I Mostra de Robótica Educacional reúne 15 escolas municipais em Viamão

Município: Viamão

Atividade envolveu 47 alunos expositores e 27 competidores, além de mais de mil estudantes visitadores CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE VIAMÃO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Atividade envolveu 47 alunos expositores e 27 competidores, além de mais de mil estudantes visitadores CRÉDITO: PREFEITURA MUNICIPAL DE VIAMÃO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A secretaria municipal da Educação (SME) promoveu, na última sexta-feira, dia 17, a I Mostra de Robótica Educacional de Viamão. O evento foi realizado na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Dom Diogo de Souza, no Valença, das 8h às 16h. Para o secretário de Educação, Carlos Bennech, o principal objetivo é “difundir aos alunos, professores e comunidade em geral informações sobre o que é a robótica educacional e quais os trabalhos que vem sendo realizado em nosso município nesta área. Desta forma, entendemos que promover a I Mostra, é uma maneira de valorizar e fomentar o trabalho desenvolvido nas escolas”.
São 15 escolas participantes, envolvendo 47 alunos expositores e 27 alunos competidores, além de cerca de 1.250 estudantes visitadores. Em 2016, a SME adquiriu 51 kits de robótica e promoveu a formação de professores para a implantação de oficinas de robótica nas 10 escolas que receberam o material. No início deste ano, a SME firmou parceria com a 28º Coordenadoria Regional de Educação (CRE) e oportunizou que 43 professores, de 29 escolas da rede, participassem dos cursos da Roboed.
A assessora de Tecnologias Educacionais, Gabriella Paim, explica que, durante a mostra, cada escola que trabalha a robótica, através dos kits ou a partir dos conhecimentos adquiridos nos cursos da Roboed, trouxe um grupo de alunos para apresentar uma experiência exitosa. “No período da manhã, tivemos uma competição de robôs na modalidade Sumô, na qual a Emef Residencial Figueira foi a campeã. Na modalidade de pista, realizada à tarde, a Emef Dom Diogo de Souza consagrou-se campeã. As equipes vencedoras ganharam medalhas e troféu. Todos os competidores receberam medalhas. A equipe que foi mais colaborativa com as demais também recebeu premio. Enquanto as equipes competiam na quadra coberta da escola, outras escolas expuseram seus trabalhos nas salas. Tivemos também oficinas de Lego (Emef Zeferino) e Games (Emef São Jorge)”, explica Gabriella.
O prefeito André Pacheco destacou que a educação é a base forte para a sociedade. “Queremos avançar e propiciar uma capacitação para as nossas crianças, com mais qualidade de vida para todos. Isso é fazer a diferença na vida das pessoas. Os estudantes de hoje, serão a geração futura de Viamão. Investir na educação, é investir no futuro da cidade. A robótica educacional é uma atividade lúdica e desafiadora, que une aprendizado e prática. Além disso, valoriza o trabalho em grupo, a cooperação, planejamento, pesquisa, tomada de decisões, definição de ações, promove o diálogo e o respeito a diferentes opiniões”, encerra.

Parque Temático Epopeia Italiana é revitalizado em Bento Gonçalves

Município: Bento Gonçalves

Atração passou por um projeto de modernização que durou quatro meses CRÉDITO: SERGIO AZEVEDO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Atração passou por um projeto de modernização que durou quatro meses CRÉDITO: SERGIO AZEVEDO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Contar de maneira ainda mais real e emocionante a história dos primeiros imigrantes italianos que chegaram na região foi um dos objetivos da revitalização do Parque Temático Epopeia Italiana, que agora abre suas portas de cara nova. No ano em que comemora 25 anos, o Grupo Giordani Turismo apostou na renovação de uma de suas principais atrações para oferecer aos turistas e visitantes uma experiência inesquecível. Foram cerca de quatro meses de execução de um projeto ousado, que passou por diferentes áreas: atendimento, treinamento de colaboradores, elenco de apresentadores, parte técnica e cenário. Ao todo, cerca de 40 pessoas trabalharam na revitalização do parque. A implementação do projeto passou por todas as etapas do Epopeia Italiana, desde o atendimento aos visitantes em seu primeiro contato até a criação de novos roteiros, trilha sonora, vídeos, iluminação e adaptações no cenário, tudo para manter ainda mais fiel e emocionante o compromisso do Epopeia Italiana com a história.
“Desde a sua inauguração, procuramos trazer para o parque a linda história da imigração italiana através da vida de nossos antepassados Lázaro e Rosa com um olhar inovador, o despertar dos sentidos e emoção em uma verdadeira viagem ao passado. Há quase 14 anos nos desafiamos, e, agora, estava na hora de fazer isso novamente, buscando fazer o melhor com o que podemos oferecer atualmente”, destaca a diretora do Grupo Giordani Turismo, Susana Giordani. Para realizar a renovação do Parque Temático Epopeia Italiana, a Giordani buscou a expertise de mais de 10 anos da D’arte Multiarte, empresa gaúcha referência em concepção, criação e execução de espetáculos, cenografias e humanização de cenários.
O diretor artístico da D’arte, Rodrigo Cadorin, levou toda sua experiência de grandes eventos e espetáculos ao criar o novo conceito do parque. “Queremos destacar a magia e o encantamento que uma história como a da imigração italiana pode proporcionar. Nosso principal objetivo foi garantir que quem entra no parque sai com vontade de voltar levando na memória uma experiência inesquecível e enriquecedora”, explica.
O Parque Temático Epopeia Italiana, em Bento Gonçalves, proporciona a turistas e comunidade viver e sentir o cotidiano dos imigrantes italianos na época de 1875, ano-chave que marcou a chegada dos primeiros italianos na região. A atração do Grupo Giordani possibilita embarcar em uma verdadeira viagem pelo tempo que conta a história de um casal de imigrantes, Lázaro e Rosa. O propósito é envolver o visitante no contexto, fazendo com que sinta as mesmas emoções e necessidades que os imigrantes tiveram desde a saída da Itália até a chegada ao Brasil. São nove ambientes montados em 2 mil metros quadrados de área construída que retratam aspectos que vão desde a vida na Itália, passando pela viagem ao Brasil, e por fim, a adaptação no novo continente. A atuação dos apresentadores e os efeitos especiais de som e luz proporcionam uma maior dinâmica dando vida às réplicas e aos ambientes.

