ramil é autor da melodia da música Vento Negro, escrita pelo ex-prefeito de Porto Alegre, José Fogaça, ou ainda Semeadura, com a mesma parceria de Ramil e Fogaça, gravada por ninguém menos que Mercedes Sosa. Além da música, Vitor Ramil também flui pela literatura, com obras como Pequod, A Estética do Frio – Conferência de Genebra, A Primavera da Pontuação, entre outras obras. Para o secretário Orlando Kochenborger, era preciso buscar alguém de renome para fazer frente ao patrono do ano passado. “Em parceria com o Sesc, conseguimos trazer o Vitor Ramil, que tem repercussão internacional e que certamente abrilhantará, juntamente com outras atrações, a Feira do Livro”, concluiu Kochenborger.

Internet gratuita estará disponível em 2013

Município: Candelária

Candelária vai oferecer a liberação de um sinal de internet gratuita para toda a população a partir do ano que vem. O sinal que irá disponibilizar 128 kbps deverá atingir inicialmente a zona urbana e mais tarde a rural, seguindo as normas da Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel – bloqueando sites pornográficos, downloads ilegais de músicas e filmes, entre outros, já que o serviço será disponibilizado com intuitos informativos e de pesquisas.
As pessoas interessadas em receber o sinal de internet deverão preencher um cadastro junto à prefeitura para que seja analisado principalmente a localização residencial de cada família, o que irá definir a qualidade do sinal. Entretanto, este cadastro ainda não está sendo realizado em função do período eleitoral.