Banco de Refeições Coletivas de Caxias do Sul completa três anos

Município: Caxias do Sul

Local serve cerca de 550 refeições ao dia, beneficiando nove entidades CRÉDITO: RAFAEL LOPES/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Local serve cerca de 550 refeições ao dia, beneficiando nove entidades CRÉDITO: RAFAEL LOPES/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A prefeitura, em parceria com a Fundação Caxias, a Legião Franciscana de Assistência (Lefan) e o Instituto Elizabetha Randon comemoraram no dia 18 de agosto o terceiro aniversário do Banco de Refeições – Programa Prato Solidário. A celebração ocorreu na Câmara da Indústria e Comércio de Caxias do Sul (CIC). Na ocasião, em nome do prefeito Alceu Barbosa Velho, a primeira-dama e coordenadora de Comunicação, Alexandra Baldisserotto, anunciou o projeto de lei que será encaminho à câmara de vereadores, permitindo ao município, para fins de doação, a reutilização de sobras alimentares.
Segundo Alexandra, o município tem muito a comemorar. A solidariedade dos munícipes mais uma vez dá bons frutos. “Hoje é um dia muito feliz para nossa cidade. Além de estarmos festejando os três anos do Banco de Refeições Coletivas, inauguramos também, junto com a Lefan, o Centro de Convivência Paz e Bem, no bairro Aeroporto. No Centro de Convivência, a prefeitura destina R$ 380 mil por ano e a Lefan o mantém. Agora, festejamos as 12 mil refeições distribuídas diariamente em Caxias do Sul. Destas, 550 são do Banco de Refeições Coletivas. É a solidariedade caxiense dando bons frutos. Um trabalho que iniciou em 2005 e segue até hoje, sempre agregando”, destacou a primeira-dama.
Em nome da primeira entidade beneficiada com o Banco de Refeições Coletivas – o Centro Cultural Espírita Jardelino Ramos – Casa da Criança, Paula Elisa Werpp agradeceu as doações. “Tem uma palavra que resume o sentimento do Jardelino Ramos, a primeira instituição a receber os alimentos: gratidão. Somos extremamente gratos por recebermos as refeições de excelente qualidade de segunda a sexta-feira, há três anos. Para a maioria, esta é a única refeição de qualidade que eles recebem no dia. Em nome das mais de 100 crianças atendidas pela instituição, parabéns e muito obrigada”, ressaltou.
O presidente do Conselho Gestor do Banco de Alimentos e vice-presidente da Fundação Caxias, Euclides Sirena lembrou do início da criação do banco. “Discutindo as necessidades que Caxias do Sul tinha na época, sentimos que era preciso aproveitar o excedente de comidas de grandes empresas. Na época, oito toneladas de alimentos iam pro lixo. Se aproveitado, poderíamos alimentar muitas pessoas. Então, fomos pesquisar e vimos que tinham muitas leis que deveríamos seguir e fomos buscar modelos em Porto Alegre. Aí começamos, em agosto de 2013, como projeto-piloto. Logo em seguida, outras empresas se juntaram e passamos a atender também moradores de rua. Já tínhamos transporte, voluntários, colaboradores e fornecedores. De lá até hoje, já fizemos muito”, disse,
Em seguida, o frei Jaime Bettega palestrou sobre a importância da solidariedade e destacou que o projeto de lei é um coroamento dos três anos de teimosia do bem. “Temos muito a celebrar. No dia da votação, estaremos todos na câmara. Não existe nada mais bonito do que dar comida a quem tem fome”, comentou Bettega. A comemoração dos três anos do Banco de Refeições Coletivas contou ainda com apresentação dos alunos do Centro de Atividades Múltiplas Integradas (Cami) – São José, como forma de agradecimento; homenagem às empresas colaboradoras; e bolo de aniversário.
A exemplo dos Bancos Assistenciais já existentes, como de Alimentos e de Vestuário, o Banco de Refeições Coletivas – Programa Prato Solidário também foi criado com o objetivo de promover a inclusão social, gerando benefícios para as pessoas que mais precisam. O banco recolhe o excedente de alimentos produzidos em cozinhas industriais e doa às entidades assistenciais devidamente cadastradas, a fim de proporcionar melhorias na nutrição e na qualidade de vida de pessoas em vulnerabilidade social. Para participar, a empresa escolhe uma instituição carente para doar os alimentos excedentes produzidos em seus refeitórios, em parceria com a que produz as refeições.
Atualmente, seis empresas participam do programa como fornecedoras: Detella Restaurantes Empresariais, Nutriflach, Padaria Rio Branco, Prato Feito, Sapore S.A. e Sica Gastronomia. A Personalitty Transportes também é parceira e realiza o transporte dos alimentos. Outras 12 empresas também participam do programa como mantenedoras: Agrale, Detella Restaurantes Empresariais, Eberle Mundial, Fras-Le, Marcopolo, Matripolo, Padaria Rio Branco, Perfiline Componentes Metálicos, Randon, Roadline, Sica Gastronomia e Suspensys.
O Banco de Refeições Coletivas, que serve cerca de 550 refeições ao dia, beneficia nove entidades: Associação se Recicladores Carroceiros do Aeroporto (Arca), Associação de Recicladores Monte Carmelo, Centro Assistencial e de Promoção Social Joana D’arc, Centro Cultural Espírita Jardelino Ramos – Casa Da Criança, Centro de Atenção à Criança e ao Adolescente Murialdo Santa Fé, Centro de Atividades Múltiplas e Integradas (Cami) São José, Centro de Cuidados Nossa Senhora Da Paz/Associação Educacional São Carlos (Aesc), moradores de rua atendidos no Restaurante Comunitário e Santo Antônio Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos/Associação Mão Amiga.