Curso da Unijuí apresenta diagnóstico de sistemas agrários em Santa Rosa

Município: Santa Rosa

Dados foram apresentados na última segunda-feira, na prefeitura CRÉDITO: UNIJUÍ/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Dados foram apresentados na última segunda-feira, na prefeitura CRÉDITO: UNIJUÍ/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Os estudantes do curso de Agronomia da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí) realizaram, sob orientação dos professores do curso, um trabalho de análise e diagnóstico de sistemas agrários em propriedades do município de Santa Rosa. Na manhã da última segunda-feira, dia 20, foi realizada a apresentação desses dados na prefeitura, para os agricultores envolvidos, secretaria da Agricultura, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e demais convidados.
As informações foram geradas por meio de observações e de entrevistas realizadas junto aos agricultores, pelos estudantes das disciplinas de Estágio I – Diagnóstico de Sistemas Agrários e de Estágio II – Análise Técnica Econômica de Sistemas de Produção do curso de Agronomia, segundo semestre de 2016 e primeiro semestre de 2017. O objetivo do diagnóstico foi ampliar a aquisição de conhecimentos e métodos necessários para a compreensão da dinâmica e complexidade da agricultura visando à elaboração de linhas estratégicas de desenvolvimento local.
As atividades que foram realizadas para a análise e o diagnóstico compreenderam leitura da paisagem e zoneamento agroecológico; história agrária e trajetórias de acumulação; classificação (tipologia) das unidades de produção; caracterização técnica dos sistemas de produção; avaliação econômica dos sistemas de produção; análise/diagnóstico da agricultura, linhas estratégicas de desenvolvimento rural; confecção do relatório; e restituição às entidades e agricultores. O diagnóstico forneceu subsídios para o município que engloba planejamento, gestão estratégica da agricultura local, proposições de políticas e projetos estratégicos.
Para o pró-reitor do campus Santa Rosa, professor Ariosto Sparemberger, o diagnóstico e as propostas apresentadas são importantes para o desenvolvimento econômico e social do município. “Há muitas informações que podem auxiliar este processo. Por exemplo, o estudo analisou e identificou 12 tipos básicos de unidades de produção e na sua maioria os resultados econômicos asseguram a reprodução sócio econômica. O município possui 1.964 estabelecimentos agropecuários, dos quais 93,6% possuem menos de 50 hectares, e ocupam 65,80% da área”, ressaltou.
A equipe técnica da Unijuí que esteve envolvida no diagnóstico foi composta pelos professores Nilvo Basso, Felipe Esteves Oliveski, Roberto Carbonera e Angélica de Oliveira Henriques. O termo de cooperação técnica foi firmado entre a Unijuí, prefeitura – através da secretaria da Agricultura – e Emater.

Enfrentamento da violência contra a mulher é tema de evento na Univates, em Lajeado

