Resgatando as Artes Cênicas encerra programação neste mês em Antônio Prado

Município: Antônio Prado

Espetáculos A comédia dos erros e Príncipes e princesas, sapos e lagartos serão apresentados CRÉDITO: VILMAR CARVALHO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Espetáculos A comédia dos erros e Príncipes e princesas, sapos e lagartos serão apresentados CRÉDITO: VILMAR CARVALHO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

O 2º Resgatando as Artes Cênicas encerra sua programação no mês de dezembro com atividades culturais na cidade, com acesso franqueado ao público. A Cia. Stravaganza, homenageada desta edição, vai realizar uma oficina de intervenção urbana que se inicia hoje e segue até quinta-feira, dia 15, além de apresentar os espetáculos Príncipes e princesas, sapos e lagartos e A comédia dos erros.
Criada em 1988, em Porto Alegre, a Cia. Teatro di Stravaganza possui um estilo marcado pela presença forte de um humor que propõe a reflexão da realidade e pela experimentação de elementos da commedia dell’arte, clown e bufão. Em sua trajetória, a companhia experimentou técnicas diversas de atuação, sempre visando à comunicação direta com a plateia. O grupo se destacou no circuito profissional do Rio Grande do Sul tanto por suas produções de teatro adulto como para o público infantil. Nesses 28 anos de trajetória, o grupo recebeu mais de uma centena de prêmios, sendo eles regionais, nacionais e até internacionais.
A segunda edição do Resgatando as Artes Cênicas possui coordenação cultural da secretaria de Educação, Cultura e Desporto (Smecd), curadoria da Cida Cultural e produção de Cesar Cony. O financiamento é do Fundo de Apoio à Cultura (FAC-RS), do Sistema Pró-Cultura/RS.
Confira a programação:
– De hoje a 15 de dezembro, das 18h30min às 21h, no Ponto de cultura – Oficina de Intervenção Urbana: A proposta da oficina é introduzir os participantes no universo das intervenções urbanas e da arte no espaço público. A partir de vivências e experiências na cidade, os participantes vão desenvolver estratégias para a performance no ambiente urbano, além de levantar e debater questões da cidade para a criação de uma performance final. As inscrições podem ser efetuada na secretaria de Turismo, pelo telefone (0xx54) 3293-5654.
– 16 de dezembro, às 10h e às 15h30min, na Praça Garibaldi – Espetáculo Príncipes e princesas, sapos e lagartos: Especialista em contar histórias para crianças, Flávio de Souza é considerado um dos melhores escritores infantojuvenis da atualidade. Criador dos programas Castelo Rá-tim-bum e O mundo da lua, em Príncipes e princesas, sapos e lagartos o autor moderniza os contos de fada através de múltiplas e engraçadas histórias que revelam princesas espertas e tagarelas, bruxas disfarçadas de babás, príncipes transformados em sapos, um dragão que não passa de lagarto, outro príncipe com trezentas namoradas e os dois primeiros beijos de todos os tempos.
– 19 de dezembro, às 20h, no Restaurante do Vale – Homenagem à Cia Stravaganza: Leitura Encenada
– 20 e 21 de dezembro, às 20h, no Salão da Gruta – Espetáculo A comédia dos erros: Ao transpor para a cena esta popular obra de Shakespeare, a Cia. Stravaganza convida o público a ser, simultaneamente, espectador e freguês: a ação tem como ambiente principal um mercado público à moda turca. Convidado a chegar ao teatro meia hora antes do início do espetáculo, o espectador é recebido por atores/mercadores que negociam seus produtos em um ambiente festivo.