 

Festival da Primavera de Nova Petrópolis promove Concurso Fotográfico

Município: Nova Petrópolis

No ano passado, Gisa Fedrizzi ganhou o segundo lugar do júri técnico com a fotografia O tempo CRÉDITO: GISA FEDRIZZI/DIVULGAÇÃO/CIDADES

No ano passado, Gisa Fedrizzi ganhou o segundo lugar do júri técnico com a fotografia O tempo CRÉDITO: GISA FEDRIZZI/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A 6ª edição do Concurso Fotográfico realizado durante o Festival da Primavera – Frühlingsfest está com as inscrições abertas. O tema deste ano será Nova Petrópolis – Jardim da Serra Gaúcha. O regulamento, a ficha de inscrição e o termo de autorização estão disponíveis no endereço www.novapetropolis.rs.gov.br/festivaldaprimavera/concursos.php?tipo=1. A data limite para postagem nos Correios e inscrições é 2 de setembro de 2016.
O Concurso Fotográfico do Festival da Primavera tem caráter exclusivamente cultural, não havendo qualquer modalidade de sorteio ou pagamento por parte dos participantes. É aberto a fotógrafos amadores e profissionais, brasileiros ou estrangeiros, de todas as idades. De acordo com o regulamento, serão válidas somente fotografias feitas em Nova Petrópolis e poderão ser fotografadas apenas áreas localizadas no município, enfocando imagens referentes à cidade, aos atrativos turísticos, às belezas naturais turísticas, ao patrimônio histórico material e imaterial da cidade, à harmonização de jardins e praças, ao arquitetônico, entre outros.
As fotografias e arquivo digital deverão ser entregues ou remetidos juntos, com a seguinte identificação no envelope: Nova Petrópolis em Foto. A/C secretaria de Turismo de Nova Petrópolis, avenida 15 de Novembro, nº 1.966, CEP 95150-000, Nova Petrópolis, Rio Grande do Sul, até a data limite, que se refere à postagem nos Correios. Entre os prêmios, destaque para uma câmera fotográfica digital Canon Rebel (com lente 18-55 mm) mais um case básico (bolsa fotográfica) para o 1º lugar do júri técnico e um passeio turístico para um casal no Vale dos Vinhedos com o trem Maria Fumaça para o 1º lugar do voto popular.
O concurso é promovido pela Associação Tchon Ji e prefeitura municipal, em parceria com a Universidade Feevale. O regulamento, a ficha de inscrição e o termo de cessão e autorização para uso de direitos autorais do concurso de fotografia 2016 também podem ser retirados na secretaria de Turismo, localizada junto ao Parque Aldeia do Imigrante. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (0xx54) 3281-1222. São apoiadores do Concurso Fotográfico Rossetto Equipamentos Fotográficos, Estúdio Sabrina Schuster, Turm Vídeo, Mauro Stoffel, Stoffel Digital, Nova Imóveis e Turismo e Universidade Feevale.
O Festival da Primavera – Frühlingsfest 2016 ocorre de 16 a 25 de setembro, das 9h às 19h, na Rua Coberta. O evento é uma realização da Associação Tchon Ji e prefeitura e conta com o patrocínio de Sicredi Pioneira/RS e Piá. São parceiros do evento Rota Romântica, Casa Cooperativa, Banco do Brasil, Corticeira Ecologia Cultivada, Salix Paisagismo e Meio Ambiente, Floricultura Úrsula, Escola Bom Pastor, Sítio Grünes Paradise, Emater/RS, Floricultura Bom Estilo, Toni Backes Paisagismo e Arquitetura, Benetti Paisagismo e Ecologia. O Festival da Primavera conta com o apoio de Hotel Vila Verde, Fundo de Turismo, Universidade Feevale, Rossetto Equipamentos Fotográficos, Nova Imóveis e Turismo, Turm Vídeo, Mauro Stoffel, Stoffel Digital e Estúdio Sabrina Schuster.

