Orquestra Sinfônica de Porto Alegre inaugura Série Interior 2017 em Cachoeira do Sul e Santo Antônio da Patrulha

Município: Cachoeira do Sul, Santo Antônio da Patrulha

Concertos têm entrada franca e contam com a regência de Evandro Matté e os solos de Samuca do Acordeon CRÉDITO: MARIANA SIRENA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Concertos têm entrada franca e contam com a regência de Evandro Matté e os solos de Samuca do Acordeon CRÉDITO: MARIANA SIRENA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Neste sábado, inicia-se mais uma temporada de viagens da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa) pelo Interior do Estado. O grupo se apresentará no evento de reinauguração do principal cartão-postal da cidade de Cachoeira do Sul, o recém-reformado Chateau d’Eau – após a solenidade de entrega do monumento à comunidade, a Ospa fará o primeiro concerto da Série Interior 2017 na Catedral Nossa Senhora da Conceição, a partir das 19h30min. No dia 28 de março, terça-feira, às 20h, será a vez do público de Santo Antônio da Patrulha assistir à orquestra na Igreja Nossa Senhora da Boa Viagem. Com entrada franca, os concertos contam com a regência de Evandro Matté, maestro e diretor artístico da Ospa, e os solos de Samuca do Acordeon, um dos mais reconhecidos músicos da nova geração de instrumentistas do Rio Grande do Sul. O patrocínio da série é da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan).
O repertório dos concertos contempla composições orquestrais tradicionais, música gaúcha e obras inspiradas em ritmos de dança – valsa, polca, ritmos afro-brasileiros e tango. A Abertura da ópera La Forza Del Destino, de Giuseppe Verdi, e a Abertura Coriolano, de Ludwig Van Beethoven, dão início ao programa. Depois, o solista convidado, Samuca do Acordeon, une-se aos músicos para interpretar trecho do Concerto para Acordeon e Orquestra, de Radamés Gnatalli, compositor gaúcho; e um arranjo de Tasso Bangel para a Fantasia Brasileira nº 5. As noites terão ainda a Valsa do Imperador, de Johann Strauss II, conhecido como o Rei das Valsas da Viena de sua época; e a Pizzicato Polka, de Johann e Joseph Strauss. Por fim, destaque para as sonoridades latino-americanas: a Dança Brasileira nº 1, de Camargo-Guarnieri e Libertango, de Astor Piazzolla, fecham as apresentações. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (0xx51) 3222-7387 e pelo site www.ospa.org.br.