Irrigação de pastagens é a aposta dos agricultores familiares de Caiçara

Município: Caiçara

Projeto oferece subsídios para implantação de microaçudes, cisternas ou sistemas de irrigação que aumentam a produção leiteira CRÉDITO: EMATER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Na busca pela qualificação das áreas de pastagens e procurando aumentar a produção leiteira, cinco famílias do interior de Caiçara estão instalando em suas propriedades açudes que serão utilizados irrigar as pastagens. Os projetos fazem parte do Programa Irrigando a Agricultura Familiar, da secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, e estão em fase de execução. O programa oferece subsídios de até 80% dos custos da implantação de microaçudes, cisternas ou sistemas de irrigação, orientando sobre as formas e alternativas adequadas do uso da água, como captação e armazenamento.

A realização dos projetos e o acompanhamento de todo o processo é responsabilidade da Emater, e a licitação fica a cargo da prefeitura. Ao agricultor cabe a contrapartida de 20%, se o valor total do investimento não ultrapassar R$ 12 mil. O restante é custeado com recursos do Estado. Ao todo, os cinco projetos movimentam mais de R$ 66 mil, contando a contribuição do Estado, do agricultor e da prefeitura. Para o chefe do escritório municipal da Emater, Clairto Dal Forno, outro grande benefício do programa é o licenciamento ambiental e a outorga do uso da água que os agricultores conquistam. Segundo ele, com a implantação dos sistemas de irrigação, é previsto um aumento significativo das áreas e da qualidade das pastagens, o que resultará, consequentemente, no aumento da produção de leite.

De acordo com o secretário Municipal da Agricultura, Paulo Trevisan, a segunda atividade expressiva na agricultura familiar de Caiçara é a bovinocultura de leite, perdendo apenas para o fumo. Em 2012, o município chegou a produzir cerca de 12 milhões de litros de leite. Um dos projetos de irrigação está sendo executado na propriedade do agricultor Ênio Luís Rubin, morador da Linha Rocha. Com 10,5 hectares de propriedade, oito hectares são usados para pastagem e em uma pequena área é plantado milho para silagem. As 15 vacas em lactação produzem, em média, de quatro a cinco mil litros de leite por mês. O sistema de irrigação possibilitará aumento na qualidade do pasto, mas principalmente permitirá ao agricultor produzir pastagem durante todo o ano. Ênio tem apenas um filho, o qual não trabalha na propriedade. A sucessão familiar é uma preocupação para o agricultor que, por isso, investe na propriedade enquanto ainda consegue continuar o trabalho no campo.

Na propriedade de 12,5 hectares do agricultor Valdemar Rossatto, da Linha Pedreira, o açude que está em fase de implantação aproxima-se dos 130 metros. Com sete hectares de pastagem e uma produção de 300 litros de leite por dia, com 13 animais, a intenção da família é aumentar a área de pastagem. Além do leite, a família possui em torno de 500 suínos. Com quatro pessoas vivendo na propriedade, o genro, Cristiano Skorec, demonstra animação ao falar da implantação do açude. “Nossa intenção é garantir pasto o ano todo, principalmente em tempos de seca. Pretendemos aumentar o número de vacas, buscando a sobra de pastagem”. Cristiano sempre gostou do trabalho no campo e nunca pensou em abandonar a profissão de agricultor. Segundo ele, a agricultura está melhorando e o acesso a financiamentos possibilita investir mais na propriedade.

Além dos projetos de irrigação, o município de Caiçara conta com oito projetos de cisternas, que deverão ser executados em 2014. O objetivo desses projetos é atender as famílias com dificuldade de armazenamento de água e que poderão utilizá-la também para irrigar pequenas áreas da propriedade.