 

Técnicos da Emater da região de Passo Fundo são capacitados em irrigação

Município: Passo Fundo

Curso ocorreu na última semana e contou com aulas teóricas e práticas CRÉDITO: EMATER-RS/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Curso ocorreu na última semana e contou com aulas teóricas e práticas CRÉDITO: EMATER-RS/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Em todo o Estado, a Emater/RS está realizando capacitações com seus técnicos em sistema de irrigação por aspersão. Na região de Passo Fundo, foram capacitados 20 técnicos. O curso se iniciou no dia 15 de agosto e finalizou no dia 17, na Casa Santa Cruz. A capacitação conta com aulas teóricas e práticas, orientadas pelo assistente técnico estadual em Irrigação José Enoir Daniel, com o apoio do assistente técnico regional Ivan Guarienti. Os conhecimentos adquiridos serão aplicados nos municípios, por meio da assistência técnica realizada pelos extensionistas dos escritórios municipais da instituição.
Estiveram presentes no curso extensionistas, entre engenheiros agrônomos e técnicos agropecuários, dos municípios de Passo Fundo, Maximiliano de Almeida, Camargo, Água Santa, Santo Antônio do Palma, São João da urtiga, Ciríaco, Coxilha, Vila Maria, Pontão, Barracão, Vila Lângaro, Muliterno, Santa Cecília do Sul, Casca, Mato Castelhano, Nova Alvorada, David Canabarro, Tapejara e Paim Filho. “Estamos fazendo essa rodada de capacitações em todas as regiões do Estado. Queremos que os técnicos saiam desse curso, que tem carga horária de 20 horas/aula, sabendo fazer um projeto de irrigação por aspersão, para atender uma demanda que está crescendo”, disse o assistente técnico estadual em Irrigação, José Enoir Daniel. Ele explica que, com essa capacitação, os técnicos saem aptos a fazer um projeto bem elaborado, qualificado, que atenda às necessidades do agricultor. “De maneira geral, no meio rural não temos potência energética suficiente, então temos que fazer um projeto bem feito para que o agricultor possa irrigar dois hectares com motor de um ou dois cv”, concluiu.
De acordo com Daniel, no Rio Grande do Sul, a demanda por irrigação tem aumentado nos últimos dois anos. “Temos quase 3.500 projetos de irrigação instalados no Estado, irrigando perto de 6 mil hectares, e 72% dessa área é de pastagens para gado de leite. O restante é de fruticultura, olericultura e alguma coisa de grãos”, disse Daniel. Os projetos de irrigação integram um conjunto de políticas públicas do Programa Estadual de Expansão da Agropecuária Irrigada Mais água Mais Renda, vinculado à secretaria estadual de Agricultura Pecuária e Irrigação (Seapi).
Para o gerente regional da Emater/RS, Oriberto Adami, as capacitações e qualificações, que são uma prioridade da gestão, estão acontecendo nas áreas prioritárias, que fazem parte do planejamento da instituição. “Na região de Passo Fundo, já realizamos capacitações em culturas, armazenagem, viticultura, solos, tecnologia de aplicação, agroindústrias familiares, leite, artesanato, plantas bioativas, saneamento básico e alimentação. Vemos na qualificação uma forma de melhorar ainda mais o trabalho da Extensão Rural”, avaliou.