 

Experiência em agricultura orgânica é a atração do Dia do Vinho em Antônio Prado

Município: Antônio Prado

Sócia-proprietária da agroindústria Pérola da Terra, Jocelei Forlin, também participa do Dia do Vinho CRÉDITO: IMPRENSA DIA DO VINHO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

O cultivo da matéria-prima e a elaboração de alimentos de forma sustentável é, mais do que apenas um processo certificado sob rigorosos níveis de exigência, um traço cultural profundo que Antônio Prado leva para o Dia do Vinho – já há algum tempo. Em 2015, ano em que a cidade de 13 mil habitantes recebe o lançamento oficial da programação na Serra gaúcha, a novidade é a releitura de uma verdadeira instituição nas cozinhas da região: o café colonial vira café orgânico.
Situada na Linha Guerra, interior do município, a Agroindústria Pérola da Terra (peroladaterra.com) organizou-se há quatro anos para transformar em negócio rentável uma ideia de produção tão mais adequada para meio ambiente e consumidores quanto complexa, em relação às lavouras manejadas por métodos convencionais. E parte da estratégia reside exatamente em fazer do diferencial no plantio e na condução de frutas e hortaliças, o próprio diferencial turístico.
“Começou com muitas visitas técnicas que recebíamos. Já tivemos estagiários de Japão, Suécia, Finlândia, Estados Unidos e vários países do Mercosul. Aí resolvemos investir, fizemos capacitação em turismo pelo Pronatec e hoje, além dos visitantes interessados na agricultura orgânica, temos casais que vêm com o próprio carro de Porto Alegre e RegiãoMetropolitana, Santa Catarina e São Paulo para conhecer nosso trabalho e adquirir nossos produtos”, revela a sócia-fundadora Jocelei Forlin, que, ao lado do marido, Volmir, e do filho, Mateus, compõe todo o quadro da Pérola da Terra.
O próprio envolvimento do jovem de 17 anos na empresa é um dos reflexos mais positivos (se não, o maior ganho) da ideia que começou como ousadia, quando poucos imaginavam ser possível uma agroindústria familiar de sucos, néctares, molhos e doces resistir e prosperar no mercado com manejo orgânico da matéria-prima. “Conseguimos manter os filhos na terra. Diminuiu o êxodo rural na região. Antes os jovens tinham de sair da colônia para tentar a vida. Hoje, eles fazem cursos de graduação e extensão e trazem o conhecimento para aplicar aqui. Afinal, agora temos até internet”, brinca Jocelei.
Participante do Dia do Vinho desde que foi constituída, a Pérola da Terra oferece, em 2015, uma programação que combina saúde em paladar e olfato. Neste dia 6 de junho, sábado, às 16h30min, servirá um café da tarde com cardápio orgânico: café, chá, sucos, frutas da época, bolos salgados e bolos doces, pão colonial, pão integral, grostoli, polenta, patê, pão de queijo, novidades sem glúten. E antes, às 14h30min, uma oficina de aromaterapia com óleos essenciais orgânicos. “O aroma tem grande influência no humor. E o humor, no funcionamento do organismo. Além disso, um óleo essencial orgânico pode ser utilizado como hidratante ou até remédio, por exemplo, para inalação”, conclui Jocelei.
Realizado pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), pela secretaria estadual da Agricultura, Pecuária e Agronegócio e pelo Sindicato dos Hotéis Restaurantes Bares e Similares Região Uva e Vinho (Shrbs), o Dia do Vinho é resultado do Projeto Eventos Integrados e Integradores – reinterpretação da concepção de evento, fomentado pelo Ministério do Turismo. A lei que instituiu o Dia do Vinho no Rio Grande do Sul no primeiro domingo de junho de cada ano foi promulgada em dezembro de 2003.
A edição 2015 tem apoio das prefeituras de Antônio Prado, Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira e Veranópolis, além da Associação Farroupilhense de Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados (Afavin), Associação dos Produtores de Vinhos de Pinto Bandeira (Asprovinho), Sindicato da Indústria do Vinho, do Mosto de Uva, dos Vinagres e Bebidas Derivados da Uva e do Vinho do Rio Grande do Sul (Sindivinho-RS), Roteiro dos Vinhos de São Roque/SP, Vinhos da Campanha Gaúcha, Atuaserra, Bento Convention Bureau, Caxias do Sul Convention & Visitors Bureau, Phoenix Eventos e Verallia.