Município: Lajeado

Atividades se iniciaram no último sábado e se encerraram na quarta-feira, dia 22 CRÉDITO: ELISE BOZZETTO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Atividades se iniciaram no último sábado e se encerraram na quarta-feira, dia 22 CRÉDITO: ELISE BOZZETTO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Na manhã do último sábado, dia 18, a Universidade do Vale do Taquari (Univates) deu início ao I Congresso de Atenção Integral à Saúde da Mulher, ao IV Simpósio de Enfermagem do Vale do Taquari e ao VI Fórum Regional de Enfrentamento à Violência contra a Mulher. Os eventos, que se encerraram na quarta-feira, dia 22, aconteceram no auditório do Prédio 7 da Univates, com foco na discussão de temáticas relacionadas à violência contra a mulher.
O debate Enfrentamento da violência contra a mulher contou com a participação da juíza Caren Leticia Castro Pereira, da delegada Tatiana Barreira Bastos, da enfermeira Cassiana Chemin e da acadêmica Dandara Luana Ulsenheimer. Foram compartilhados dados e acessos à rede de apoio à mulher. Conforme Caren, a violência contra a mulher teve um novo olhar a partir da consolidação da Lei Maria da Penha, que estabelece cinco formas de violência contra a mulher: física, psicológica, sexual, patrimonial e moral. “Estas formas de violência podem ser cometidas isoladamente ou combinadas. Geralmente, o que vemos é um comportamento violento crescente na relação”, comentou Caren.
Para Tatiana, a violência contra a mulher é um fenômeno mundial e pluricausal, sendo uma das violências mais perversas por acontecer no lugar onde deveria ser o porto seguro dessas mulheres. A delegada aponta a violência de gênero como resultado de um sistema patriarcal, instituído há mais de 7 mil anos, que preconiza uma relação assimétrica e desigual entre mulheres e homens. “Por muitos séculos, essa violência foi silenciada e invisível. Hoje, por meio da educação, já não naturalizamos alguns comportamentos que até então eram tidos como normais nas relações. Por isso, há uma divulgação maior de casos de violência contra a mulher. Hoje, o problema já é tratado na ordem da saúde pública”, ponderou a delegada. Para Tatiana, a Lei Maria da Penha teve papel fundamental no combate à violência.
Os registros de violência tiveram um crescimento muito grande com a divulgação da lei. Apesar de ainda haver um grande problema de subnotificação, hoje as mulheres já conhecem seus direitos e podem buscar ajuda mais facilmente. “Em 2016, pela primeira vez, comemoramos a baixa dos índices de violência contra a mulher no Rio Grande do Sul. No entanto, os crimes de estupro e feminicídio ainda apresentaram crescimento. Há muito trabalho ainda para fazer”, declara Tatiana. Mais informações sobre os eventos podem ser conferidas no site da Univates ou pelo telefone (0xx51) 3714-7000, ramal 5052.

Município: Estrela

Artistas vencedoras do Prêmio Empreendedor Cultural farão roteiro de oficinas, passeios e apresentações CRÉDITO: PÉ DE VELA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Artistas vencedoras do Prêmio Empreendedor Cultural farão roteiro de oficinas, passeios e apresentações CRÉDITO: PÉ DE VELA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A passagem da Cia. Palma – arte de rua por Estrela já se iniciou, levando à cidade o Projeto Pé de Vela – Arte e Sustentabilidade, vencedor do 3° Prêmio Empreendedor Cultural 2017. As artistas Isandria Fermiano e Renata Nascimento, que se deslocam de bicicleta, ficarão uma semana no município, um dos sete do Estado escolhidos para integrar o roteiro. Nestes dias, com apoio da secretaria municipal de Cultura e Turismo (Secultur) e escolas locais, desenvolverão o foco do trabalho que se divide em três ações: espetáculos em espaço público, feira de sementes e oficinas de teatro e circo.
No total, a viagem das artistas de Esteio totalizará 288 quilômetros e 49 dias na estrada sobre bicicletas. O translado se iniciou dia 30 de outubro pela cidade natal e, desde então, as artistas já passaram por Ivoti, São Sebastião do Caí, Montenegro e, agora, chegaram em Estrela. O projeto seguirá por Taquari e Triunfo e, depois, as artistas retornam para Esteio. Segundo as idealizadoras, o Pé de Vela – arte e sustentabilidade é um projeto que busca compartilhar experiências artísticas e proporcionar espaços de convívio e de diálogo sobre qualidade de vida com simplicidade. Este projeto é fruto da vivência das artistas com exemplos de arte de rua, a viagem de bicicleta e o diálogo com as dinâmicas do sistema agroflorestal. Em momentos distintos, as artistas experimentaram estas vivências e, agora, através do Prêmio Empreendedor Cultural, resolveram dividi-las nesta viagem que vem se desenvolvendo ao longo dos últimos dias.
Em Estrela, serão cinco as atividades. No dia de ontem, já houve uma oficina de malabarismo, que terá outra edição hoje no Colégio Santo Antônio, a partir das 14h. Espetáculos de teatro acontecem nos dias 23 e 24, com respectivas apresentações no Colégio Martin Luther e na Escola Estadual de Educação Básica (EEEB) Vidal, a partir das 9h. Neste sábado, será realizada a Feira da Troca de Sementes, na Feira do Produtor de Estrela, e o Passeio de Bicicleta, aberto a pessoas da comunidade. No domingo, será apresentado o Espetáculo de Teatro no Parque Princesa do Vale. Mais informações podem ser obtidas na Secultur, pelo telefone (0xx51) 3981-1122.