Segunda fase da ampliação de escola de Canoas é inaugurada

Município: Canoas

Reforma vai beneficiar 512 alunos de 18 turmas no bairro Estância Velha CRÉDITO: DERLI COLOMO JÚNIOR/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Reforma vai beneficiar 512 alunos de 18 turmas no bairro Estância Velha CRÉDITO: DERLI COLOMO JÚNIOR/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A segunda fase da ampliação da Escola de Ensino Fundamental (Emef) Tancredo Neves foi inaugurada na tarde da última segunda-feira, dia 18 de setembro. Situada, há 30 anos, no bairro Estância Velha, a escola foi totalmente reconstruída. As antigas salas, feita de madeira, foram substituídas por alvenaria e a instituição ganhou laboratórios. Após sete anos de obras, o prefeito Luiz Carlos Busato entregou, em solenidade, a obra à comunidade.
Foram construídas quatro novas salas de aula, sala temática para o ensino de artes, laboratórios de informática e ciências, quatro banheiros para alunos, sala dos professores com copa e dois sanitários, almoxarifado, escada de acesso, sala administrativa, secretaria e paisagismo na área externa. Nesta fase, o valor do investimento foi de R$ 3,7 milhões.
A obra era um anseio antigo da comunidade, que, há mais de uma década, vem se mobilizando para que a escola fosse reformada. O prefeito Luiz Carlos Busato lembrou do histórico de luta e cooperação de alunos, pais e professores nas tratativas de realizar a ampliação. “Sabemos da batalha que a comunidade travou para conquistar este novo prédio. Hoje, me sinto emocionado por estar aqui. É o momento de parabenizar a todos que sonharam e, agora, realizam”, destacou. A diretora da escola Tancredo Neves, Maritza Fagundes Medina, também frisou a importância da soma de esforços para que a ampliação saísse do papel. “Este foi um sonho de muito tempo. A escola deve ser um lugar onde nos sentimos em casa e felizes. E aqui nos sentimos, realmente, assim”, disse Maritza.
A entrega das chaves das novas estruturas foi comemorada por pais, alunos e professores. “A escola está linda, incrível. Vai melhorar muito a vida dos estudantes”, frisou Mara Wierzbicki, enquanto acompanhava o filho, estudante do 4º ano. Já Rita Leite, que tem três filhos na instituição, destacou, assim como o prefeito, a influência da união para que a obra saísse do papel. “O prédio novo ficou excelente. Foi uma vitória de todos nós”, destacou Rita. Também estiveram presentes na solenidade o presidente do Legislativo municipal, Juares Carlos Hoy; e os vereadores José Carlos Claudino e Maria Eunice Dias Wolf.
Foco na educação e motivação para estudantes
As novas estruturas da escola, como laboratórios e salas temáticas, darão nova dinâmica ao dia a dia dos estudantes e professores. Com equipamentos mais modernos e a possibilidade de utilizar diferentes dispositivos na hora de ensinar, os alunos se sentirão mais motivados, é o que aposta a diretora Maritza. “Os alunos estão ansiosos e animados para este novo mundo de descobertas que a ampliação da escola vai propiciar. Todas estas novidades serão fatores motivacionais para que eles estudem mais. Os professores também se sentirão mais motivados”, comemora a diretora. O prefeito também lembrou da diferença que a escolas bem estruturadas proporcionam aos estudantes. “Valorizem a nova escola. Isso é um diferencial para o futuro profissional de todos os alunos que por aqui passarem”, lembrou Busato.
Enquanto percorriam os novos corredores da instituição de ensino e conheciam as novas salas, os alunos comemoravam e se deslumbravam com a nova realidade. Para Diego, aluno do 6º ano, o Laboratório de Ciências é a sala mais interessante. “Gosto muito de biologia. Agora, vou ter uma sala inteirinha para aproveitar e aprender mais. Isso tudo é muito legal”, diverte-se o aluno.
O secretário municipal da Educação, professor José de Jesus D’Ávila, lembrou dos esforços que o Executivo municipal vem fazendo para melhorar a estrutura das escolas. O titular da pasta destacou as ações que estão sendo realizadas na cidade que buscam sanar problemas enfrentados por professores e estudantes. “Sempre penso em que tipo de alunos queremos e também em que tipo de escolas nós queremos. Em um universo de 33 mil alunos e 1,5 mil professores, estamos fazendo esforços diários para melhorar o ensino. Por isso, já estamos implementando os programas Prefeitura Mais Perto e Canoas Mãos à Obra”, lembrou D’Ávila.
O primeiro programa já visitou duas escolas, nos bairros Mathias Velho e Guajuviras, e investiu até R$ 170 mil em reformas em cada uma. Já o Projeto Canoas Mãos à Obra, que tem como objetivo melhorar condições pedagógicas na rede de ensino, faz intervenções físicas com base em projetos arquitetônicos elaborados pelo Escritório de Engenharia e Arquitetura (EEA) de Canoas.