 

Garibaldi receberá novamente a Série Concertos Comunitários

Município: Garibaldi

foto garibaldi

Espetáculo contará com o Coral e a Orquestra Unisinos Anchieta interpretando obras de nomes como Bizet, Verdi e Mozart CRÉDITO: ALEXANDRA UNGARATTO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A série Concertos Comunitários terá nova apresentação no município. A atividade será no dia 4 de setembro, às 20h, na Igreja Matriz São Pedro, e terá entrada franca. O espetáculo contará com o Coral e a Orquestra Unisinos Anchieta interpretando obras de Bizet, Verdi e Mozart, além do sucesso All You Need Is Love, dos Beatles.
Nesta edição, a soprano Raquel Fortes e o barítono Francis Padilha farão participação especial no concerto, que será regido pelo maestro Evandro Matté. Já consolidado em todo o Rio Grande do Sul, o projeto atinge 30 mil pessoas por ano, passando por várias cidades do Estado. No ano passado, a edição em Garibaldi lotou a igreja e emocionou os presentes com a proposta de levar a música erudita e cultura às multidões.
A realização é do Ministério da Cultura e da Opus Promoções, com patrocínio do Grupo Zaffari, Tramontina e Cielo. O planejamento cultural é da Unisinos. Na cidade, a administração municipal, por meio da secretaria de Turismo e Cultura, e a Paróquia São Pedro apoiam o evento.
Sobre a soprano Raquel Fortes e o barítono Francis Padilha
Natural de Belém do Pará, a soprano Raquel Fortes é bacharel em Canto Lírico pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs). Em 2015, integrou a classe de jovens cantores do primeiro Opera Studio do Theatro Municipal de São Paulo e foi convidada a participar da 5ª edição da competição internacional de Canto Lírico Marcello Giordanni, na Itália, chegando à semifinal. Na Ufrgs, fez parte dos elencos das óperas Dido e Enéias, de Purcell, e Orfeu, de Monteverdi. Atualmente, tem como orientador vocal o tenor Flávio Leite, além de participar de master classes com grandes nomes nacionais e internacionais do canto.
O barítono Francis Padilha, graduou-se em Canto em dezembro de 2005 e em Regência Coral em agosto de 2009 na Ufrgs. Participou de master classes com os professores Uwe Paul Lohse (Alemanha) Stephen Smith (Estados Unidos), Raquel Pierotti (Espanha), Neide Thomas e Rio Novelo (Brasl), Mazias de Oliveira (Estados Unidos), Luiza Gianinni (Itália), Juremir Vieira (Brasil) e Eiko Senda (Japão). Foi professor convidado para as classes de técnica vocal nos Painéis de Regência Coral da Federação de Coros do Rio Grande do Sul (Fecors), no Festival de Inverno de Londrina (Paraná) e no Laboratório Coral de Itajubá (Minas Gerais). Padilha tem cantado com as orquestras do estado do Rio Grande do Sul diversas obras, inclusive musicais, óperas de bolso e música de câmara para salas de concerto e teatro. Trabalha como regente e preparador vocal desde 1999. Atuou e fez orientação vocal dos musicais O Linguiceiro da Rua do Arvoredo e Saltimbancos. O barítono ainda preparou vocalmente os musicais Lupicínio Rodrigues e Corcunda de Notre Dame e as peças Ayê, Night Club e Terra do Nunca II. Em abril de 2011, ganhou o Prêmio Júri Popular e o 3º lugar masculino no Concurso Internacional de canto Bidu Sayão e, no ano de 2014, foi professor de voz na Casa de Teatro de Porto Alegre.

 

8ª edição do Armazém das Pontas acontece neste fim de semana em Bento Gonçalves

Município: Bento Gonçalves

Neste ano, 30 lojas oferecem itens com condições diferenciadas para aquisição CRÉDITO: EXATA COMUNICAÇÃO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Neste ano, 30 lojas oferecem itens com condições diferenciadas para aquisição CRÉDITO: EXATA COMUNICAÇÃO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Produtos de qualidade, compostos em um mix diversificado, e com preços atraentes estão entre as principais apostas para o sucesso do Armazém das Pontas 2016. A 8ª edição terá oportunidades imperdíveis de boas compras neste fim de semana, entre os dias 19, 20 e 21 de agosto, no salão paroquial do bairro São Roque. Neste ano, 30 lojas oferecem ao público itens atrativos com condições diferenciadas para aquisição. Entre as confirmadas estão Arieli Gabriel, Azul Anil, Basic Modas, Bella Luna, Boka Pimenta, Bonita Kim, Carllize, Destake Modas, Diva’s Modas, Duana Malhas, Duca Modas, Elemento Básico, ES Presente, Fortaleza Modas, Fuzuê Baby Kids, Hering, Idéias & Presentes, Lojinha Pertile, Malharia Gabriel, Maria Mariá, Meriene Confecções, Natal Fitness, Open Moda Jovem, Schenatto Modas, Sem Limites, Sgabi, Simone Modas, Sonho de Consumo, Thiby Modas e Ventura Modas.
Consolidado na agenda do comércio municipal, o Armazém das Pontas é aguardado pelos lojistas como oportunidade extra de alavancar as vendas – prova disso é que, pouco tempo após o lançamento, a edição deste ano já estava com 100% dos espaços comercializados. Para o público, o grande chamariz são os preços especiais para adquirir roupas de inverno e verão, calçados, acessórios, bolsas, confecção infantil e malhas. “Edição após edição, o Armazém das Pontas vem crescendo em representatividade, tanto junto ao comércio quanto junto à comunidade. Por isso, aumenta, também, nosso compromisso em realizar um evento que atenda e supere essas expectativas, gerando efetivamente bons negócios”, destaca o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do município, Marcos Carbone.
Se o cenário macroeconômico tem contribuído pouco para alavancar os negócios, cabe aos lojistas encontrar alternativas para, mesmo assim, fazer com que as vendas cresçam. É preciso criar e aproveitar oportunidades de estar em contato com o consumidor. Por isso, a Thiby Modas participa do Armazém das Pontas pela primeira vez neste ano. “Entendemos que o empreendedor não pode ficar parado, precisa buscar alternativas para impulsionar os negócios. Decidimos participar do projeto para incentivar as vendas no mês de agosto. Nossa meta é um crescimento de 50% no fluxo das vendas no período. O resultado será importante para podermos investir em mercadorias da próxima estação e outras melhorias na loja”, dizem Janine Sandrin e Thiby Ferri.
A estratégia de participar da ponta de estoque para gerar boas vendas pode ser, sim, bastante eficiente, especialmente quando vem acompanhada de um sólido trabalho de planejamento – como bem exemplifica o case da Lojas Carllize, presente desde a primeira edição do evento. “O Armazém das Pontas é sempre uma oportunidade valiosa para os negócios, por isso nossa expectativa é atingir um crescimento de 10% nas vendas no mês de agosto. O objetivo, com certeza, é zerar o estoque das lojas, principalmente com a continuidade do frio. Além de mercadorias em promoção, a Carllize apresentará peças diferenciadas e atendimento de qualidade, fatores indispensáveis para o sucesso das vendas. Nosso mix será variado com camisetas, regatas e coletes femininos, jaquetas masculinas, peças de tamanhos normais e especiais, bolsas e artigos de verão. O lojista precisa estar atento ao que o público busca, e o Armazém das Pontas é referência para esse contato próximo com o consumidor”, relata Helenir Bedin proprietária da loja.
Promovido pelo Viva Bento, pela CDL, pelo Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas), pelo Centro da Indústria, pelo Comércio e Serviços (CIC) e pelo Serviço de Apoio a Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o Armazém das Pontas comercializa os ingressos para participação na hora, pelo valor de R$ 2,00. Crianças até 12 anos não pagam. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (0xx54) 3455-0555 ou na página facebook.com/cdlbg.